quinta-feira, 31 de março de 2011

23° Entrevero Cultural de Peões Farroupilhas

É com uma alegria imeeensa que hoje trago a vocês os nomes dos Peões e Guris que estarão em Monte Belo do Sul, 11ª Região Tradicionalista, nos dias 14, 15 e 16 de abril em busca de um Crachá Estadual.

Nos próximos dias irei postar a programação e maiores detalhes sobre o evento, porém hoje reservo esta postagem pra alguém que é muito próximo de mim... por toda força que já dei a ele, e por toda força que já recebi em troca. Em 2009 foi a vez dele receber muito apoio e confiança, em 2010 fui eu que precisei de suas sábias palavras, de sua sábia experiência... e neste ano de 2011 mais uma vez estaremos torcendo muito pra que o Crachá de Peão Farroupilha do Rio Grande do Sul venha para nossa Região e querida entidade.

Estamos juntos levando o nome do CTG Querência do Arroio do Meio ao Estado, trazendo ou não as merecidas conquistas. Estivemos lá, mostramos nossas capacidades e orgulhamos muitas pessoas que acreditam na gente.

Rodrigo, meu afilhado, meu ex-dindo... EU ACREDITO EM TI. Muito, muito mesmo, e tu sabe disso.

Desta vez, mais do que em 2009, ficarei com o coração na mão e as lágrimas no rosto. No ano pasado foi a minha vez de viver intensamente aqueles momentos em Santa Maria, e de sentir o quanto tudo aquilo foi importante pra mim... hoje sei muito bem tudo o que passa em nossa cabeça, e sei o quanto existem abraços valiosos em certos momentos.

Bom, até lá ainda vou te abraçar um monte, te desejar muita M*rda, hahaha... e dizer que me orgulho muito de ti. Toda tua confiança e tua força de vontade já te fazem um vencedor.

Rodrigo de Oliveira Schneider, com os pais quando recebeu
o crachá de Peão Farroupilha da 24ª RT 2010/2011

Concorrentes a Peão e Guri Farroupilha do RS:

1ª RT - ANDERSON FRAGA ROCHA 35 CTG - PORTO ALEGRE
3ª RT - JOÃO HENRIQUE REGONATO SCHULZ - CTG SEPÉ TIARAJÚ - SANTA ROSA
4ª RT -  MAIQUE OLIVEIRA DOS ANJOS - CTG VAQUEANOS DA FRONTEIRA - ALEGRETE
6ª RT - RENAN MACHADO COLARES - DTG LANCEIROS DA TRADIÇÃO - RIO GRANDE
7ª RT - ÉDIPO ALEX DA ROSA - CTG GALPÃO AMIGO - NÃO ME TOQUE
9ª RT - VINICIUS NASCIMENTO DE OLIVEIRA - CTG QUERÊNCIA DA SERRA - CRUZ ALTA
10ª RT - ANDRÉ FLORES BONOTTO - CTG INVERNADA DO CHAPADÃO - JAGUARI
11ª RT - DOUGLAS VILLIAM DE Q. DA SILVA - CTG SENTINELA DA SERRA - GARIBALDI
12ª RT - EDSON BROZLAREN DA SILVA - GAG PIAZITOS DO SUL - CANOAS
15ª RT - FRANCISCO DE OLIVEIRA NUNES - PL TIMBAUVA - PORTÃO
18ª RT - DIEGO QUADROS GARCIA - GAN CAMPO ABERTO - BAGÉ
20ª RT - FELIPE CARDOSO DE FREITAS - CTG HERMAGORAS ROLIM - INHACORÁ
24ª RT - RODRIGO DE OLIVEIRA SCHNEIDER - CTG QUERENCIA DE ARROIO MEIO - ARROIO DO MEIO
26ª RT - LUIZ ANTONIO PEREIRA MACHADO JR - CTG SINUELO DO SUL - PELOTAS

1ª RT - FELIPE DA SILVA PEREIRA - CTG CAUDILHO GUAIBENSE - GUAÍBA
3ª RT - BRUNO DOS SANTOS KAMIEN - CTG QUERÊNCIA CRIOULA - GIRUÁ
4ª RT - LINICKER MACEDO RODRIGUES - CTG ACONCHEGO DOS CARANCHOS - ALEGRETE
5ª RT - OESLEI SAMUEL HIRSCH - CTG TROPEIRO VELHO - SINIMBU
6ª RT - VITOR DA SILVA MENDONÇA - CCN SENTINELA DO RIO GRANDE - RIO GRANDE
7ª RT -  MATIAS DE LIMA SARAIVA - CTG LAÇO DA AMIZADE - CASCA
9ª RT - HELOADIR WILLYAN ZAIONDEZ REIS - CTG TAPERA VELHA - TUPANCIRETÃ
11ª RT - LEONARDO GUSTAVO ROSSATO - CTG GAUDÉRIO SERRANO - BENTO GONÇALVES
12ª RT - MAICON BARBOSA LEITES - CTG RAÍZES DA TRADIÇÃO - CANOAS
13ª RT - ERICK CONDE DE CONTO - AT ESTANCIA DO MINUANO - SANTA MARIA
15ª RT - LOURENÇO DE OLIVEIRA NUNES - PL TIMBAÚVA - PORTÃO
18ª RT - HEITOR CHOCHO GUSMÃO - CTG PRENDA MINHA - BAGÉ
20ª RT - NATHAN SANTOS ROLIM - CTG HERMAGORAS ROLIM - INHACORÁ
21ª RT - LUCAS PERES AMARAL DA ROSA - CCTG LILA ALVES - PINHEIRO MACHADO

terça-feira, 29 de março de 2011

Doações da 24ª RT para o Balaio Solidário

O Balaio Solidário é um dos projetos sociais do grupo de Prendas e Peões Estaduais gestão 2010/2011. A iniciativa visa coletar doações de alimentos não perecíveis, roupas e outros itens de necessidade, para repasse às comunidades carentes.

 Durante a última edição da FECARS em Santo Augusto, os participantes do evento puderam contribuir realizando suas doações.

 Entrando no clima, a 1ª Prenda Mirim da 24ª Região Tradicionalista, Marina Mayer realizou doação ao Projeto “Balaio Solidário”. Entregou ao Prendado Estadual uma Cesta Básica em nome do grupo de prendas e peões regionais.

 Marina elogiou a iniciativa do projeto e destacou a importância do envolvimento dos tradicionalistas com as causas sociais. “- O Rio Grande do Sul precisa de todos nós”, disse a menina durante o encontro.

1ª Prenda Mirim da 24ª RT Marina Mayer durante entrega de doações ao projeto Balaio Solidário na 23ª FECARS, ladeada pelo Coordenador da 24ª RT Gerson Junqueira e pelo Piá Farroupilha da 24ª RT Gabriel Ferreira, 2ª Prenda Mirim do Rio Grande do Sul Amanda Gonçalves dos Santos, Conselheiro do MTG José Adair da Silva e Artur Ferreira.

Fonte: Portal MTG

sexta-feira, 25 de março de 2011

Aquecimento Cênico

Bom dia pessoal.
Nesta semana entrei em contato com os responsáveis pelo projeto 'Aquecimento Cênico', procurando conhecer um pouco mais deste trabalho que faz tanto sucesso entre os grupo de danças em nosso Estado.
Fui prontamente atendida e hoje disponibilizo pra vocês o material recebido.

- Resposta que obtive por parte dos responsáveis

"Bom, o projeto Aquecimento Cênico trabalha com desenvolvimento de recursos humanos. Desenvolvemos o projeto inicialmente para trabalhar com outros grupos de pessoas, funcionários de uma empresa, por exemplo. Mas logo no início começamos a desenvolver a idéia com grupos de danças, e hoje podemos dizer que 80% dos trabalhos desenvolvidos, são com invernadas.

O Aquecimento foi idealizado por minha esposa e eu. Ela pedagoga empresarial, eu professor. Ambos tradicionalistas desde berço, declamadores, dançamos em invernadas por muito tempo. Conosco trabalham dois garotos que também se criaram dançando em invernadas. Fizemos parte do Núcleo de Pesquisa em Teatro e Históriada ULBRA por dois anos, e de lá importamos algumas das técnicas que levamos para trabalhar o desenvolvimento de valores muito importantes tanto para melhorar o desempenho do grupo na dança, como para o crescimento das pessoas em outros campos, de relacionamento, confiança, etc. São mais de quatro horas de atividades práticas que buscam aprimorar expressão corporal e facial, interpretação, confiança, técnicas vocais, qualidade cênica, postura, desinibição, etc.

Durante os quatro anos de projeto, já foram mais de 2500 pessoas que passaram pelo Aquecimento Cênico. Na grande maioria dos grupos, voltamos para dar continuidade aos trabalhos, com exercícios diferentes, mais aprofundados ou então para atingir objetivos específicos, como carências muito particulares dos grupos.

Durante essas quatro horas, os integrantes aprendem a identificar o seu papel dentro do grupo, o papel de cada um dos colegas e qual a importância do grupo em si. É uma oportunidade para rir, chorar e repensar as razões que fizeram cada um dos integrantes deixar suas famílias para estar semanalmente ralando nos ensaios."

- Fotos de trabalhos realizados






- Material enviado aos grupos com todas informações necessárias

Uma caminhada em busca do crescimento pessoal, da qualidade corporativa e da utilização da Inteligência Emocional como ferramenta fundamental nas relações interpessoais. Não é simplesmente um trabalho de “dinâmica de grupo” ou uma “palestra”, é a aplicação das artes cênicas na convivência humana.

1. Apresentação 
Nos chamamos Leandro e Fabi Araújo, fomos atores do Núcleo de Pesquisa em Teatro e História da ULBRA/Canoas e apresentamos o projeto Aquecimento Cênico, uma série de atividades e exercícios cênicos para serem trabalhados com grupos, que traz como objetivo principal a busca pelo crescimento da qualidade das expressões corporal e facial, bem como atuar em aspectos como concentração, foco, memorização e na transformação do grupo em um corpo único. Participam também de nossa equipe os dançarinos Gustavo e Ruan. 
Aquecimento Cênico é, originalmente, um trabalho de preparação para o ensaio realizado por grupos de teatro. É a oportunidade que os atores têm de buscar a concentração ideal, desligando-se dos fatores externos, buscando o foco exclusivo naquilo que será posto em prática. Também é no Aquecimento Cênico que são trabalhados os fundamentos da interpretação, onde são explorados aspectos importantíssimos, como expressão facial e corporal. Nossa proposta foi transformar o Aquecimento Cênico do teatro, adaptando-o às necessidades dos grupos de dança. Estamos envolvidos com o tradicionalismo há mais de 25 anos, declamando e/ou dançando; há dois anos ensaiamos com a Terreira da Tribo, de Porto Alegre e somos membros do Núcleo de Pesquisa em Teatro e História, da ULBRA/Canoas.

2. Objetivos
A realização do Aquecimento Cênico com grupos de danças gaúchas tem como finalidade principal despertar o “eu artístico” de cada integrante, tornando fácil e natural explorar a cenicidade das expressões facial e corporal, bem como trabalhar a concentração, memorização, ritmo, deslocamento pelo espaço físico disponível e a interação/relação com demais integrantes do grupo (confiança e cumplicidade).
A respeito dos aspectos listados acima, podemos dizer que o Aquecimento Cênico pode trazer os seguintes benefícios:

a) expressão facial: O elemento mais importante da interpretação é a expressão facial. Os exercícios que visam trabalhar a expressividade tendem a facilitar o artista a transmitir as emoções com naturalidade. É o primeiro passo a ser tomado quando se tem o objetivo de conquistar o público/avaliador, pois quando os sentimentos são transmitidos com clareza e segurança pela expressão facial, os demais fundamentos da interpretação costumam fluir com mais naturalidade.

b) expressão corporal: O corpo fala, e fala muito. Se a expressão facial é o retrato da arte, a expressão corporal é sua moldura, suporte ou sustentação. Mal comparando, por mais bela que for a fotografia, ela perderá completamente o encanto se estiver colada em um pedaço de jornal. As atividades do aquecimento cênico que atuam nesta área visam levar cada um a compreender os limites e as potencialidades de seu corpo

c) concentração/memorização: Os concursos de danças gaúchas exigem dos integrantes de seus grupos uma concentração total em vários detalhes ao mesmo tempo. Memorizar a correção coreográfica de várias danças sem deixar de prestar atenção à interpretação e aos movimentos dos demais dançarinos é algo que, se não for bem trabalhado e treinado, pode levar a erros individuais que em um concurso seriam fatais. Os exercícios de concentração ajudam na observação de vários detalhes ao mesmo tempo, sem que um interfira no desempenho do outro.

d) deslocamento/interação: São exercícios que visam facilitar a orientação dentro do espaço físico disponível, procurando sempre ocupar os espaços vazios. Nessas atividades, procura-se diferenciar o andar-deslocamento, o andar-dança e o andar-cênico, procurando orientar o corpo a compreender o ritmo. Também, nesses exercícios, busca-se estreitar os laços de intimidade entre os membros do grupo de danças, criando empatia e cumplicidade.

3. Metodologia
As atividades cênicas propostas aos dançarinos são semelhantes àquelas apresentadas aos grupos de teatro. São exercícios de expressão facial e corporal, atividades cooperativas, trabalhos com aquecimento vocal e muitas experiências de vivacidade. Ao final dos trabalhos, são realizados alongamentos e relaxamentos, sempre visando à integração entre os participantes do grupo. São cerca de quatro horas de exercícios. Ao final de cada atividade, é feita uma leitura dos resultados observados, também são sugeridas possíveis soluções para aspectos que merecem continuar sendo trabalhados após o aquecimento cênico, carências ou falhas observadas.
O aquecimento cênico pode ser um projeto único, que serviria como referencial para os demais ensaios, ou então um trabalho continuado, periódico, cujo objetivo maior seria acompanhar o crescimento da qualidade cênica do grupo. A forma de trabalho inicial se diferencia conforme a faixa etária dos dançarinos, onde, enquanto os mais jovens são conduzidos com atividades teatrais lúdicas, os adultos são sempre compelidos a trazer à tona o “eu artístico” e a expressividade cênica.

4. Material utilizado
O grupo de dança que deseja começar com um trabalho de aquecimento cênico deve providenciar, para a realização das atividades:
· equipamento de som com entradas auxiliares (RCA e/ou P2)
· local amplo e com possibilidade de se trabalhar com pouquíssima luz (para isso, sugere-se que as atividades sejam realizadas à noite ou em local que ofereça essa condição)
· todos os integrantes devem estar vestindo roupas escuras, preferencialmente preta
Os demais materiais, como figurinos, computador com trilhas sonoras, microfones e acessórios são responsabilidade da equipe do Aquecimento Cênico.

5. Investimento
Para cobrir os custos de deslocamento, equipamento e preparação, há necessidade de um investimento por parte do grupo de danças. O valor cobrado é uma taxa única e acessível por integrante da invernada e um valor referente ao deslocamento e material. Ambos os valores variam conforme o número de participantes e a distância a ser percorrida.

6. Finalizando
O aquecimento cênico é ministrado pelos atores Leandro e Fabi Araújo, e pelos dançarinos Gustavo Freitas e Ruan Accadrolli, que residem em Esteio-RS. Existe a necessidade de um agendamento prévio, pois são poucos os dias da semana que podem ser disponibilizados para realização do trabalho.
Os contatos com Leandro ou Fabi podem ser feitos pelos fones:

(51) 81177580 (Leandro)

(51) 81377575 (Fabi)

(51) 3459-6400

(51) 32723800 ramal 830 (horário comercial,com Leandro)

Pelo site: www.aquecimentocenico.com.br
Pelo e-mail: aquecimento@aquecimentocenico.com.br
Pelo Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=10290552195914834140


Então é isso galera! Divulgação feita! :)
Peço aos que já viveram esta experiência, para que deixem seu depoimento via comentário. Seria bastante interessante podermos saber a opinião de vocês leitores.
Um ótimo final de semana a todos.
Abraços.

terça-feira, 22 de março de 2011

27° Fandango da Prenda Jovem

Estamos no mês de março, e isso para muitas meninas da região representa a preparação para o tão esperado Sarau da Prenda Jovem Regional.

O evento acontecerá em Encantado, no dia 02 de abril,  organizado pela entidade da 1ª Prenda Juvenil da 24ª RT, Janaína Matiello.

No mesmo dia, durante a manhã, ocorre o IX Tchêncontro Regional da Juventude Gaúcha e à tarde, uma confraternização entre as Prendas Jovens.



E agora, para abrilhantar a postagem, as fotos das Prendas já inscritas para o Fandango da Prenda Jovem.

Janaína Matiello - GAN Anita Garibaldi
1ª Prenda Juvenil da 24ª RT
Anfitriã do Evento

Natalie Schneiders - DTG Guardiões do Rio Grande
2ª Prenda Juvenil da 24ª RT

Alini Cassuli - DTG Herança Maragata

Ana Flávia Dornelles de Ávila - CTG Erva Mate

Anna Laura Beneduzzi - GAN Anita Garibaldi

Bárbara Cristina Hemming - CTG Raça Gaudéria

Betelen da Rosa Oliveira - DTG Herança Maragata

Caroline Scariot - CTG Tropilha Farrapa

Isabela Hammes - GAN Anita Garibaldi

Letícia Fleck - CTG Sentinela da Tradição

Luana Braga Gutteres - CTG Porteira dos Pampas

Marina Tremper- CTG Porteira dos Pampas

Tainá Heck dos Santos - CTG Erva Mate

Tainá Mariéli Bueno - CTG Raça Gaudéria

Thaís Eloi Weber - CTG Rincão das Coxilhas

Thais Neuberger - DTG General Canabarro

Franciele Rosa de Oliveira - DTG General Canabarro

Lauria Gonçalves Filter - DTG Guardiões do Rio Grande

Luisa Barzotto - DTG Guardiões do Rio Grande

Pâmela da Rosa - DTG Guardiões do Rio Grande

Amanda Araújo Jantch - DTG Piazito da Tradição

Bianca Annoni - CTG Tropeiros da Amizade

Stéfani Kummer - CTG Tropeiros da Amizade

Amanda Rauber - CTG Querencia do Arroio do Meio

Ana Carolina Perondi - GAN Anita Garibaldi

Caroline Maróstica - GAN Anita Garibaldi

Luana Stoll - CTG Bento Gonçalves

Paola de Souza Santos - CTG Porteira dos Pampas

Bruna dos Santos Fagundes - CPF Terra de Um Povo

Joice Cristina de Quadros - CTG Pousada dos Tropeiros
 
Laura Fengler Seibert - CPF Terra de Um Povo
 
 Tamires Hermes - CTG Querencia da Mata
 
Monyque Schmidt - CPF Terra de Um Povo

Graziela Ines Mattje - GAN Anita Garibaldi

Um forte abraço e ótima semana a todos.

terça-feira, 15 de março de 2011

Seminário Estadual de Prendas e Peões do RS

Uma das atrações paralelas da 23ª Festa Campeira do Rio Grande do Sul (FECARS), que acontece de 17 a 20 de março de 2011, em Santo Augusto, 20ª Região Tradicionalista, é o Seminário Estadual de Prendas e Peões do Rio Grande do Sul. Em sua 24ª edição, a iniciativa contará com uma extensa programação durante os dias 19 e 20 de março, incluindo palestras e oficinas, além de confraternização entre os participantes.

Entre os temas incluídos, estão assuntos relacionados a atividades campeiras, preparação para os concursos estaduais de Prenda e Peão e comportamento. Confira a programação completa do evento. Os tradicionalistas receberão certificado de participação ao final das atividades.

19/03/2011 (Sábado)

13h - Abertura (Local: Palco A)
13h20 - Palestra “Onde começa o poder”, com a mestre em Administração Márcia Rohr da Cruz. (Palco A)
13h20 - Oficina Preparatória para o Entrevero Cultural de Peões. Palestrantes: Peões e Guris Farroupilhas Gestão 2010/2011 (Palco B)
17h - Encontro de Prendas e Peões Regionais: Orientaçoes para Ciranda Cultural de Prendas e Entrevero Cultural de Peões (Palco A)

20/03/2011 (Domingo)
09h - Palestra Cuidados com a saúde do cavalo, com o médico veterinário Marcelo Acker, Peão Farroupilha 2002/2003 (Palco A)
11h - Confraternização entre prendas e peões, com oficina de Churrasco (Palco A).

Fonte: MTG

Palavra do Presidente

(Editorial do presidente do MTG, publicado no jornal Eco da Tradição, edição de março de 2011)

Uma das premissas de minha vivência tradicionalista sempre foi a transparência e a abertura para a construção de novas soluções a partir do diálogo. Em dois meses de gestão, embora seja um tempo exíguo e basicamente destinado à apropriação da situação em que se encontra o Movimento Tradicionalista Gaúcho, acredito que a gestão Sempre MTG começa a apresentar os primeiros resultados.

Uma das primeiras realizações foi a inovação no cartão tradicionalista, que agora trará só poderá ser feito através do número do CPF (Cadastro de Pessoa Física). Como todos sabem, o cartão tem o mesmo significado de uma carteira de identidade para o tradicionalista. Assim sendo, temos a obrigação de fornecer o máximo de segurança possível, evitando roubos e fraudes. A inserção do número do CPF tem justamente esse propósito, o de aumentar a segurança para o tradicionalista. Também conseguimos confeccionar todos os cartões em atraso, enviados até o Congresso Tradicionalista, em janeiro passado. Inclusive, deixo aqui um alerta para que quem não tenha recebido o mesmo, favor entrar em contato com a secretaria do Movimento, tendo em mãos os comprovantes de envio da documentação.

Também promovemos, em fevereiro, uma reunião no dia 19, no 35 CTG, reunião de posteiros, diretores artísticos e patrões, em um encontro que lotou a entidade tradicionalista. Naturalmente, que muitas ideias vieram à tona e, como em qualquer democracia, torna-se praticamente impossível encontrar alternativas que agradem à todos. Porém, a minha função como dirigente da entidade maior dos gaúchos é promover o debate e mantê-lo sempre no âmbito do respeito e do diálogo, assim como foi feito.

Ainda no mês passado, foram eleitos os novos integrantes do Conselho Deliberativo da Fundação Cultural Gaúcha, o qual terei a honra e o compromisso de assumir como presidente. A Fundação funciona como braço operacional do Movimento, tendo um papel importante para o desenvolvimento de nossas atividades. Como manifestei em entrevista para este mesmo jornal, quando ainda candidato, irei trabalhar principalmente para que mecanismos de controle da instituição possam ser fortalecidos, no intuito de resguardar o nome e a imagem não só da FCG, como do tradicionalismo em geral.

Para este mês, os olhos de todo o Rio Grande estarão voltados para Santo Augusto, onde acontece a Festa Campeira (FECARS). Faço aqui um chamamento a todos os tradicionalistas para que compareçam ao evento e promovam um belo espetáculo, digno do que há de melhor na arte campeira gaúcha. Não é preciso relembrar que o Regulamento Campeiro está ao alcance de todos e que, se ele existe, o mesmo deve ser cumprido. Não pretendo afirmar que não exista falhas em sua construção e que não careça de melhorias, porém, o local para se discutir isso é outro e não durante o andamento da festa. Também agradeço antecipadamente o trabalho do Diretor Campeiro do MTG, José Delmar Pinheiro, por todo o serviço prestado ao Movimento e saúdo a chegada do companheiro Nilton Brum, que tomará posse do cargo durante as festividades em Santo Augusto, desejando-lhe sucesso em sua empreitada.

Erival Bertolini
Presidente do MTG

sexta-feira, 4 de março de 2011

Calendário de Eventos 24ª RT - Março

04, 05 e 06 - 53° Rodeio Crioulo com Fandango - CTG SINUELO DA AMIZADE, Progresso
06 - Brechó Tradicionalista - CTG RAÍZES DO SUL, Lajeado
11 - Fandango - CTG BENTO GONÇALVES, Lajeado
11, 12 e 13 - Festa Campeira - CTG VINTE DE SETEMBRO, Boqueirão do Leão
12 - 3° Chá Gaúcho - CTG QUERÊNCIA DO ARROIO DO MEIO, Arroio do Meio
12 - Fandango de Aniversário - CTG RAÇA GAUDÉRIA, Estrela
19 - Fandago - CTG TROPILHA FARRAPA, Lajeado
17, 18, 19 e 20 - FECARS - MTG, Santo Augusto
25, 26 e 27 - Festa Campeira -CTG SINUELO DA SERRA, Boqueirão do Leão

quarta-feira, 2 de março de 2011

Férias \o/

Boom pessoal, como puderam perceber estou de volta, depois de alguns dias desfrutando de meus direitos como trabalhadora! Fiquei 7 dias no litoral norte, mais precisamente na praia de Arroio Teixeira, município de Capão da Canoa.

Sei que minhas férias a princípio não parecem ter algo a ver com os assuntos do blog, porém desta vez aconteceram coisas que preciso vim dividir com vocês, meus queridos leitores. :)

Logo que chegamos por lá, ainda no sábado, lembrei que a Cavalgada do Mar estaria saindo de Torres naquele dia, mas como não estava tãão informada do assunto, não tinha certeza se teria o prazer de vê-la. Para a minha feliz surpresa, no domingo pela manhã estava a beira-mar quando avisto ao longe alguns cavaleiros 'perdidos' pela praia. Até aí tudo bem, diga-se de passagem que seria normal em nosso estado ver coisas do tipo. Mas nãão, eles não estavam ali de passagem!!! Minutos depois, ao olhar para o norte, vejo muito distante, algumas bandeiras ao alto, 'sacolejando'... e cada vez mais bandeiras, e mais bandeiras. Me levanto... ergo os pés para enxergar melhor... e aí sim tenho a certeza: É a CAVALGADA DO MAR!

Nunca tinha tido o prazer de prestigiar pessoalmente, e foi incrível.
Milhares de homens, mulheres e crianças tradicionalistas no lombo do cavalo, percorrendo centenas de quilômetros pelo nosso querido litoral. Pelas informações que recebi, eram em média 2,5 mil cavaleiros.

Enquanto eles passavam por nós, perdíamos de vista o fim e começo da cavalgada... Olhando para o sul já tinham passado muitos... e ao norte ainda tinham muitos mais a nos dar o ar da graça.
Enfim, foi muito bacana poder prestigiar, pena que a espertinha aqui não tinha a câmera junto ¬¬ Mas é claro que sempre encontramos fotos no "Google Imagens" para nos salvar.. hehehe



Na segunda-feira fomos passar o dia em torres, e como todo e qualquer bom turista, subimos o morro da Guarita... e sendo assim, trago algumas fotos que tiramos naquele lugar tão espetacular.






Tenham todos uma ótima quarta-feira!
Forte abraço :)