terça-feira, 7 de junho de 2022

Para Estudar - Questões de Prova - Parte 45


PROVA ESCRITA 51ª CIRANDA CULTURAL DE PRENDAS
CATEGORIA JUVENIL – FASE ESTADUAL

1ª PARTE: TRADIÇÃO, TRADICIONALISMO E FOLCLORE

01. “São filiadas ao MTG as entidades tradicionalistas que, satisfazendo as exigências do Estatuto e o que descreve a Coletânea da Legislação Tradicionalista, tenham a sua admissão aprovada pelo Conselho Diretor."
De acordo com o que descreve a Coletânea da Legislação Tradicionalista, na Seção “V” – Dos Direitos dos Filiados-efetivos, de acordo com o grupo que pertencem, analise as seguintes afirmativas:

I – As entidades tradicionalistas de participação plena, poderão gozar de todos os direitos e regalias que os poderes públicos eventualmente venham a outorgar ao tradicionalismo gaúcho ou decorrentes de acordos e convênios assinados pelo MTG
II – As entidades tradicionalistas de participação parcial, poderão participar da FECARS, do ENART, do Aberto de Esportes e de eventos em que a sua estrutura organizacional permitir, sendo obrigatório a participação em ao menos um evento oficial do MTG
III – As entidades tradicionalistas Especiais, poderão participar, com direito até dois delegados eleitores, na escolha dos Coordenadores Regionais a qual faz parte
IV – As entidades Associativas Tradicionalistas Municipais, poderão representar o MTG, dentro e fora do Rio Grande do Sul, desde que credenciado devidamente pelo Presidente e ter tido aprovação de no mínimo 70% dos Conselheiros Titulares
V – As entidades tradicionalistas de participação plena poderão ser escolhidas como anfitriãs dos eventos oficiais do MTG, desde que tenham sido indicadas ao menos por um Conselheiro Benemérito e aprovadas pelos Conselheiros Titulares

Sobre as afirmativas acima é CORRETO afirmar que:
a - Apenas as afirmativas II, III e IV estão corretas
b - As afirmativas I, IV e V estão incorretas
c - Apenas a afirmativa I está correta
d - Todas as afirmativas estão incorretas

02. O 20 de Setembro já havia passado. Era o mês de Outubro e os exames finais de ano chegando, mas o espírito daqueles jovens havia sido provocado. Os encontros permaneceram semanais e , assim, voltou a ideia de dar continuidade à preservação das tradições gaúchas, porém, desta vez, fora do colégio. Uma turma de rapazes, ex-escoteiros, um pouco mais velhos, liderados por .........................., e já contando com a forma intelectual de Barbosa Lessa, pensava em criar um clube de tradições gaúchas. Para tanto, Lessa tomou a iniciativa de sair com um caderninho colhendo assinaturas de quem gostaria de integrá-lo.
a - Manoelito de Ornellas
b - João Carlos Paixão Côrtes
c - Cyro Dutra Ferreira
d - Hélio José Moro

03. “No ano de 1968, acontece extraoficialmente o primeiro concurso de '1ª Prenda do Rio Grande do Sul'. No ano de 1969, o Conselho decide realizar o evento no 14º Congresso Tradicionalista, em São Francisco de Paula. No 15º Congresso Tradicionalista, Em Santiago, de 08 à 11 de Janeiro de 1970, novamente foi realizado e, nesse conclave, foi instituído o concurso.”
A categoria Juvenil passou a fazer parte do concurso OFICIALMENTE:
a - No ano de 1982
b - No ano de 1985
c - No ano de 1979
d - No ano de 1989

04. Durante a fundação do “35” CTG e apesar do nosso Movimento ter rompido com enorme força e abrangência, por incrível que pareça o elemento feminino custou bastante para integrar-se ao mesmo. Foi apenas em Junho de 1949, a primeira reunião com as moças da sociedade, especialmente convidadas. Com a aprovação geral da sugestão apresentada pela Patronagem, foi no mesmo dia criada a Invernada de Prendas do “35” CTG, sendo nomeada, como posteira:
a - A Srta. Norma Dutra Ferreira
b - A Srta. Marilia Zarrans
c - A Srta. Lory Meireles Kerpen
d - A Srta. Ludemilla Zarrans

05. Luiz Carlos Barbosa Lessa nasceu em 13 de Dezembro de 1929, numa chácara nas mediações da histórica vila de Piratini, a capital farroupilha. Foi jornalista, publicitário, compositor, folclorista, historiador e ficcionista, além de bacharel em Direito. Aos 12 anos, na cidade de Pelotas, fundou um jornalzinho escolar – o gonzagueano-, no qual publicou seus primeiros contos regionais e de fundo histórico. Baseados na obra “Rio Grande do Sul: Espaço e Tempo” de Siziane Koch, dentre as diversas obras publicadas pelo autor, podemos destacar:
a - Tesouro do Arroio Grande e O Arquipélago
b - República das Carretas e O Continente
c - Rodeio dos Ventos e o Analista de Bagé
d - Aventuras na Serra do Pinto e O Burrinho Marco Polo

