segunda-feira, 4 de julho de 2011

Dicas para a realização da Mostra Folclórica

Bom dia gauchada!
Nas últimas semanas tive o prazer de começar a conhecer um pouco melhor a 1ª Prenda do Rio Grande do Sul, Joelma Pauline.
Grande Prenda, e coração maior ainda.
Já fiz a promessa de aproveitar o máximo os conhecimentos que ela carrega consigo, e é claro, compartilhá-los com vocês.
Vamos então ao 1ª texto feito especialmente para o nosso Cantinho Gaúcho.
Prendas, aproveitem o máximo!

"As Prendas são os verdadeiros tesouros dos galpões gaúchos, dignas de todo o respeito e admiração, a decisão de participar de um concurso cultural para se tornar uma representante da mulher gaúcha deve dar-se de forma consciente, tendo ciência de seu papel no meio tradicionalista.

A Ciranda Cultural de Prendas oportuniza uma retomada de diversos valores e princípios os quais são de suma importância para o tradicionalismo na atualidade, pois resgata a pureza, a simplicidade, a delicadeza, a graciosidade e ao mesmo tempo a firmeza da mulher gaúcha. Refazendo os passos de nossas antepassadas guerreiras que não se deixaram esmorecer mesmo diante de dez anos de lutas e peleias, que tomaram conta de suas estâncias, sem nunca perder suas virtudes tão preciosas.

A vocês Prendas, as preciosidades de nossos rincões, que almejam representar a mulher gaúcha, sugiro que procurem se informar e conhecer o significado intrínseco de cada prova a ser executada e, principalmente, os valores embutidos em todo o contexto da Ciranda. Conversem com as pessoas que tenham conhecimento sobre o assunto, vão em busca de Prendas que já tenham ostentado títulos da entidade, da região ou do estado, adquiram conhecimentos, pois só se pode amar aquilo que se conhece.

Uma das etapas mais importantes de um Concurso Cultural de Prendas é a Mostra Folclórica, onde deve ser realizada uma pesquisa e após a exposição e explicação de artefatos relacionados com o tema proposto. Para a Ciranda Estadual e Regional previamente são definidos temários e as Prendas devem desenvolver suas atividades a partir deste, já no Concurso dentro da Entidade normalmente não há rigor quanto ao tema, na maioria das vezes sendo um artesanato de livre escolha para as Adultas e Juvenis, ou ainda, no caso das Mirins, brinquedos ou brincadeiras folclóricas.

Para realizar uma boa Mostra Folclórica o primeiro passo é a escolha do tema certo, é necessário fazer uma auto-análise e identificar as nossas próprias aptidões. O tempo de preparação para o concurso é curto, por isso é importante organizá-lo, não sendo aconselhável dedicar atenção demasiada a apenas uma etapa da Ciranda. Caso você já tenha habilidade para alguma atividade específica, torna-se muito mais fácil buscar aperfeiçoamento do que começar do zero.

Mas também existem aquelas Prendas que nunca desenvolveram habilidades artesanais, nesse caso sugiro que procurem atividades em que haja a possibilidade de aprender com a mãe, a avó, a tia ou com a vizinha, o que além de facilitar a aprendizagem, também gera uma diminuição de custos. Outro fator importante é a oportunidade de estabelecer, através destas atividades, a troca de experiências, aproximação e o convívio com estas pessoas, que com certeza se sentirão muito gratificadas em dar a sua contribuição.

Depois de escolhido o tema, é necessário desenvolver uma pesquisa sobre ele, esta deve conter duas partes, a pesquisa teórica e a pesquisa de campo. A parte bibliográfica deve ser desenvolvida através de livros, revistas e da internet, procurando obter o maior número de informações possíveis quanto ao tema escolhido. A pesquisa de campo deve ser desenvolvida através da análise de entrevistas previamente realizadas com mulheres que tenham contato direto com o tema proposto, trazendo contribuições concretas, evidenciando situações do cotidiano que venham a somar com o material teórico.

Na exposição é de extrema importância saber ocupar o espaço destinado para tanto, é necessário ter bastante cuidado para não expor um excesso de material, que acabam deixando o ambiente poluído e desagradável de se ver. Selecionem apenas algumas peças, mas que estas sejam ricas em detalhes, procurem organizar o espaço de forma que fique harmônico e agradável. Na dúvida do que usar opte sempre pelo mais simples, é mais bonita uma Mostra singela do que com detalhes excessivos, onde as pessoas não sabem por onde começar a olhar.

Com relação à apresentação não aconselho discursos decorados, uma vez que deve ocorrer um diálogo com a comissão avaliadora, narrem como foram desenvolvidas as pesquisas de campo, comentem curiosidades relatadas pelas entrevistadas, expliquem a forma com que vocês aprenderam o artesanato. Não mintam, sejam sinceras se não lembram ou não saibam alguma coisa não tentem enrolar, é muito mais bonito assumir que não pesquisou do que tentar inventar uma resposta na hora. Coloco-me a disposição de todas para que possamos juntas realizar um bom trabalho durante o período de prendado."

Joelma Pauline Schmohl Meotti 
1ª Prenda do Rio Grande do Sul – 2011/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário