terça-feira, 28 de junho de 2011

Palavra de Prenda

Hoje vamos conhecer melhor a prenda Naiara Silveira Nogueira, que te 15 anos e é 2° Prenda Juvenil do CTG Sinuelo Dos Gerais, 25° RT/FTG - Planalto Central.

"Bem, a minha jornada tradicionalista começou a pouco tempo...
Nunca tive o incentivo de ninguém, a escolha sempre foi minha, sempre via o meu primo se arrumando para as apresentações, rodeios, etc...
Então no dia 18 de fevereiro de 2008, resolvi aparecer no CTG para saber como funcionava tudo, fiquei fascinada, era um mundo que eu conhecia muito pouco por ter saído muito jovem do RS.
No mesmo dia já entrei para a invernada mirim, e depois disso nunca mais saí de lá... todos os dias ensaiando, e o meu amor foi crescendo mais e mais...
Na minha primeira apresentação, eu vi algumas gurias de faixa e achei muito lindo.
No próximo ano eu subi para a juvenil, então resolvi participar do concurso de prendas e fiquei em 3° lugar, porém a guria que ganhou em 1° participou do concurso da Federação, então eu subi para a 2° Colocação.
Logo após receber a minha faixa, fui me apaixonando mais pela tradição gaúcha, no Fegarp (Festival de Arte e Tradição Gaúcha do Planalto Central) de 2009 eu competi na modalidade de Interprete Solista Vocal Juvenil Feminino, o qual conquistei o primeiro lugar, Declamação Juvenil Feminino que fiquei na 4° posição e nas Danças Tradicionais ganhamos todas em primeiro.
No ano passado, concorri na modalidade de Interprete Vocal de novo, e desta vez fiquei em 4° lugar. Como as minhas notas tinham sido boas me classifiquei em 1° lugar paro o Rodeio Nacional de Campeões, mas por motivos pessoais não pude comparecer.
Sempre que posso estar em eventos da minha entidade ou até mesmo da Federação lá estou!
Creio que ostentar um faixa não é fácil, é preciso ter responsabilidade e muito amor pelas tradições do Rio Grande, e é mais difícil ainda quando se mora tão longe do Rio Grande, na Bahia.
Hoje eu dou aula de danças na invernada Dente-de-Leite (de 3 a 5 anos), e ajudo na invernada Mirim.
Espero que a minha jornada tradicionalista continue por muitos e muitos anos, pois eu já não consigo mais imaginar a minha vida longe de um CTG."


Parabéns Naiara. 
São pessoas como você as responsáveis pelo fortalecimento de nossa cultura nos quatro cantos de nosso País. Continue amando nosso Estado, e preservando esta tradição que também é sua.
Grande abraço. 

Alteração do Regulamento da Ciranda

Novamente durante minhas 'andanças' por blogs de amigos, me deparo com algo que é de extrema importância para mim, assim como para tantas outras prendas que foram 'banidas' de representarem suas entidades e regiões a algum tempo atrás. Por estarmos com mais de 22 anos, estamos impossibilitadas de concorrer em nossas entidades, conforme o regulamento atual.

Trago a vocês a postagem do blog de minha amiga Tainá Valenzuela,
tainavalenzuela.blogspot.com.

PROPOSIÇÃO PARA A CONVENÇÃO DE TAQUARA

Prezados!

Conversando com tantos e tantas Rio Grande afora, chegamos a conclusão que era hora desta proposição chegar até a Convenção.
A proposição visa aumentar a idade limite para as concorrentes da Categoria Adulta na Ciranda de Prendas. Eu, honestamente, acredito que não deveria nem ter idade máxima, mas pensando no caminho mais possível de que esta proposição seja aceita, pensamos que estender q idade máxima para as concorrentes aos 30 anos seja um número suficiente para atendermos os anseios daqueles que tem enfrentada dificuldades em função desta regra que diz que as Prendas Adultas podem ter, no máximo, 24 anos para concorrer na fase Estadual da Ciranda (ou seja, no máximo 22 para assumirem como prendas de suas entidades).


Bom, não vou me estender aqui, abaixo está a proposição completa com nossas justificativas e entendimentos. "Nossa" pois esta foi elaborada com a idéia de várias pessoas, minha função foi apenas colocá-la no papel.Em especial, cito as Prendas Luna e Kelly, 18ª e 1ª RT respectivamente, com quem as figurinhas trocadas foram fundamentais para que esta proposição fosse enviada.
Enviei ela pela 13ª RT e outros(as) Tradicionalistas estão fazendo o mesmo através de suas Regiões.
Pedimos o apoio de todos os que concordarem conosco. Seja para nos apoiar no momento em que a proposição for apresentada quanto para difundir esta idéia.

Ao final, peço a gentileza que, aqueles que concordarem e desejarem manifestar seu apoio, assinem seus nomes e/ou sua Região de origem, entidade, etc., para ganharmos mais força.
Quem quiser falar comigo, mande e-mail para taina_sv@yahoo.com.br ou pelo msn taina_sv@hotmail.com ;)

Destaquei alguns trechos com um sublinhado.


PROPOSIÇÃO

ALTERAÇÃO NO REGULAMENTO DA CIRANDA CULTURAL DE PRENDAS.

AUTOR(A)
Tainá Severo Valenzuela, DTG Noel Guarany – UFSM – 13ª RT

PROPOSTA
Alteração do Artigo 7º, Incisos V e VI (página 255 da Coletânea).

RESUMO
Propõe a seguinte nova redação:
“Art. 7º c) adulta – entre 18 (dezoito) a 30 (trinta) anos.”

JUSTIFICATIVA
Entendemos que a idade máxima de 22 anos para as Prendas da categoria Adulta assumirem os Prendados em suas entidades, de forma a estarem aptas à participarem da Ciranda Cultural de Prendas em sua fase Regional, ser uma idade muito baixa. Ainda, este item do regulamento fora aprovado em uma situação extrema, com poucas possibilidades de debate e questionamentos (Convenção Tradicionalista do ano de 2009, na cidade de Porto Alegre, com reduzido número de participantes em função do veto a destes devido ao surto da gripe H1N1 no RS). Assim, justificamos a proposta de alteração da idade máxima para as concorrentes adultas da Ciranda Cultural de Prendas, objetivo desta proposição, a partir das seguintes premissas:

- A mulher na sociedade contemporânea.

Diferentemente de outras eras vividas pela humanidade, a sociedade atual assiste o desabrochar da figura feminina em seus mais diversos setores. A busca por independência financeira, embasada, geralmente, no investimento no estudo e formação profissional, faz com que as mulheres, na atualidade, optem pelo casamento ou pela maternidade em idades mais avançadas do que o faziam em décadas anteriores.

