quinta-feira, 27 de julho de 2017

Palavra da Prenda: Eduarda Hartwig

É com muita alegria que hoje voltamos com a séria de publicações intituladas "Palavra de Prenda/Peão", onde tradicionalistas podem expor suas experiências, sonhos, angústias... é uma fonte totalmente aberta para falamos sobre tradicionalismo!

Divida conosco a tua trajetória e os teus pensamentos! Te receberemos com muito carinho!!!

E neste momento vamos contar com a participação de Eduarda Hartwig, uma prenda cheia de sonhos e encantamento, que vai nos contar um pouquinho sobre a sua história.


“O sonho galopava a juventude
E o campo era um palco iluminado
Quando o dia abria as suas cortinas
Para outra cena de contos e quimeras...
No seu mundo, embora bem pequenininho,
Cabia um outro mundo dentro dele,
Porque o coração sonhador de uma menina
Rebusca os personagens da utopia
Para os papéis principais que a vida inventa!”

Saudações tradicionalistas, sou Eduarda Hartwig, gaúcha Camaquanse estudante, e tradicionalista.

Minha família é de origem pomerâna, e não são tradicionalistas, minha participação iniciou-se aos sete anos, pois eu não tinha conhecimento desta grandiosa cultura, mas quando assisti uma apresentação de uma invernada foi amor à primeira vista, assim pedi para minha mãe para participar também e ela ficou muito feliz, então ela prontamente permitiu pois pensando em um futuro melhor tanto pra mim como para minha irmã mais nova Isabela.

Desde então venho participando sempre das invernadas, comecei na mirim do CTG Rodeio da Tradição, onde conquistei os encargos de prenda mirim e juvenil, no ano de 2015 comecei a participar da invernada mirim do GF Os Guapos de Camaquã, assim após um ano concorri novamente como prenda juvenil, conquistando o primeiro lugar, assim meu objetivo era a tão sonhada “Ciranda Regional”, foi um ano de preparação, estudos, ensaios, eventos promovidos e participados, diversos aprendizados, amizades que levarei eternamente.

Este último ano que se passou foi um ano de muitas dificuldades, mas foi o ano que sonhei como nunca.

Atravessei o Rio Grande, conheci a minha maior inspiração Tassya, aprendi e compartilhei, e o tão esperado junho chegou. O coração bateu mais forte, pois pela primeira vez eu estaria concorrendo a prenda regional, a pressão foi grande, mas saber que a minha entidade estava vibrando comigo me fez brilhar... Recebi lindas e emocionantes homenagens.

E sim tornei meu maior sonho realidade, hoje estou no encargo de Primeira Prenda Juvenil da 16° Região Tradicionalista. E novas metas surgem, como muitas prendas irei participar no ano que vem da Ciranda Estadual, mas esta será especial pois não estou sonhando sozinha e sim com pessoa maravilhosas. Durante minha caminhada só tenho a agradecer a pessoas que foram essências! Meu eterno muito obrigada! Hoje sou uma menina realizada, mas minha caminhada foi suada, tenho o imenso orgulho de dizer que sou uma eterna sonhadora, uma aprendiz!

Muito obrigada pela oportunidade!

Com carinho Eduarda Hartwig, Primeira Prenda Juvenil da 16° Região Tradicionalista.

Álbum de fotos:







Parabéns Eduarda por esta conquista tão linda! Que teu caminho seja repleto de realizações!!!
Obrigada por mais uma vez estar aqui no Cantinho dividindo conosco os teus sonhos.

Um beijo, e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário