quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Palavra de Prenda

Hoje a palavra está com Patrícia da Rosa Soares, 2ª Prenda da 9ª Região Tradicionalista, que faz parte do CCN Piazito Carreteiro, de Ijuí.
Ela nos trás um pouco sobre a sua vida no tradicionalismo. Suas experiências, expectativas, aprendizados e realizações.

"A minha caminhada começou cedinho... dancei em invernada mirim,depois parei e retornei com 12 anos. Assim que voltei a dançar participei do meu 1º concurso.Concorri na categoria juvenil e conquistei o 1º lugar. Em casa sempre tive o total incentivo de meus pais, meu pai sempre dançou e foi professor de dança na juventude, ele e minha mãe fizeram um casamento gaudério... minha mãe chegou de charrete, meu pai à cavalo e todos, inclusive o padre, estavam pilchados durante a cerimônia. Um conjunto instrumental tocou e meu pai até arriscou um sapateio no altar, mas foi repreendido pelo padre. Bom, sempre vivi nesse meio, e cresci com meu pai falando que seria um orgulho ter uma filha prenda. Eram indiretas, não chegava a ser pressão, e eu também sempre gostei.
Por motivos particulares tive que trocar de entidade, e quando cheguei fui logo me informando sobre o concurso interno de prendas. Sendo assim, no mesmo ano concorri na categoria adulta, conquistando o 1º lugar. A partir dai comecei a frequentar encontros de prendas e me envolver mais no meio tradicionalista, o que não acontecia na minha antiga entidade... comecei também a aperfeiçoar minha declamação, já que nasci pra cantar.
Fui percebendo que existem dois tipos de prendas de faixa. Existem aquelas que recebem seu titulo e usam a gestão para aprender, cultuar as tradições e representar da melhor maneira possível a sua entidade, e aquelas que são as 'prendas vitrine'. Decidi então que não seria a 2ª opção. Temos em minha entidade um casal de coordenadores culturais que nos dão todo o apoio necessário, esclarecem duvidas, nos incentivam e junto com a patronagem nos carregam em eventos pra lá e pra cá.
A cada evento, a cada ciranda, a cada conquista ou derrota a vontade de continuar ativa no CTG cresce. Como diz a minha mãe, eu nasci pra ser prendinha... já não sei me imaginar sem uma faixa, sem promover eventos e viajar todo final de semana. Procuro passar isso pras outras prendas também, pra que elas aprendam a gostar e levem adiante o trabalho que as prendas de cada gestão iniciam.
Minha gestão regional termina em junho e no mês de agosto retorno concorrendo em minha entidade. Meu sonho é levar o nome do meu CTG aos 4 cantos do estado conquistando um titulo de Prenda Estadual."

 2ª Prenda da 9ª RT 2010/2011

 Invernada Artística do CCN Piazito Carreteiro

Encontro Artístico - MTG

REUNIÃO COM PATRÕES E COORDENADORES
EM 19 DE FEVEREIRO DE 2011

A reunião tem por objetivo ouvir os patrões de entidades filiadas e que participam, com grupos de danças, do ENART, tanto na “Força A” quanto na “Força B”, para orientar a decisão da Diretoria na escolha do Diretor Artístico e subdiretores de danças tradicionais.

São convidados para a reunião:
1. Diretoria Executiva do MTG;
2. Coordenadores Regionais e seus Diretores Artísticos;
3. Entidades filiadas que tenham participado de regionais, inter-regionais no ano de 2010.
4. Entidades filiadas que não participaram em 2010, mas com intenção de participar em 2011.
Importante: Representando a entidade: Patrões (ou capatazes), diretores artísticos e posteiros (ensaiadores) das entidades filiadas (CTGs, DTGs, Pqts, ...) até TRÊS PESSOAS por entidade;

Data, horário e local:
- dia 19 de fevereiro de 2011 (domingo)
- às 09 horas
- no 35 CTG, Avenida Ipiranga nº 5.200, em Porto Alegre.

PAUTA:
1. Apresentação da Diretoria Executiva;
2. Apresentação do sistema geral do ENART (fases, forças, critérios administrativos);
3. Manifestação das RTs e entidades sobre o sistema atual de avaliação, tanto para rodeios quanto para o ENART (Direção, critérios de escolha de avaliadores para o quadro geral, critérios para seleção de
avaliadores para o ENART);
4. Recebimento de indicações de nomes tanto para a direção quanto para o quadro geral de avaliadores (recebimento das indicações por escrito em documento com identificação da entidade que indica e assinatura do responsável (Coordenador ou patrão);
5. Definição sobre a forma de execução do SAT (item obrigatório pelo Regulamento).

IMPORTANTE:
- NÃO serão tratados critérios técnicos de avaliação;
- NÃO serão tratados problemas ocorridos em anos passados, seja em rodeios, seja no ENART, especialmente quando envolve nomes de pessoas.

Erival Bertolni
Presidente do MTG

Paulo Roberto C. Souza
Vice Presidente Administrativo

Odila Paese Savaris
Vice presidente de Cultura

Jose Gelso Miola
Vice Presidente de Eventos

Edson Debon
Vice presidente Financeiro

Para uma melhor organização sugerimos que se inscrevam antecipadamente através do nosso site: www..mtg.org.br. Não haverá custo de inscrição, e remeta o email para secretaria@mtg.org.br

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Orientações Prova Escrita - Ciranda Cultural de Prendas

Boa tarde pessoal.

Finalmente alguém resolveu pensar um pouco nas pobres Prendas que precisavam 'adivinhar' o conteúdo a ser estudado para a Ciranda Cultural de Prendas, referente à história do Brasil. Digo isso porque passei por cada momento de uma preparação imensa pro concurso Estadual, e uma das grandes dificuldades encontradas era saber O QUE exatamente tinha que ser estudado para a prova de história.
Hoje, ao acessar o site do MTG, me deparo com um link que me leva à estas orientações.
Sinceramente, achei uma 'colher de chá' muito merecida a estas prendas que estão, muitas vezes, a anos lutando pela realização de ostentar uma faixa de Prenda Estadual.

Vamos então, à estas orientações:

O Regulamento da Ciranda Cultural de Prendas estabelece no Art. 23, inciso II, combinado com o Art. 24, incisos II, letra d e inciso II, letra d: “ASPECTOS DA HISTÓRIA DO BRASIL, DIRETAMENTE LIGADOS À HISTÓRIA RIOGRANDENSE”.
A fim de orientar as candidatas, informamos os aspectos que devem ser estudados:
1. A organização administrativa da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul, em 1809;
2. A Guerra da Cisplatina, especialmente a Batalha do Passo do Rosário e a conseqüente independência da Província Cisplatina (1828);
3. A Guerra do Paraguai – ações desenvolvidas no território sul-rio-grandense e participação dos gaúchos na constituição dos “Corpos de Voluntários da Pátria”;
4. A Revolução de 1930 e a tomado do poder por Getulio Vargas; O Estado Novo de 1937 e o final da “Era Vargas” com a sua morte em 1954.
5. O “Movimento da Legalidade” e participação do Governador Leonel Brizola;
6. O Período Militar (1964 a 1985): presidentes gaúchos.



ODILA PAESE SAVARIS
VICE-PRESIDENTE DE CULTURA


JANDIRA BREZOLIN TISOTT
DIRETORA DE CONCURSOS

Bueno, agora resta esperar que as Prendas usem e abusem destas dicas!
A sorte está lançada.. e a contagem regressiva não está muito longe de começar :)
A 41ª Ciranda Cultural de Prendas está logo aí!

Aproveito o post pra informar que devo ficar um pouco 'off-line' pelos próximos 30 dias, afinal também sou filha de Deus e mereço algumas férias. Não digo que vou sumir completamente, mas as minhas aparições por aqui serão menos frequentes. Sempre que der, apareço com alguma notícia, alguma novidade.
Beijos e abraços a todos. E boa reunião da 24ª RT hoje a noite pra quem for. Nos vemos por lá!

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Palavra de Prenda

Hoje vamos conhecer a história da Prenda Cláudia Lucher de Freitas, que tem 16 anos, mora em São Gabriel e faz parte do CTG Tarumã.

"Sempre sonhei em ser prenda, desde da primeira vez que eu conheci o tradicionalismo, aos meus 12 anos. Iniciei o meu primeiro prendado, mas não participei de nenhum concurso, e no ano de 2009 concorri da Prenda Coordenadoria Tradicionalisma Municipal, mas pela categoria adulta, da qual não tinha idade direito, então acabei ficando em 4º. Mesmo assim, nunca desisti, segui dançando em vários concursos de danças tradicionais, participando de seminários, tertúlias e assim por diante, pois eu estou estudando, me preparando e acreditando que um dia conseguirei alcançar meus objetos. Sonho em ser uma Prenda Estadual, sei que pode ser dificil mas não impossivel, pois quem acredita sempre alcança, e como sou gaúcha e tenho sangue de farrapo, que peleia até o final, não vou desistir e chegarei lá!"

 Prova Artística - Concurso da Coordenadoria Municipal 2009

Faixas já conquistadas


Parabéns Cláudia por fazer a sua parte em prol do Tradicionalismo Gaúcho. 
Precisamos de mais jovens como você, com este amor e devoção à nossa Cultura!

Um ótimo final de semana a todos :)
Abraços.