Esta realidade faz com que as entidades tradicionalistas tenham, em seu quadro de associados, um extenso número de prendas na faixa etária entre 20 e 30 anos, que são atuantes e líderes do movimento jovem tradicionalista e que, frente o atual regulamento,não podem mais se envolver com os prendados assim que completarem 23 anos. Acaba-se excluindo estas jovens de atuarem em tão significativa função no Movimento Tradicionalista Gaúcho de forma bastante precoce.

- O enfraquecimento das bases

As entidades tradicionalistas, sabemos, precisam e também desejam, em grande maioria, atuar no Tradicionalismo em suas mais diversas áreas. O “precisar” é alusivo à conquista de pontos na Lista de Destaques das Entidades Tradicionalistas (para que, desta forma, garantam seus direitos de atuar nos segmentos do Movimento Tradicionalista Gaúcho) e o “desejar” é referente ao real desejo de culto e valorização da cultura do Estado do Rio Grande do Sul, elemento fundamental na condição de tradicionalista.

Ter candidatas à Prenda Regional e/ou Estadual atende à ambas situações. Mas as entidades, desta forma, precisam excluir dos Prendados internos, aquelas que não atendem às atuais exigências para serem concorrentes nas Cirandas. Precisam buscar por concorrentes menos interessadas e/ou preparadas para que não percam os pontos que lhes serão destinados, mas acabam ferindo seus valores de tradicionalistas, de valorizar as meninas, hoje mulheres, que nasceram em suas entidades e regiões e fizeram parte destas durante sua trajetória.

Esta situação “enfraquece as bases”, ou seja, fragiliza as entidades tradicionalistas e desestimula as moças/mulheres que estão sendo consideradas já aos 23 anos de idade, “muito velhas” para ocuparem o posto de Prendas.

- O conceito

Na figura da Prenda se deposita o anseio de representar a “mulher gaúcha”. A mulher gaúcha é parte desta sociedade onde a mulher modifica suas funções e, mesmo que se torna mãe de família ao longo do tempo, é também integrante do mercado de trabalho, por exemplo.

A Prenda hoje é, também, aquela jovem mulher que precisa conciliar seus estudos, trabalho e, ainda, suas funções como tradicionalista. As meninas que vivem realidades mais confortáveis são aquelas que, justamente por serem mais novas, são Mirins e Juvenis, representando as meninas e as adolescentes gaúchas, moças que apesar da pouca idade e das responsabilidades em menor volume (geralmente atreladas à Escola), também vivem a opção de serem grandes tradicionalistas, imbuídas nos princípios e valores que esta opção indica.

A Prenda da categoria Adulta (tal qual o nome diz) não pode ser aquela que pareça encorpar a categoria de representantes de faixas etárias mais baixas. Precisam demonstrar maturidade, conhecimento do mundo que a cerca, das realidades sociais, para que desta forma possam representar as mulheres gaúchas da forma como elas merecem.


Desta forma, justifica-se esta proposição visando que as Prendas possam ser concorrentes na Ciranda Cultural de Prendas, em sua fase Regional, com até 29 anos.

Esta proposição visa entrar em vigor a partir da 43ª Ciranda Estadual de Prendas (2012 – Fase Regional).

Santa Maria, 10 de julho de 2011.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Resultado Cirandas e Entreveros Regionais - 2011/2012

Bom dia.
No último sábado, dia 25, o Rio Grande conheceu seus novos representantes no Concurso Regional que acontece simultaneamente nas 30 Regiões Tradicionalistas.
São centenas de Prendas e Peões realizando seus sonhos... e muitos deles chegarão a fase final dos concursos na etapa Estadual em 2012.
Peões e Guris estarão rumo a Garibaldi em abril, e Prendas Mirins, Juvenis e Adultas rumo a Passo Fundo novamente.
Desde já, sucesso a todos nesta nova etapa!

1ª Região Tradicionalista

3ª Prenda Mirim: Juliana Grilo Olm - DTG Caiboaté
2ª Prenda Mirim: Franciele Matheus Alberton - 35 CTG
1ª Prenda Mirim: Thamara Diehl - CTG Glaucus Saraiva

3ª Prenda Juvenil: Katiane Schossler da Silva - CTG Aldeia dos Anjos
2ª Prenda Juvenil: Carlise Andrade Fortes - 35 CTG
1ª Prenda Juvenil: Nathália Rodrigues - CTG Darcy Fagundes

3ª Prenda: Luine Nunes Ferreira - DTG Berço Farroupilha
2ª Prenda: Cristel Moura da Motta - 35 CTG
1ª Prenda: Jéssica Ribeiro de Souza - CTG Chimangos

2ª Prenda Chinoca: Ana Michele Borba - DTG Estância Província de São Pedro
1ª Prenda Chinoca: Cândida Fernandes de Oliveira - CTG Chaleira Preta

Piá Destaque Artístico/Cultural: Dylan Moura da Motta - 35 CTG
Piá Destaque Campeiro: Igor Cauan de Mello Porto - DTG Estância Farroupilha
Piá Farroupilha: Jean Carlo Martins Bastos - CTG Glaucus Saraiva

Guri Destaque Artístico/Cultural: André Boneberger - CTG Caudilho Guaibense
Guri Destaque Campeiro: Paulo Buarque da Silva Júnior - DTG Estância Província de São Pedro
Guri Farroupilha: Renan Zingano Cunha Lima - CTG Glaucus Saraiva

Peão Destaque Artístico/Cultural: Henrique Arruda Rodrigues - 35 CTG
Peão Destaque Campeiro: Lucas Almeida de Oliveira - DTG Berço Farroupilha
Peão Farroupilha: Diogo Zingano Cunha Lima - CTG Glaucus Saraiva

3ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 3ª RT

3ª Prenda Dente de Leite: Julia Tolfo Soares – CTG Os Legalistas
2ª Prenda Dente de Leite: Giovana Amanda Grade Hanke – CTG Passo do Ijuí
1ª Prenda Dente de Leite: Djeine Luize Mumbach – CTG Sepé Tiarajú

3ª Prenda Mirim: Élida Helgueira De Lima – CN Boitatá
2ª Prenda Mirim: Bruna Cardoso Goulart – CTG Tropilha Crioula
1ª Prenda Mirim: Alini Deak Suliman – CTG Querência Crioula

3ª Prenda Juvenil: Alini Righi Ferreira – CFTG Farroupilha
2ª Prenda Juvenil: Jéssica Ferreira - CTG Sepé Tiarajú
1ª Prenda Juvenil: Bruna Caroline de Castro – CTG Querência Crioula

3ª Prenda: Marjane dos Santos Pinheiro – CTG Sepé Tiarajú
2ª Prenda: Maria Angélica Saraiva – CN Boitatá
1ª Prenda: Gabriela Ertel Heinein – CTG Rancho da Amizade

Piazito Destaque Artístico: Gabriel Kruger Mach – CTG Querência Crioula
Piazito Destaque Cultural: Eduardo Augusto Tolfo – CTG Sepé Tiarajú
Piazito Farroupilha: Bryan leal de Melo – Carlos Bastos do Prado

Piá Destaque Artístico/Cultural: Lorran Bulling Mendes – PTG João Manoel
Piá Destaque Campeiro: Henrique Michelin Sarmento – CFTG Farroupilha
Piá Farroupilha: Guilherme Amaral Blanke – CTG Querecia Crioula

Guri Destaque Artístico/Cultural: Luan Andrey Vieira – CTG Passo do Ijuí
Guri Destaque Campeiro: Erick Vinicius Porto – CTG Querência Crioula
Guri Farroupilha: Gustavo Leal de Melo – DN Carlos Bastos do Prado

Peão Destaque Artístico/Cultural: Antonio Ferreira - CTG Sepé Tiarajú
Peão Destaque Campeiro: Claudio Vargas – CTG Passo do Ijuí
Peão Farroupilha: Lucélio Fortes – CFTG Farroupilha

5ª Região Tradicionalista

3ª Prendinha: Renata Schiedeck - CTG Carreteiros da Saudade
2ª Prendinha: Natiele Lopes - CTG Sinuelo da Liberdade
1ª Prendinha: Emanuely Forrati - CTG Os Minuanos

3ª Prenda Mirim: Thaís Hoelzel - CTG Tropeiros da Amizade
2ª Prenda Mirim: Lavínia Santos - CTG Carreteiros da Saudade
1ª Prenda Mirim: Vitória Niedersberg - CTG Lanceiros de Santa Cruz

3ª Prenda Juvenil: Camila Lopes - CTG Sinuelo da Liberdade
2ª Prenda Juvenil: Roberta Bastos - CTG Carreteiros da Saudade
1ª Prenda Juvenil: Laurine Orlandi - CTG Tropeiros da Amizade

1ª Prenda: Eveline Rangel dos Santos - CTG Sentinela dos Pampas

Piá Farroupilha: Emerson Brocardo - CTG Sinuelo da Liberdade

Guri Farroupilha: Taylor Oliveira - CTG Estância do Chimarrão

Peão Farroupilha: Lucas Rafo de Oliveira - CTG Os Minuanos

6ª Região Tradicionalista

Prendas Adultas da 6ª RT

3ª Prenda Mirim: Júlia Campos Collares - CTG Antônio de Souza Netto
2ª Prenda Mirim: Lorena Santos - CTG Os Teatinos
2ª Prenda Mirim: Letícia San Martins - CCN Sentinela do Rio Grande

3ª Prenda Juvenil: Júlia Souza - DTG Lanceiros da Tradição
2ª Prenda Juvenil: Talyne Vabreira Rodrigues - CTG Rodeio dos Palmares
1ª Prenda Juvenil: Carol Lemos - CCN Sentinela do Rio Grande

3ª Prenda: Ruthieli do Amaral - DTG Estância de São Pedro
2ª Prenda: Fernanda Medeiros - CCN Sentinela do Rio Grande
1ª Prenda: Zelidiane da Silva Pinto - CTG Os Teatinos

Guri Farroupilha: Gabriel da Silva Gomes - CCN Sentinela do Rio Grande

7ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 7ª RT

3ª Prenda Mirim: Clarissa Tomasetto Marcon - CTG Laço da Amizade
2ª Prenda Mirim: Amanda Setti Pilatti - CTG Sentinelas do Pago
1ª Prenda Mirim: Marciele Aparecida da veiga Rodrigues: CTG Lalau Miranda

3ª Prenda Juvenil: Sandrine Birque Belo - CTG Porteira da Querência
2ª Prenda Juvenil: Mariana Tomazetto Marcon - CTG Laço da Amizade
1ª Prenda Juvenil: Marina Giolo - CTG Lalau Miranda

2ª Prenda: Karen Cristian Simoneto - CTG Laço da Amizade
1ª Prenda: Graúna Vieira Gomes - CTG Lalau Miranda

Guri Destaque Artístico/Cultural: Bruno Winckler Guedes - Departamento Tradicionalista Industrial
Guri Destaque Campeiro: Silvestre de Oliveira da Silva - CTG Galpão Amigo
Guri Farroupilha: Hugo Gambatto Almeida - CTG União Campeira

Peão Farroupilha: Douglas Oliveira - CTG Lalau Miranda

8ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 8ª RT

1ª Prenda Mirim: Lysiane Xavier Avila - CTG Alexandre Pato
1ª Prenda Juvenil: Milene Borges Lopes - CTG Alexandre Pato
1ª Prenda: Marieli Carvalho Ribeiro - G.A.N.Lagoa Vermelha

Guri Farroupilha: Marcelo Martins Barreto - CTG Alexandre Pato

9ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 9ª RT

2ª Prenda Mirim: Milena de Mello Daros - CTG Laureano Medeiros
1ª Prenda Mirim: Anna Carolina Ceolin Millani - CTG Júlio de Castilhos

3ª Prenda Juvenil: Elensandra Thayse Pereira - CTG Laureano Medeiros
2ª Prenda Juvenil: Alessandra Maria Ceolin Millani - CTG Júlio de Castilhos
1ª Prenda Juvenil: Daiana Dal Ros - CTG Clube Farroupilha

3ª Prenda: Iasmin da Silva Vargas - CTG Rancho dos Tropeiros
2ª Prenda: Bruna Salles Fumagalli - CTG Júlio de Castilhos
1ª Prenda: Luana Kunzler - CTG Tropeiro Velho

Guri Destaque Artístico/Cultural: Marcel Lorenzo de P. Heinrich - CTG Rancho dos Tropeiros
Guri Destaque Campeiro: Leonardo Rodrigues Kohler - CTG Tapera Velha
Guri Farroupilha: Luis Felipe Melo Dias - CTG Júlio de Castilhos

Peão Destaque Artístico/Cultural: Luis Felipe Vargas Scalfin - CTG Rancho dos Tropeiros
Peão Destaque Campeiro: Geferson Mazutti - CTG Júlio de Castilhos
Peão Farroupilha: Murilo Oliveira de Andrade - CTG Tropeiro Velho

11ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 11ª RT

1ª Prenda Mirim Destaque: Luiza Carolina Zardo
2ª Prenda Mirim: Luara Raphaela Famoso Bom
1ª Prenda Mirim: Aluisie Picolotto

3ª Prenda Juvenil: Larissa Splendor
2ª Prenda Juvenil: Juliana Peruzzo Cecchin
1ª Prenda Juvenil: Amália Pletsch

3ª Prenda: Edinara de Freitas Corbelini
2ª Prenda: Angélica Contini
1ª Prenda: Janine Custódio Panno

Guri Destaque Artístico/Cultural: Bruno Salvagni Ramos dos Santos
Guri Destaque Campeiro: Jhonny Viciniesky

Peão Destaque Artístico/Cultural: Guilherme de Bortoli Baesso
Peão Destaque Campeiro: Leonardo de Vargas Pelegrini
Peão Farroupilha: Maurício Flores

12ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 12ª RT

2ª Prenda Mirim: Kethylyn dos Santos - GAG Piazitos do Sul
1ª Prenda Mirim: Victoria Pechina Ferreira - CTG Chama Nativa

3ª Prenda Juvenil: Tainá da Silva Leão - CTG Estância de Sapucaia
2ª Prenda Juvenil: Andressa Machado - CTG Domadores do Rincão
1ª Prenda Juvenil: Nayara Silva de Souza - CTG Chama Nativa

3ª Prenda: Fabiana Bevolo - CTG Sinuelo da Feitoria
2ª Prenda: Djessi Kelly de Souza - CTG Estância de Sapucaia
1ª Prenda: Carolina dos Santos Peixoto - GAG Piazitos do Sul

2ª Chinoca: Ângela Maria Macedo Roman - GAG Piazitos do Sul
1ª Chinoca: Jocelaine da Rosa Rodrigues - CTG Chama Nativa

Guri Destaque Artístico Cultural: William Pinheiro - CTG Sinuelo da Feitoria
Guri Destaque Campeiro: Douglas da Silva - CTG Estância de Sapucaia
Guri Farroupilha: Vitor Henrique Cardoso - CTG Chama Nativa

Peão Destaque Campeiro: Marcelo Bevolo - CTG Sinuelo da Feitoria
Peão Farroupilha: Thiago Dias Bertodo - GAG Piazitos do Sul

1º Xirú: Carlos Mozart Rocha - CTG Estância de Sapucaia

13ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 13ª RT

3ª Prenda Mirim: Letícia Rosa Cauduro - CTG Sentinela da Querência
2ª Prenda Mirim: Gabrielle Sanger de Oliveira da Conceição - DT Querência das Dores
1ª Prenda Mirim: Rafaela Anversa Schreiner - DTG Avenida Tênis Clube

3ª Prenda Juvenil: Lorrana Pozzatti - CTG Sentinela da Querência
2ª Prenda Juvenil: Eduarda Munhoz Garcia - AT Poncho Branco
1ª Prenda Juvenil: Gabriela Sarturi Rigão - CPF Piá do Sul

3ª Prenda: Mariana Xavier de Oliveira - DTG Noel Guarany
2ª Prenda: Andyara Ludovico de Freitas - CPF Piá do Sul
1ª Prenda: Barbara Caroline Gomes da Silva - DT Querência das Dores

Guri Destaque Artístico/Cultural: Yuri Machado Flores - CTG Farroupilhas
Guri Destaque Campeiro: Thiago Rodrigues da Cunha - Ponche Verde CTG
Guri Farroupilha: Leonardo Schneider Ullrich - AT Poncho Branco

Peão Destaque Artístico/Cultural: Fernando Guterres Quinhones - AT Poncho Branco
Peão Destaque Campeiro: Ezequiel de Lima do Prado - DTG Nossa Senhora Aparecida
Peão Farroupilha: Rodrigo de David Teixeira - CTG Bento Gonçalves

14ª Região Tradicionalista

Prendas e Peão da 14ª RT

3ª Prenda Mirim: Allana Camargo Pierezan - CTG Sinuelo dos Pagos
2ª Prenda Mirim: Andrielly Borges dos Santos - CTG Marciano Brum
1ª Prenda Mirim: Estefânia Camargo - GAN Sepé Tiarajú

1ª Prenda Juvenil: Luana de Cássia Gueller - CTG Marciano Brum

3ª Prenda: Camila Pinheiro - CTG Osório de Assis
2ª Prenda: Jéssica Somensi Comin - CTG Jango Borges
1ª Prenda: Anna Paulla Borges dos Santos - CTG Marciano Brum

Peão Farroupilha: Robson Pagnussatt - CTG Marciano Brum

15ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 15ª RT

3ª Prenda Mirim: Tainara Jotz - GTCN Guapos da Serra
2ª Prenda Mirim: Lauren Leindecker - CTG Porteira Aberta
1ª Prenda Mirim: Helen Greef Flores - CTG Estância da Vendinha

3ª Prenda Juvenil: Arielen Arnecke da Silva - PL Timbaúva Portão
2ª Prenda Juvenil: Brenda Subilhaga - GTCN Guapos da Serra
1ª Prenda Juvenil: Juliana Rodrigues da Silva - CTG Sentinela do Portão

3ª Prenda: Mariana Jotz - GTCN Guapos da Serra
2ª Prenda: Kamila Costa da Silva - CTG Pelego Branco
1ª Prenda: Pâmela Stephanie Miranda de Lima - CTG Os Lanceiros

Guri Destaque Artístico/Cultural: Diego Schwab - GTCN Guapos da Serra
Guri Farroupilha: Diego München Pinheiro - CTG Rancho Feliz

Peão Farroupilha: Volnei Jotz - GTCN Guapos da Serra

17ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 17ª RT

2ª Prenda Mirim: Caroline Fortes - 35 CTG
1ª Prenda Mirim: Maitê Lorenzoni - CTG Galpão da Boa Vontade

2ª Prenda Juvenil: Tainá Amorim - CTG Sinuelo da Querência
1ª Prenda Juveni: Cassiane Fortes - 35 CTG

1ª Prenda: Ana paula Amaral Almeida - 35 CTG

Guri Farroupilha: Ramiro Grethe Bregles - CTG Galpão da Boa Vontade

Peão Farroupilha: Patrick Bueno - 35 CTG

19ª Região Tradicionalista

Prendas da 19ª RT

3ª Prenda Mirim: Luana Pietzke - GN Farroupilha
2ª Prenda Mirim: Gabrieli Gasperin - CTG Rodeio da Querência
1ª Prenda Mirim: Laura Lais Durli - CTG Sentinela da Querência

3ª Prenda Juvenil: Bruna Dutra - CTG Sentinela da Querência
2ª Prenda Juvenil: Nathalie Piasson - CTG Rodeio da Querência
1ª Prenda Juvenil: Thamarys Scapini - CTG Galpão Campeiro

2ª Prenda: Aline Jacuboski - CTG Sentinela da Querência
1ª Prenda: Tauana Sperotto de Paris - CTG Fogo de Chão

Guri Farroupilha: Jean Carlos Drechsler - GN Farroupilha

20ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 20ª RT

3ª Prenda Mirim: Danielly Santos - CTG Tropeiros de Campo Santo
2ª Prenda Mirim: Caroline Rosa - CTG Hermagoras Rolim
1ª Prenda Mirim: Camila Vitancourt - CTG Carreteiros de Horizonte

3ª Prenda Juvenil: Júlia Santos - CTG Pompílio Silva
2ª Prenda Juvenil: Greici Ulsenheimer - CTG Tropeiros da Tradição
1ª Prenda Juvenil: Verônica Padoin - CTG Tropeiros do Buricá

2ª Prenda: Marielli da Costa - CTG Carreteiros de Horizonte
1ª Prenda: Indianara Jary Taborda - CTG Hermagoras Rolim

Guri Destaque Campeiro: Giulio Menin - CTG Carreteiros de Horizonte
Guri Farroupilha: Lucas Nathan Schneider - CTG Missioneiro dos Pampas

21ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 21ª RT

2ª Prenda Dente de Leite: Isabele Vergara Peter - CTG Minuano
1ª Prenda Dente de Leite: Juliane Bandeira da Silveira - CCTG Lila Alves

2ª Prenda Mini Mirim: Ingrid Freitas Orestes - CTG Minuano
1ª Prenda Mini Mirim: Maria Othávia Mariani Roque - CCTG Lila Alves

2ª Prenda Mirim: Pauline Romano Goulart - CTG Raul Silveira
1ª Prenda Mirim: Victória Ethyane Silveira Lima - CCTG Lila Alves

3ª Prenda Juvenil: Yarana Ester de Campos Borges - CTG Joaquim Paulo de Freitas
2ª Prenda Juvenil: Joseli Dutra Tavares - CCTG Lila Alves
1ª Prenda Juvenil: Marília Soares de Fonseca - CTG Raul Silveira

1ª Prenda: Diovaneli Duarte Silva - CCTG Lila Alves

Guri Farroupilha: Lucas Madruga de Oliveira - CCTG Lila Alves

Piá Farroupilha: Nicolas Silveira Lima  - CCTG Lila Alves

24ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 24ª RT

2ª Prenda Pré-Mirim: Eduarda Borges Alves - CTG Tropilha Farrapa
1ª Prenda Pré-Mirim: Gabrielli Ramos Fontana - DTG Guardiões do Rio Grande

3ª Prenda Mirim: Jenifer Letícia Royer - DTG Guardiões do Rio Grande
2ª Prenda Mirim: Laura Cornelli - GAN Anita Garibaldi
1ª Prenda Mirim: Maria Eduarda Diehl - CTG Sentinela da Tradição

3ª Prenda Juvenil: Caroline Scariot - CTG Tropilha Farrapa
2ª Prenda Juvenil: Amanda Pradella - DTG Piazito da Tradição
1ª Prenda Juvenil: Caroline Maróstica - GAN Anita Garibaldi

2ª Prenda: Gabriela Agostini - CTG Tropeiros da Amizade
1ª Prenda: Ângela Hammes - DTG Gaurdiões do Rio Grande

Piazito Farroupilha: Diego Zorzi - CTG Tropilha Farrapa
Piá Farroupilha: Eduardo Magnus Brenner - CPF Terra de um Povo

Guri Farroupilha: Vinícius Santiago Dutra da Silva - CPF Terra de um Povo

Peão Destaque Campeiro: Fellipe Mayer - DTG Piazito da Tradição
Peão Farroupilha: Diego Teotonio Goethel - CPF Terra de um Povo

25ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 25ª RT

3ª Prenda Mirim: Julia Balansin - CTG Rancho de Gaudérios
2ª Prenda Mirim: Suelen Cauine Moraes - CTG Sinuelo
1ª Prenda Mirim: Lavínia Brito - CTG Os Carreteiros

3ª Prenda Juvenil: Mariana Marques - CTG Chegando no Rancho
2ª Prenda Juvenil: Luana Dutra Gil - CTG Os Carreteiros
1ª Prenda Juvenil: Amanda Dal Cero - CTG Aldeia Farroupilha

3ª Prenda: Pâmela da Silva - CTG Herdeiros da Tradição
2ª Prenda: Anabeli Maciel - CTG Laço da Amizade
1ª Prenda: Francine Fogaça - CTG Estancieiros do Laço

Peão Destaque Artístico/Cultural: Lucionir Mota - CTG Chilenas de Prata
Peão Destaque Campeiro: Vagner Duarte dos Santos - CTG Sinuelo
Peão Farroupilha: Samoel Fadanelli - CTG Raízes do Rio Grande

26ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 26ª RT

2ª Prenda Mirim: Helen Barcelos - CTG Negrinho do Pastoreio
1ª Prenda Mirim: Cíntia Araújo - DTG Tertúlia

1ª Prenda Juvenil: Pâmela Teixeira Silveira - CTG Sinuelo do Sul

1ª Prenda: Adriana Rabassa - União Gaúcha João Simões Lopes Neto

Piá Destaque Campeiro: Gabriel Bras - DTG Tertúlia
Piá Farroupilha: Guilherme Silva - CTG Sinuelo do Sul

Guri Farroupilha: Gregory Pinheiro - DTG Tertúlia

Peão Farroupilha: Eduardo Luz da Silva - CTG Sinuelo do Sul

30ª Região Tradicionalista

Prendas e Peões da 30ª RT

3ª Prenda Mirim: Bibiana Modinger Riegel
2ª Prenda Mirim: Lauriane Souza da Silva
1ª Prenda Mirim: Larissa Ritter

Prenda Simpatia: Bruna Caroline Assis da Silva

1ª Prenda Juvenil: Jéssica Elisabete Pereira da Rosa

1ª Prenda: Bianca Ferreira

Guri Destaque Campeiro: Bruno Machado da Silva
Guri Farroupilha: Dieimes da Silva Costa

Grande Abraço.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Etapa Regional - Por Odila Paese Savaris

Sábado, dia 25 de junho, está marcado mais um grande evento: a 42ª Ciranda de Prendas e o 24ª Entrevero Cultural de Peões.
As provas escritas iniciarão às 9 h em todo o estado, nas 30 regiões tradicionalistas.
Algumas regiões já iniciaram o evento no último final de semana, com as provas artísticas, mostras folclóricas e provas campeiras para os peões e guris.
Esta é a fase que antecede a etapa estadual.

Cada prenda e cada peão se preparou para a realização da Ciranda e do Entrevero: Estudos, pesquisas, treinamentos e habilidades artísticas.
As regiões tradicionalistas através dos Departamentos de Cultura também se organizaram e se preparam para bem desenvolver o evento.
É um momento único e inédito entre os estados brasileiros. No mesmo dia, em 30 lugares diferentes, reunindo representações de mais de 100 municípios, se unem os tradicionalistas para cumprir o objetivo estabelecido: o fortalecimento e a preservação da cultura gaúcha.
São meninos e meninas realizando provas. São pais, mães, familiares e amigos engajados na causa, na torcida, para que, na noite de sábado, durante os fandangos, o resultado da ciranda e do entrevero premie a todos. Estar entre os premiados será somente o resultado de um trabalho. Estar lá e sentir-se parte desse universo é a grande vitória.
Assim, encerrada esta etapa, saberemos quais serão as prendas e peões regionais que prosseguiram a caminhada até maio de 2012, quando terão nova oportunidade de mostrar o quanto aprenderam e de expressar o quanto amam as tradições gauchescas, no encerramento do 24ª Entrevero Cultural de Peões e da 42ª Ciranda de Prendas.
A vice-presidência de cultura em nome de toda a diretoria do MTG deseja sucesso e muita luz a todos!

Odila Paese Savaris, vice-presidente de Cultura do MTG.
Fonte: Portal MTG

terça-feira, 21 de junho de 2011

Concurso Regional de Prendas e Peões - 24ª RT

Bom dia pessoal.

É neste final de semana que acontece o tão esperado Concurso Regional de Peões e Prendas em todas as Regiões Tradicionalistas de nosso Estado. São centenas de concorrentes espalhados pelo Rio Grande a fora, cada um com suas capacidades, com seus limites... e com um mesmo ideal: Ser representante de sua Região na Ciranda ou Entrevero no ano de 2012.

Em nossa região serão 20 concorrentes em busca de novas faixas e crachás. O concurso que acontece no município de Venâncio Aires, é realizado pelo CPF Terra de um Povo, entidade mãe da atual 1ª Prenda Regional Cilene Parabôa, e receberá 2 candidatas a Prenda Pré-Mirim, 4 Mirins, 6 Juvenis, 2 Adultas, 2 Piazitos, 1 Piá, 1 Guri e 2 Peões.

As provas serão todas realizadas no Parque Municipal do Chimarrão, sendo que a abertura oficial acontece às 9h do sábado na sede do CPF Terra de um Povo. As Mostras Folclóricas das Prendas e as provas de Galpão dos Peões também acontecerão no local. As provas campeiras acontecem na pista de Tiro de Laço, e as artísticas no auditório. O resultado será divulgado durante o Fandango que acontecerá a partir das 22h no Galpão Morada Velha, com animação do Grupo Madugada.

Na ocasião, acontece a despedida da Gestão Regional 2010/2011, que durante o ano muito bem representou a 24ª RT.

Gestão de Prendas e Peões da 24ª RT, 2010/2011

Não posso deixar de lembrar que nossa 1ª Prenda Juvenil Janaína Matiello e o Peão Farroupilha Rodrigo de Oliveira Schneider trouxeram pra região dois títulos estaduais, provando que o Dep. Cultural da região está em constante crescimento.

Desejo muita Boa Sorte e Sucesso a todos concorrentes!
Grande abraço.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Fandango no Porteira

Convite do Porteira:

Buenas gauchada amiga! 
Dia 18 de junho tem grande Fandango com Janta do CTG Porteira dos Pampas! Para quem esteve presente no do ano passado, sabe da festa que estou falando!

Ingresso para janta e baile no valor de R$17,00!
Faça a reserva pessoal e para sua entidade, pois a janta será vendida de forma antecipada, visando atender melhor nosso público. 

Animação do grupo "Os Buenachos"!!!

Venha fazer essa festa conosco, e se possível, ajudem a divulgar! 
Ingressos limitados!

Palavra de Prenda

Hoje vamos conhecer a história da Prenda Giovana Alves, que é a 1ª Prenda Adulta do PTG Ronda Crioula, de Caçapava do Sul, 18ª RT.

"Minha história no tradicionalismo começou, imagino, desde o dia em que nasci. Antes de ter um ano já tinha vestido de prenda, sapatilha, e andava a cavalo na companhia de meu pai. Sempre gostei muito de valorizar e multiplicar os conhecimentos tradicionalistas. A uns seis anos danço na invernada do CTG Clareira da Mata, invernada Raça Gaúcha desde 1995 e não tem uma Semana Farroupilha que eu não compareci. Rodeio é o meu fraco, troco qualquer festividade por eles, em todos eu estou... adoro gineteada, tiro de laço, e entre outras, faço e já fiz trabalho voluntário no Ponto de Encontro com a Cultura Gaúcha. É um Ponto de Cultura que além de existir na minha cidade faz parte da entidade que frequento. Não sei se há mais o que dizer... Este ano vou renovar minha faixa de Prenda Adulta do meu PTG, já que vou concorrer novamente. São estes os amores que tenho: bailes, rodeios e rondas.
Me resta agradecer a atenção.
Abraços!"

Prenda Giovana Alves

Parabéns por sua história Giovana.
Que este amor pelo Rio Grande aumente cada vez mais, fazendo com que conquistes grandes sonhos no tradicionalismo.
Obrigada por dividir conosco um pouquinho da sua caminhada.
Grande abraço.

O que é o ENART? Pra que serve?

Ontem estava 'passeando' por blogs de amigos tradicionalistas e me deparei com um texto que me deixou hipnotizada enquanto o lia. Em cada palavra, em cada pensamento, em cada frase me via ali, via aquele sentimento dentro de mim.
Acredito que o autor do texto, dançarino do CTG M'Bororé de Campo Bom, Sidnei, soube traduzir em palavras o que nós, artistas de todos os cantos do nosso Estado, sentimos em relação aos nossos grupos, em relação ao nosso amor pelo tradicionalismo... em relação a tudo e a todos que muitas vezes ficam 'de lado' por conta desta paixão, e que apesar disto, nos fazem felizes, realizados.

Boa leitura a todos.
Tenho certeza que este texto tocará a alma tradicionalista de vocês, e quando chegarem ao final, terão a certeza de que realmente vale a pena amar de verdade algo.

'Para mim o Enart é dividido em 2 partes:
A primeira é juntar meus amigos para ensaiar uns 9 meses, muitas horas por semana. Nos atirarmos em cima do palco no fim do ensaio de tão cansados. Odiar ir no ensaio depois que meu time perde. Não ver a hora do dia do ensaio se ele ganha. Quebrar a cabeça para aprender aquele ritmo do sapateio. Discutir até onde um movimento que inventei fica bom ou não. Passar frio de madrugada ensaiando. Rir muito das histórias de cada um durante a semana. Achar apelido para todo mundo.


Contar aquela piada que aprendi no trabalho. Rir das perguntas dos meus colegas para o instrutor. Fazer chat através de email quando discutimos ou combinamos algo na semana. Dizer que não posso fazer algo pq tenho ensaio sexta, sábado e domingo. Tomar uma gelada na copa depois do ensaio até as 04:30 da manhã. Fazer aniversario com janta surpresa para alguém do grupo. Fazer uma janta às pressas no sábado depois do ensaio. Tirar fotos dos fiascos dos colegas nas jantas do grupo. Ir tomar sorvete com todo mundo pilchado e suado depois do ensaio de domingo. Pensar no que aprontar para as gurias de surpresa.

Trabalhar nas promoções do ctg. Fazer um projeto gigante para o Enart e ter que correr para fazer promoções para juntar grana. Fazer apresentações porque querem ver a coreografia do Enart passado.

Juntar todos para fazer um projeto cultural/social. Contar com aquele teu amigo que virou teu cumpadre. Inventar um sapateio novo e tentiar se o instrutor vai gostar. Tomar um vinho nas jantas no inverno.

Inventar parodias para músicas. Viajar com o grupo para os compromissos do grupo. Ficar em hotel. Ficar em barraca. Machucar o joelho naquele sapateio. Fazer vaquinha para comprar algo. Pagar para ter algo. Comprar a mesma coisa do grupo em tamanho pequeno para minha filha de 7 meses. Discutir dança de madrugada depois do ensaio.

Repassar 1000 vezes a mesma dança. Rezar no fim de cada ensaio. Fazer o lema. Me orgulhar de dizer que danço por nós e não para ganhar de x ou y. Ficar feliz por isso dar certo. Ensaiar para não errarmos na harmonia de novo. Inventar coisas novas para a interpretação. Acordar as 7 da manha para levar a esposa para fazer cabelo. Inventar coisas novas para as coreografias. Vir do curso de danças com várias idéias.

Ajudar em eventos do municípios ou entidades sociais. Fazer ensaio improvisado. Fazer ensaio cantando pq não tem som. Brigar. Discutir.
Rir. Festejar. Esperar sorteio da ordem. Sorteio das danças. Virar membro da patronagem. Pensar no futuro do grupo. Conhecer gente de outros lugares. Ser conhecido. Ser invisível. Ser reconhecido. Ser desconhecido. Cantar parabéns no ensaio. Receber elogio da patronagem.

Receber puxão de orelha. Fazer loucuras. Fazer almoço no domingo de ensaio no ctg. Ir almoçar fora todos juntos. Dar uma de carpinteiro, mecânico ou outros no ctg. Ensaio extra. Ver a família e o ctg na arquibancada. Arrepiar-se. Emocionar-se.

Isso é um pouco do meu Enart.

Ah, a outra parte são aqueles 20 minutos que servem só para saber se recomeçaremos tudo de novo ou se vai ter mais um apresentação.
Se não deu certo, ficamos tristes, até o dia do próximo encontro ou ensaio, quando riremos de tudo que deu errado.'

Sidinei Pereira Gonchoroski "sapiranga"
CTG M'Bororé
Sócio e dançarino desde 1999, já fui tesoureiro em 3 gestões da patronagem, 27 anos e enarteiro aos meus moldes Campo Bom- RS 30ª RT


CTG M'Bororé no ENART 2010

sexta-feira, 3 de junho de 2011

1ª Prenda do RS - Joelma Pauline Schmohl Meotti

Hoje lhes trago a entrevista realizada pelo Portal MTG com a nova Prenda do RS.
Um exemplo de determinação, força de vontade e garra.
Que suas palavras influenciem prendas e peões do todos os cantos do Rio Grande que possuem sonhos e não ousam sonhá-los, com medo ou receio de não realizá-los.


A fria madrugada de maio no CTG Lalau Miranda ficou mais amena quando o mestre de cerimônias do MTG anunciou a nova 1ª Prenda do RS. Joelma Pauline Schmohl Meotti, 23 anos, é passofundense, filha de Cleris Schmohl Meotti e Sílvio Luiz Meotti, graduada em Direito pela Universidade Luterana do Brasil e pós-graduada em Direito Penal e Processo Penal pela Faculdade Anhanguera do Planalto Médio. Atualmente é assessora parlamentar do Vereador Luiz Miguel Scheis, presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Passo Fundo.
Como sempre, o Portal MTG foi prosear com exclusividade com a representante da cultura e da beleza da mulher gaúcha. Aprecie a charla com Joelma Meotti.

Nos fale de tua trajetória tradicionalista.
Meu avô, Joel Schmohl, foi um dos idealizadores e fundadores do CTG Fagundes dos Reis, aqui da cidade de Passo Fundo. De todos os seus netos, apenas eu segui os passos desse que é o principal responsável pelo amor que tenho ao Rio Grande e às tradições gaúchas. Cresci dentro dessa entidade tradicionalista, mas como a grande maioria dos participantes das invernadas artísticas, não tinha ciência da importância da parte cultural, nem o conhecimento das bases filosóficas do Movimento Tradicionalista.

O meu interesse na área cultural surgiu em 2004, quando seria realizada a escolha das novas prendas da entidade. Não imaginava que estaria dando um dos passos mais importantes da minha vida. Participei do concurso interno sem conhecimento algum sobre o mesmo e ainda assim fui eleita 2ª Prenda do CTG Fagundes dos Reis - naquela época o prendado era de dois anos, por isso permaneci no cargo até 2006.

Foi nesse ano que iniciei a minha trajetória tradicionalista efetivamente, participando de eventos regionais que me despertaram o interesse em concorrer novamente e representar minha entidade no concurso regional. Em 2006 fui eleita 1ª Prenda do CTG Fagundes dos Reis, realizei diversas ações e projetos. No entanto, ainda não me julgava apta a ocupar um cargo regional, por isso minha preparação foi muito singela.

Em 2007 participei da 38ª Ciranda Cultural de Prendas na fase Regional. Apesar de pouco preparo, conquistei o título de 1ª Prenda da 7ª Região Tradicionalista. Nesse ano conheci os eventos oficiais do MTG e entendi a real importância da Prenda na sociedade Tradicionalista. Na minha concepção, eu não tinha condições de conquistar um título estadual, por isso mantive uma preparação muito acanhada. Apenas o fato de estar participando de uma Ciranda Estadual já era a realização de um grande sonho.

Em maio de 2008 participei da 38ª Ciranda Cultural de Prendas, em sua fase estadual, na cidade de Júlio de Castilhos. Foram momentos de profunda emoção, principalmente ao saber que havia ficado em 6º lugar. Neste momento surge um sonho ainda mais intenso: ser Prenda do Rio Grande do Sul. A partir de então iniciei minha preparação para esta 41ª Ciranda Cultural de Prendas.

Fui em busca de aprimoramento, participando dos cursos oferecidos pelo MTG. Entre eles destaco o Curso de Formação Tradicionalista Avançado, que me oportunizou a aquisição de preciosos conhecimentos. Neste período fui em busca de materiais, adquiri a bibliografia completa para a Ciranda Cultural de Prendas.

Ainda em 2008 recebi o convite para integrar o CTG Lalau Miranda, onde fui muito bem acolhida, sendo-me atribuído o cargo de Diretora do Departamento Jovem desta entidade. Posteriormente, em virtude das atividades realizadas, em 2010 fui convidada para assumir o Departamento Cultural.
No ano de 2009 fui indicada para ser a 1ª Prenda do CTG Lalau Miranda e representar a entidade na 41ª Ciranda Cultural de Prendas na fase regional, realizada em junho de 2010, onde conquistei novamente o título de 1ª Prenda Regional.

Nessa caminhada em busca do meu sonho, procurei me empenhar ao máximo e, juntamente com as Prendas e Peões Regionais, realizei as atividades solicitadas com muita dedicação. Conquistei então o 1º Lugar no XX Tchêncontro Estadual da Juventude Gaúcha e o 1º Lugar na 11ª Mostra de Arte e Tradição Gaúcha, títulos inéditos na 7ª Região Tradicionalista.

Com o apoio da Coordenadoria da 7ª Região e do CTG Lalau Miranda, tive uma intensa preparação para a 41ª Ciranda Cultural de Prendas em sua fase estadual. Conquistando o título de 1ª Prenda do Rio Grande do Sul e realizei o meu sonho.


Como foi a preparação para este estadual? Foi gerada alguma expectativa em relação a sua antecessora, por ser da mesma região?
Foram traçadas metas e em momento algum desviei do meu foco. Apesar das turbulências, mantive a minha preparação e persisti no meu sonho. Estudei muito, minha dedicação e empenho a essa Ciranda foram intensas, organizei o meu tempo de forma com que conseguisse conciliar trabalho, pós-graduação e prendado.

Tive o apoio incondicional da minha entidade, da 7ª Região, dos meus amigos e principalmente da minha família, que foi a minha base, o meu sustentáculo. Contei com a compreensão e solidariedade do meu chefe e dos meus colegas de trabalho, que além de me incentivarem, também estiveram sempre ao meu lado.

O fato ser a representante da Região da 1ª Prenda Estadual na verdade gerou apreensão e não expectativas, pois além da pressão natural do concurso, ainda havia a responsabilidade de concorrer dentro da minha entidade. Além do mais, na história da Ciranda, nunca havia ocorrido de ser vencedora a Prenda da Região, o título máximo estadual.

Também um fator preponderante foi o nível das candidatas, todas eram aptas a serem Prendas do Rio Grande do Sul. Eu sabia que a disputa ia ser acirrada, por isso intensifiquei a minha preparação.


O que achou dos temas sorteados para a prova oral no concurso?
Foram surpreendentes e interessantes, uma vez que as Prendas puderam demonstrar a sua capacidade de raciocínio, visto que os temas sorteados não permitiram uma prévia preparação. Acredito que essa era a real intenção do Movimento Tradicionalista, pois o objetivo é que as Prendas consigam abordar os mais variados temas de forma espontânea.

Gostei muito, pois através do tema sorteado pude prestar uma homenagem a um ícone do Movimento Tradicionalista Organizado, o saudoso Luiz Carlos Barbosa Lessa. Isso me deixou lisonjeada, uma vez que ele é um dos principais responsáveis pelas bases ideológicas que norteiam as atividades de todos os tradicionalistas.


Das provas, qual foi a que mais exigiu preparação?
Com certeza a escrita, pois através dos conhecimentos adquiridos nessa área nos tornamos aptas para desenvolver a prova oral - sendo que a soma das duas representa a metade da nota da Ciranda.

Também fui minuciosa com a Mostra Folclórica e com a parte Artística, pois acredito que para representar a mulher gaúcha, devemos ser criteriosas com todos os quesitos do concurso.


Qual o planejamento da prenda do CTG Lalau Miranda caso fosse eleita Prenda do RS?
Sempre acreditei que o papel de uma Prenda do Rio Grande do Sul vai muito além da mera participação em eventos, visto que representam todas as prendas do nosso Estado. Nesse sentido, a atuação deve se dar de forma consciente, expressiva e coerente com os princípios ideológicos do Movimento.

Durante a minha trajetória de preparação observei que o tradicionalismo necessita de mais expressividade dos jovens, há necessidade de ocupar o espaço oferecido pelo MTG. Pensando nisso, tracei um plano de ação para o futuro prendado, evidenciando atividades que julgo extrema necessidade.

Para mim, a Prenda do Rio Grande do Sul deve ter uma preocupação especial em nortear as demais prendas, visto que é tida como um referencial. Também penso que a atuação de uma Prenda não deve ficar limitada, deve deixar contribuições concretas ao Movimento Tradicionalista.


Como conciliar faculdade, trabalho e prendado? 
É uma questão de organização e planejamento para poder conciliar tudo, pois para ser Prenda não é necessária abdicação total, nem é esse o objetivo do Movimento. O tradicionalismo necessita de dedicação e empenho, mas isso não significa deixar tudo de lado, pois a vida continua e ser prenda não é uma profissão. O prendado dura pouco, o tempo passa e não devemos ficar estagnadas.

Não é fácil conciliar. É dificílimo, mas não é impossível. Requer organização e muita força de vontade. No entanto, é possível trabalhar, estudar e ser Prenda, é necessário criar parâmetros, cronometrando o tempo, delimitando prioridades e segui-las a risca. Claro que às vezes o sono pega, o convívio social fica restrito e acabamos deixando de lado algumas atividades que antes eram rotineiras. Nesse sentido, é importante a compreensão, a solidariedade, o apoio e muita paciência dos nossos familiares e amigos.

Isso se chama determinação: saber que temos sonhos, mas que as obrigações não devem ser esquecidas. Devemos lutar por eles sem perder a essência do ser e sem nunca perder a fé, pois é ela que nos mantém firmes, nos dando perseverança, não nos deixando esmorecer. Sinto-me muito feliz por ter tido a oportunidade de realizar um grande sonho conciliando as minhas atividades, trabalho e estudos. Jamais esquecerei das pessoas que estiveram ao meu lado, sonharam junto comigo e acreditaram que o meu sonho era possível.

Entrevista: Rogério Bastos para Portal MTG
Fotos: Ricardo Lage