06. O Candeeiro histórico do Rio Grande, em torno do qual se acolheram todas as solenidades da Ronda Gaúcha, foi extinto num grande fandango levado na noite de 20 de Setembro de 1947. No entremeio, o Departamento de Tradições levou a efeito uma conferência em que o professor ........................esclareceu para muitos guascas as causas e o significado da grande Revolução. A extinção do Candeeiro foi feita logo após a palavra brilhante de ............., membro da academia Rio-Grandense de Letras, às 24 horas.
a - Walter Spalding / Antônio Carlos Machado
b - Léo Coronato Oliveira / José Bonifácio S. Leal
c - Manoelito de Ornellas / Amandio Bica
d - Luis Carlos Barbossa Lessa / Rui Leite Piratini

07. “Os ritos são um processo suscetível de estabelecer e desenvolver costumes. O rito é constituído por ações estandardizadas, baseadas sobre uma disciplina escrita e ligada a fórmulas, gestos, símbolos e sinais de um determinado significado para a sociedade que o engendrou. Na religião, o rito apresenta um processo específico de comunicar-se com as forças sobrenaturais.” Sobre os ritos manifestados aqui no Rio Grande do Sul e descritos na obra “Rio Grande do Sul- Aspectos do Folclore” de Lilian Argentina, marque “V” para as afirmativas verdadeiras e “F” para as afirmativas falsas.
(   ) A promessa vem do latim “promissum” , ação de prometer. Alguns são em formas de penitência, enquanto outros, são em formas de sacrifícios, podendo ser ele em regozijo ao Santo prometido, ou então, a outro Santo que tenha as mesmas características
(   ) Os Ex-votos representam, simbolicamente, o que se oferece em regozijo à graça alcançada. Podem aparecer sob forma de quadro, imagem, desenho, escultura. Conforme os costumes, nunca se oferece em regozijo ao santo atendido pela graça fotos, peças de roupas e mechas de cabelo, pois segundo a crendice popular traz agouro e má sorte para pessoa que alcançou a graça
(   ) A Cruz Mestra é a cruz maior, encontrada em cemitérios. As pessoas, distantes dos locais em que se encontram seus entes enterrados, aí rezam ou acendem velas para almas do Purgatório
(   ) A Coberta d’alma é um ritual que consiste em doar as roupas do falecido a alguém conhecido ou a um amigo do mesmo, para que sua alma possa entrar leve no céu; se seu espírito aparecer, estará com a sua roupa
(   ) Santa Cruz são erguidas nos lugares onde haja capelas ou por onde passaram missionários. Aí são acesas velas ou feitas devoções com a finalidade de pagar promessas ou alcançar graças

A sequência CORRETA é:
a - F - V - V - F - V
b - V - V - F - V - F
c - V - F - F - V - V
d - F - F - V - F - V

08. Conforme a obra “Rio Grande do Sul: Aspectos do Folclore” de Lilian Argentina, o folguedo que se caracteriza por atingir a sua culminância com a dança do lenço; continuam suas danças até o alvorecer. Inúmeros convidados comparecem, permanecendo no local até o seu término. Embora haja indumentária característica, roupa branca, enfeitada com fitas e gorro, outros grupos dançantes vestem roupas comuns e apresentam-se calçados ou com chinelos. A exemplo dos folguedos religiosos, verificam-se componentes católicos como: cortejo processional, capelão, terço rezado, fiéis, vela, altar, santos, estátuas e registros.
Estas características referem-se ao folguedo:
a - Congada
b - Bumba-meu-boi
c - Ensaio e promessa de Quicumbi
d - Terno de Santos

09. Durante a realização do 36º Congresso Tradicionalista, realizando no mês de Janeiro de 1991, na cidade de Júlio de Castilhos, foi aprovada, com louvor, a tese de Mario Mattos, intitulada de:
a - A Carta de Princípios e os Problemas no MTG
b - O Tradicionalismo e as Novas Gerações
c - A função aculturadora dos CTG’s
d - MTG: sua função social

10. Lilian Argentina em sua obra “Rio Grande do Sul – Aspectos do Folclore” destaca que na linguagem folclórica encontramos os falares populares que procedem da língua trazida pelos portugueses do século XVI, já razoavelmente unificada (português arcaico). As diferenças verificam-se no vocabulário e no sotaque.Leia algumas palavras do vocabulário gaúcho descritas abaixo:
I – “Camargo”
II – “Mandraca”
III – “Rácula”
IV – “Ressolho”
V – “Lampreia”

Agora, apresentamos o significado de algumas das palavras descritas acima. Portanto, identifique qual das palavras do vocabulário gaúcho apresentado correspondem ao seu significado:
(   ) Matraca
(   ) Brilho das águas provocado por cardumes
(   ) Feitiço
(   ) Velhaço

A sequência correta dos vocabulários gaúchos e seus significados são:
a - IV - V - II - I
b - III - IV - II - V
c - V - I - IV - III
d - II - I - V - IV

11. O Causo é uma narrativa de um acontecimento real mas que pode ter detalhes acrescidos, suprimidos ou modificados de tal forma que se torne engraçado ou interessante. O causo não é uma mentira, mas uma verdade com detalhes fantasiosos.

Leia atentamente o trecho do conto extraído do livro “Contos Gauchescos” de autoria de João Simões Lopes Neto:
“Muita gente anda no mundo sem saber pra quê: vivem porque vêem os outros viverem. Alguns aprendem à sua custa, quase sempre já tarde pra um proveito melhor. Eu sou desses. Pra não suceder assim a vancê, eu vou ensinar-lhe por mais que queimem as pestanas deletreando nos livrões. Vancê note na sua livreta.”

O conto acima aborda conselhos da vida campeira, sendo que alguns permanecem como ditados até os dias de hoje.
O trecho acima refere-se a qual conto gauchesco escrito por João Simões Lopes Neto?
a - Conselhos de Blau Nunes
b - Chasque do Imperador
c - Artigos de Fé do Gaúcho
d - Contrabandista

12. A ação do MTG junto a seus filiados é exercida através de núcleos de desconcentração territoriais denominadas de Regiões Tradicionalistas. As Regiões tradicionalistas terão personalidade jurídica própria e estatuto conforme o “Modelo Padrão” aprovado pelo Conselho Diretor do MTG, exceto a 40ª RT que é, administrativamente, um Departamento do MTG.
Cada Região Tradicionalista congrega um número indeterminado de filiados, agrupados de acordo com a divisão territorial estabelecida no regulamento da Coletânea da Legislação Tradicionalista. Referente às Regiões Tradicionalistas é CORRETO afirmar que:
a - Entidades filiadas, sediadas no mesmo município, poderão optar a qual região tradicionalista irão pertencer, desde que sejam, pertencentes a municípios de fronteira
b - Em casos em que a emancipação tenha sido desmembrada de mais de um Município, pertencentes às Regiões Tradicionalistas diversas, o Conselho Diretor irá realizar um sorteio a qual Região Tradicionalista os municípios farão parte
c - A transferência de municípios de uma para outra Região Tradicionalista, por iniciativa de entidades interessadas, deverá ser solicitada ao Coordenador da Região Tradicionalista, que por sua vez irá dar um parecer mediante consulta ao Conselho Diretor e Conselho de Vaqueanos do Movimento Tradicionalista Gaúcho
d - Em caso de emancipação, o novo Município passa, automaticamente, a integrar a Região Tradicionalista a que pertence o Município, ou Municípios, o qual foi desmembrado

13. Conforme a obra de Elma Sant’Ana, “O Folclore da Mulher”, sobre o namoro vamos encontrar várias crendices e superstições, muitas delas em relação à preocupação em “prender” a pessoa amada. Em algumas crendices e superstições observamos esta preocupação, como algumas encontradas no nosso folclore. Podemos dizer que são crendices para “Namoro” todas as alternativas, exceto:
a - Para prender a pessoa amada, a moça deve escrever o nome do namorado embaixo da sola do sapato, em forma de círculo, para que assim, o pretendido fique sempre na sua volta, e dizer estas palavras: “Você sempre ficará embaixo do meu pé!”
b - Na noite de São João, acender uma vela e queimar o nome do namorado na chama e dizer estas palavras: “Eu estou queimando teu nome nesta chama para que teu amor queime em teu por coração por mim até que a morte nos separe”
c - Para que o rapaz se apaixone pela moça, ela deve cozinhar uma batata doce com o nome dele e deixá-la até desmanchar
d - A moça deve raspar as unhas e colocar o pó na bebida do namorado. Ele nunca irá trocá-la por outra

14. Os Congressos Tradicionalistas proporcionaram condições de serem estabelecidos padrões homogêneos, princípios comuns e fundamental troca de experiências e interação entre as entidades que surgiram, muitas vezes, sem saber exatamente o que fazer. Eles tiveram uma importância fundamental para a criação de um sistema organizado do tradicionalismo gaúcho.
Sobre a história e os fatos que marcaram a realização dos Congressos Tradicionalistas analise as seguintes afirmativas:

I – Osvaldo Lessa Rosa trabalhou na elaboração do anteprojeto do estatuto dessa federação das entidades tradicionalistas e distribuiu cópias aos CTGs, que participaram da assembleia em Janeiro de 1952
II – Espalhou-se através da imprensa para todo o estado, a realização do pretendido congresso (1º Congresso Tradicionalista). Em Erechim, o professor Hugo Ramirez havia fundado o CTG Galpão Campeiro; em Bagé, Jaime Tavares causava entusiasmo com o CTG “93”. Rapidamente outras entidades eram fundadas em diferentes localidades
III – O Jornalista Manoelito de Ornellas e Fernando Brokstedt, intelectuais da época, transferiram-se para Porto Alegre e passaram a liderar os preparativos para a realização do 1º Congresso Tradicionalista. Foi agendada para Novembro de 1953, em Rio Pardo, uma segunda Assembleia Tradicionalista, que se realizou no CTG “Fogão Gaúcho Riopardense”
IV – Barbosa Lessa reuniu-se em Dezembro de 1953, com Sady Scaldante, Emílio Rodrigues, Hugo Ramirez e Manoelito de Ornellas, ponderando que o “35” CTG, como pioneiro e por localizar-se na capital, não poderia ficar fora da organização do 1º Congresso Tradicionalista, e sim, participar ativamente da organização, haja vista que possuía uma base organizacional estruturada
V – No dia 02 de Julho de 1953, Sexta feira, os representantes dos CTGs reuniram-se no Centro Cultural, nos altos da Biblioteca Pública, para debaterem sobre a organização e a escolha do local onde seria realizado o 1º Congresso Tradicionalista. O Regimento Interno e a mesa diretora do Congresso seriam debatidos durante a realização do mesmo

Referente as afirmativas acima descritas, é CORRETO afirmar que:
a - As afirmativas I, II, IV e V estão incorretas
b - Apenas a afirmativa II está correta
c - Apenas as afirmativas I, II e V estão corretas
d - As afirmativas II, IV e V estão incorretas

15. Na campanha, o gaúcho encontra no jujo (erva medicinal agreste) sua medicina campeira. E o veículo sagrado para a cura de seus males é o mate amargo (chimarrão), dotorzito formado na ciência campeira, com larga experiência boquejada pelo atavismo da raça. Sabedoria que nos chega da observação do dia-a-dia, diretamente ligada a sobrevivência na interpenetração dos ciclos vitais.
Baseados na obra “Cevando o Mate” de Glênio Fagundes, o chá de “Guaco” possui os seguintes efeitos medicinais:
a - É usado nas tosses e bronquites, bom depurativo do sangue (a folha)
b - É um poderoso cicatrizante nas úlceras gástricas (a folha)
c - É um tônico estomacal, dores de estômago, dispepsia, má digestão e falta de apetite (a folha)
d - É utilizado para tratamento de reumatismo, corrimentos, hemorragias, tumores, grande depurativo do sangue (a casca)

2ª PARTE: HISTÓRIA DO RIO GRANDE DO SUL

16. Em 1635 saiu de São Paulo a bandeira chefiada por Raposo Tavares, que iniciou o processo acelerado de destruição das reduções e de escravização dos índios rio-grandenses. A primeira redução a ser atacada foi a de ...................As bandeiras se sucediam e a cada nova incursão diminuíam as possibilidades de continuidade do projeto dos Jesuítas, mesmo que tenham resistido e até conseguido derrotar algumas dessas bandeiras, como foi o caso das bandeiras de Fernão Dias Paes (1637) e de ..................... (1640).
a - São Cosme / Antônio da Vera Mijuca
b - Jesus-Maria / Jerônimo Pedroso de Barros
c - São Cristóvão / Antônio Pedro de Vasconcellos
d - Natividade de Nossa Senhora / Duarte Teixeira Chaves

17. A criação do forte de Rio Grande se somou à concessão de sesmarias, que se vinha processando desde 1732, fazendo com que surgissem as primeiras estâncias, as quais contribuíram, de maneira decisiva, para a fixação do homem na terra. Sobre as “Sesmarias” no Rio Grande do Sul, baseados na obra “Rio Grande do Sul – História e Identidade” de Manoelito Carlos Savaris, é CORRETO afirmar que:
a - A primeira sesmaria entregue no caminho das tropas, em 1732, foi ao tropeiro Manoel Gonçalves Ribeiro, localizada junto ao Rio Tramandaí. No ano de 1733 foram concedidas sesmarias em Itapoã, para Francisco Vicente Ferreira, Antônio Cardoso e Sebastião Francisco e Padre José dos Reis
b - Cada sesmaria possuía duas léguas de frente por cinco léguas de fundo. Cada légua correspondia a 13.068 hectares, correspondentes a 150 quadras, desde que cada 50 quadras correspondessem a uma légua quadrada
c - O gado, que já era caçado e se constituía em uma das poucas riquezas do território, passou a desempenhar um papel pouco importante na forma de organização socioeconômica do estado
d - Eram doadas na condição de que o recebedor pagasse à Coroa Espanhola a sexta parte do produto da sua exploração. A essa sexta parte dava-se o nome de “sesmo” ou “sesma”, daí o nome sesmaria

18. Conforme a obra “Manual do Tradicionalismo Gaúcho”, de Manoelito Carlos Savaris, o primeiro grupo de imigrantes .......................... chegou ao Rio Grande do Sul no ano de 1875, fixando-se na Colônia Conde d”Eu, Linha Azevedo Castro, atual município de Carlos Barbosa. Esse grupo era composto por aproximadamente 26 famílias.
a - Alemães
b - Italianos
c - Poloneses
d - Açorianos

19. A Revolução Federalista foi uma revolução de cunho político que envolveu duas grandes forças no Rio Grande do Sul. De um lado estava o Presidente do Estado Júlio Prates de Castilhos, líder dos republicanos que na época eram chamados de “pica-paus”. Do outro lado, sob a liderança do federalista Gaspar Silveira Martins, os revoltosos inconformados com o regime político implantado (a República) e com o sistema de Júlio de Castilhos. Os revoltosos eram chamados de “maragatos”.
Sobre a Revolução Federalista, baseados na obra “Rio Grande do Sul – História e Identidade” é correto afirmar que:
a - Enquanto parte dos federalistas eram rechaçados na fronteira e se refugiaram na Argentina – Missiones, o Coronel Marcelino de Albuquerque, no comando de uma tropa revolucionária, tomou Porto Xavier e Alegrete
b - Em Setembro de 1893 os Federalistas obtiveram várias vitórias na fronteira oeste, mas ficaram enfraquecidos e com poucos cavalos para montaria, bem como, escassez de alimentos e alguns revolucionários contraíram a peste que afetava o período
c - Em muitas cidades por onde passaram, os Republicanos tomaram as intendências municipais e saqueavam fazendas em busca de objetos de valor ou dinheiro. As lutas eram sempre seguidas de vinganças e degolas
d - Os Republicanos liderados ,especialmente, por Júlio de Castilhos defendiam o regime republicano de governo, a autonomia dos estados (descentralização) e o predomínio do poder executivo sobre o legislativo

20. A .................... se constitui num dos mitos do gaúcho, mesmo que a vitória dos índios não tenha sido o suficiente para garantir a permanência dos jesuítas na margem esquerda do Rio Uruguai, naquele momento. Na pregação jesuítica, o triunfo obtido sobre o “infiel mameluco” (bandeirante) foi obra de Deus que colocou na mão do índio reduzido as armas necessárias.
a - Batalha de Caiboaté
b - Batalha do M’Bororé
c - Batalha do Barro Vermelho
d - Batalha do Passo do Rosário

21. ANULADA

22. A Revolução Farroupilha (1835-1845) foi considerada a maior Guerra Civil do Brasil e se desenvolveu durante dez anos e trouxe diversas consequências para o Rio Grande do Sul.
Sobre a causas da Revolução Farroupilha, baseados na obra “Rio Grande do Sul – História e Identidade” de Manoelito Carlos Savaris, analise as seguintes afirmativas:

I – As causas de ordem religiosa: havia um conflito aberto entre a igreja do Rio Grande do Sul e a direção católica estabelecida na Bahia
II – As causas de ordem ideológica: decepção com a constituição de 1824 e com o Ato Adicional de 1834 que centralizaram o poder na Corte e o descaso com a Província que historicamente deu seu sangue e comprometeu sua riqueza para defender a fronteira contra as investidas castelhanas
III – As causas de ordem militar: a malsucedida campanha da Banda Oriental que resultou na independência do Paraguai; descaso da Corte com as condições precárias do exército do Rio Grande e do Rio de Janeiro
IV – As causas de ordem econômica: as altas taxas alfandegárias; impostos sobre a terra e produção, recolhidos pelo Império e grande circulação de moeda falsa na Província
V – As causas de ordem ideológica: a imposição de um governador sem que fossem consultados os rio-grandenses; as novas ideias liberais vindas da Europa

Sobre as afirmativas acima é CORRETO afirmar que:
a - As afirmativas I e III estão incorretas
b - Apenas a afirmativa V está correta
c - Todas as afirmativas estão corretas
d - As afirmativas II, IV e V estão incorretas

23. O fato desencadeador da Revolução de 1930 foi o assassinato de João Pessoa, ocorrido no dia 26 de Julho do mesmo ano em Recife. Mesmo que o assassinato não tenha tido qualquer relação com a questão política, foi explorado como se fosse um ato encomendado por aliados do Presidente Eleito (Júlio Prestes).
A revolução iniciou em 03 de Outubro de 1930, quando......................... e .........................atacaram o Quartel General em Porto Alegre, sob o comando do............................ .
a - Lindolfo Collor / Batista Lusardo / Ten-Cel Pedro Aurélio de Góis Monteiro
b - João Neves da Fontoura / João Alberto Siqueira / Gen. Oswaldo Aranha
c - Luís Carlos Prestes / João Alberto Lins de Barros / Tem. Alcides Etchegoyen
d - Flores da Cunha / Oswaldo Aranha / Gen. Gil de Almeida

24. A Revolução de 1923, também conhecida por “Revolução Assisista”, teve causas e origens semelhantes àquelas da Revolução Federalista. A questão fundamental era político-ideológica, ou disputa pelo poder.
Foi no governo de ........................... que foi construído o Palácio Piratini, a estátua de Júlio de Castilhos, um belíssimo monumento localizado na frente ao Palácio Piratini e, com a intervenção do Barão de Rio Branco, foram liquidadas as últimas divergências de fronteira com o Uruguai, quando foi dado ao pais vizinho o condomínio da Lagoa Mirim.
a - Carlos Barbosa
b - Dr. Antônio Augusto Borges de Medeiros
c - José Gomes Pinheiro Machado
d - Joaquim Francisco Assis Brasil

25. O Tratado de Santo Idelfonso foi o último ajuste diplomático entre Portugal e Espanha no período colonial, assinado pela rainha Dona Maria I e pelo rei espanhol Carlos III. Sobre este tratado, baseados na obra “Rio Grande do Sul: História e Identidade” de Manoelito Carlos Savaris, todas as alternativas estão corretas, exceto:
a - Na prática essa região se prestou unicamente para abrigar todo o tipo de malfeitor que, homiziando-se nela se sentia seguro pela ausência de controle interno e de tropas, sejam espanholas, sejam portuguesas
b - O tratado foi desfavorável aos portugueses que viram reduzidos os seus territórios no sul e ao oeste próximo a campanha. O Rio Grande do Sul foi dividido ao meio. Pelo acordo os Portugueses ficavam com o território dos Sete Povos das Missões, com a Colônia do Sacramento e avançavam as duas divisas até o Arroio Chuí
c - O tratado previa a criação de uma zona neutra, denominada de “Campos Neutrais”, assim definidos: “de sorte que nem os Portugueses passem o Arroio do Taim, linha reta ao mar até a parte meridional, nem os Espanhóis o Arroio Chuí e de São Miguel até a parte setentrional”
d - A área denominada “Campos Neutrais” foi uma imposição da Espanha, com o intuito de criar uma zona deserta aos redores do rio do Prata

3ª PARTE: GEOGRAFIA DO RIO GRANDE DO SUL

26. No Rio Grande do Sul o ar atmosférico varia muito no decorrer do ano. Isso acontece devido à posição geográfica do estado que o torna ora dominado por massas de ar frio, ora por massas de ar polares. Sobre o Clima no Rio Grande do Sul, baseados na obra “O Espaço Rio-Grandense” de Igor Moreira é correto afirmar que:
a - O ar atmosférico no Rio Grande do Sul é quente no verão e frio no inverno. Mas nem todos os dias do inverno são frios, pois em alguns períodos dessa estação a influência dos ventos vindos do norte ocasiona temperaturas moderadas e, em algumas ocasiões, até elevadas
b - Por ter verões muito quentes e invernos nem sempre frios o clima do Rio Grande do Sul é classificado como Subtropical temperado
c - A superfície de descontinuidade ou zona de contato entre o ar quente, de origem polar, e o ar frio, de origem tropical, chama-se frente. Ela se caracteriza geralmente pela ocorrência de falta de chuvas, pois o ar quente provoca o aquecimento das massas de ar, o que ocasiona eventualmente as estiagens
d - O fator regional que mais influencia no clima do Rio Grande do Sul é a latitude. Por isso, nas partes alargadas do planalto Norte-Rio-Grandense os verões são amenos e nas partes onde a faixa de terra é menor o verão é mais intenso

27. O Parque Nacional dos Aparados da Serra, está localizado na região noroeste do estado do Rio Grande do Sul, na divisa, do extremo sul do estado de Santa Catarina. Possui uma área de aproximadamente 63 quilômetros, seu clima é temperado e abriga cânions, cascatas e uma vegetação muito rica em pinheiros e araucárias.
Os campos e as florestas encontrados nesta região servem de morada para os animais, alguns ameaçados de extinção. Entre os mamíferos que vivem no local podemos encontrar:
a - Raposa de pelô vermelho e o Lebre do campo (Lebrão)
b - Capivara e o Tatú de Barbicha
c - Suçuarana e o Leão Baio
d - Bugio e o Ouriço-Virá

28. Conforme a obra “O Espaço Rio-Grandense “de Igor Moreira, o Rio Grande do Sul possui grandes reservas de xisto, uma rocha na qual se pode extrair um óleo semelhante ao petróleo. Mas esse recurso ainda não é explorado. As maiores reservas de xisto aqui no Rio Grande do Sul estão localizadas nas cidades de:
a - Candiota e Hulha Negra
b - São Gabriel e Dom Pedrito
c - Arroio dos Ratos e Butiá
d - Charqueadas e Candiota

29. Em 2010, a produção industrial foi responsável por 29,2% da economia do Rio Grande do Sul, deixando-o em terceiro lugar no país (com 9% de participação), superado apenas por São Paulo e Minas Gerais. Depois de industrializados, os produtos saem das fábricas e chegam até os consumidores. A venda dos produtos e serviços chama-se comércio, atividade responsável pela ligação entre indústria e consumidor.
Baseados na obra “Rio Grande do Sul: Espaço e Tempo” de Siziane Koch, analise as afirmativas abaixo que tratam sobre a Indústria e o Comércio do Rio Grande do Sul:

I – Atualmente, as principais indústrias do Rio Grande do Sul encontram-se nos setores químicos, metalúrgicos, de máquinas e equipamentos, ainda aparecem me menor escala a produção de calçados e vestuário que atuam apenas no mercado interno abastecendo a região metropolitana de Porto Alegre que por sua vez distribui para as demais cidades gaúchas
II – A indústria metalúrgica (que transforma minérios em placas de metal) e a de maquinas e equipamentos estão principalmente nos municípios de Caxias do Sul, Porto Alegre, Novo Hamburgo, Panambi e Triunfo
III – Outro importante setor industrial do estado é de produtos alimentícios e encontra-se disperso no território: em 2012, dos 496 munícipios gaúchos, 400 estavam ligados a essa indústria, com destaque para Pelotas, Rio Grande, Canoas e Porto Alegre
IV – Segundo dados do Ministério do Trabalho (TEM), em 2011 o setor de comércio do Rio Grande do Sul empregava 588.445 pessoas. No mesmo período, o setor de serviços contava com 886.110 pessoas. Quase metades dos estabelecimentos que empregavam essas pessoas se concentravam em cidades como Porto Alegre, Caxias do Sul, Novo Hamburgo, Pelotas, Santa Maria, Rio Grande, Passo Fundo, Uruguaiana, Erechim, Santa Rosa, Santo Ângelo, Lajeado, Cruz Alta e Ijuí
V - A indústria moveleira atua em quase 400 munícipios do estado, entre indústrias de grande, médio e pequeno porte, é a segunda mais importante do segmento industrial do Rio Grande do Sul, pois fornece móveis a boa parte do país, além do mercado internacional. Os munícipios de Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Porto Alegre, Gramado, Carlos Barbosa, e Canela se destacam por apresentar uma grande escala de produção no segmento
VI – Os defensivos agrícolas (usado para combater pragas nas plantações) são outra área do setor químico, cujas fabricas localizam-se principalmente nos munícipios de Pelotas e Rio Grande. Esse setor também engloba os produtos petroquímicos, com destaque para o Polo Petroquímico em Triunfo e a Refinaria Alberto Pasqualini em Canoas

Sobre as afirmativas acima é CORRETO afirmar que:
a - As afirmativas I, III, V e VI estão corretas
b - As afirmativas III, IV e VI estão incorretas
c - As afirmativas I, II, III, V e VI estão incorretas
d - Apenas as afirmativas I e VI estão corretas

30. O cultivo de Maçã no Brasil, até o início da década de 1970, não era o suficiente para abastecer o mercado interno. Por meio de incentivos fiscais e apoio à pesquisa, a produção aumentou e, agora, além de atender ao mercado brasileiro, 15% das maçãs produzidas são exportadas. Em 2011 o Rio Grande do Sul participou com 47,5% da produção Nacional de maçã, em um total de 634 436 toneladas ficando atrás somente de Santa Catarina.
Conforme a obra “Rio Grande do Sul – Espaço e Tempo” de Siziane Koch, os principais municípios produtores de Maçã do Rio Grande do Sul são:
a - Garibaldi, Caxias do Sul, Flores da Cunha, Vacaria, Bom Jesus e Muitos Capões
b - Monte Belo do Sul, Dois Lajeados, Farroupilha, Vacaria e Bom Jesus
c - Bento Gonçalves, Canguçu, Piratini e Bom Jesus
d - Caxias do Sul, São Francisco de Paula, Monte Alegre dos Campos e Ipê

Gabarito:
1 - c, 2 - d, 3 - b, 4 - c, 5 - d, 6 - a, 7 - d, 8 - c, 9 - a, 10 - b, 11 - c, 12 - d, 13 - a, 14 - b, 15 - a, 16 - b, 17 - a, 18 - c, 19 - d, 20 - b, 22 - a, 23 - d, 24 - a, 25 - b, 26 - a, 27 - c, 28 - b, 29 - c, 30 - d

Ps.: quaisquer possíveis erros na digitação ou no gabarito são de responsabilidade do blog. Favor avisar para que possamos corrigir sem prejudicar o estudo de ninguém.

segunda-feira, 6 de junho de 2022

Para Estudar - Questões de Prova - Parte 44




PROVA ESCRITA 33º ENTREVERO CULTURAL DE PEÕES
CATEGORIA GURI – FASE ESTADUAL

1ª PARTE: TRADIÇÃO, TRADICIONALISMO E FOLCLORE

01. Bebida símbolo do Rio Grande do Sul, o chimarrão é um legado dos índios Guaranis. Sempre presente no dia a dia, constitui-se de uma das tradições mais representativas de nosso estado. É também conhecido como mate amargo, mas não tem nada de amargo em seu significado: é sinônimo da hospitalidade e da amizade do gaúcho. Baseados na obra de Glênio Fagundes, “Cevando Mate”, analise as seguintes afirmativas: 

I – Sobre o método de produção da erva-mate temos o Carijo, que é um método primário, artesanal, de torrefação, usando calor indireto de uma fogueira, até as folhas se tornarem crespas e quebradiças, através de uma intensa sudação
II – Caaberá, era a designação utilizada pelo Guaranis para chamar a erva de má qualidade
III - A água para preparar o mate nunca deve estar muito quente, pois pode queimar a erva, dando um gosto desagradável ao mate e lavando rapidamente
IV – Encontram-se na natureza alguns produtos que provocam desconforto no organismo humano. Entre outros, a folha de capim Cipó colocada na chaleira de mate tem propriedade laxativa
V – Quanto ao feitio das bombas a particularidade está no ralo e podemos classifica-lo em quatro tipos: Tipo coco, Tipo Assis Brasil ou 1001, Tipo Colher e Bomba de Arame

Sobre as afirmativas é CORRETO afirmar que: 
a - Apenas as afirmativas II e III estão corretas
b - As afirmativas I, IV e V estão corretas
c - Apenas a afirmativa I esta incorreta
d - As afirmativas III, IV e V estão corretas

02. A Ronda Gaúcha, foi encerrada no dia 20 de setembro de 1947 com diversas atividades, em especial, o baile no Teresópolis Tênis Clube, no qual teve o concurso de trajes regionais julgados por .................., ........................ e ........................ .
a - Luiz Carlos Barbosa Lessa / Manoelito de Ornellas / Ciro Dias da Costa
b - Francisco Sá Vieira / João Carlos Paixão Cortes / Cyro Dutra Ferreira
c - Otelo Rosa / Amandio Bica / Manoelito de Ornellas
d - Cilço Araujo / Orlando Jorge Degrazzia / João Machado Vieira

03.Conforme Raul Annes Gonçalves em seu livro: “Mala de Garupa (Costumes Campeiros) em dias de marcação se utilizava ....................., que era um pedaço de couro cru, desprovido de pelo e meio sovado que tinha como função contar o total de terneiros e de terneiras marcados durante a lida. 
a - O sinal
b - A Tuva
c - O sovéu
d - A Tarca

04. O Congresso Tradicionalista é uma reunião, em Assembleia Geral, das entidades filiadas-efetivas ao Movimento Tradicionalista Gaúcho e tem por fim traçar diretrizes, rumos e princípios do Movimento Tradicionalista Gaúcho; ensejar o debate e a divulgação de ideias, trabalhos, pesquisas, sugestões, teses e temas de cunho tradicionalista.... (Coletânea da Legislação Tradicionalista). Sobre a história e os fatos que marcaram a realização dos Congressos Tradicionalistas analise as seguintes afirmativas:

I – Na segunda reunião do Conselho Coordenador, realizado no dia 28 de Janeiro de 1969, em uma sugestão por escrito dos Secretários José Alberto Lima e Jarbas Lima, foi aprovado o nome: Conselho Coordenador do Movimento Tradicionalista
II – Durante a realização do 8º Congresso Tradicionalista foi aprovada a Carta de Princípios do Movimento Tradicionalista Gaúcho e o seu texto foi redigido por Glaucus Saraiva, mas recebeu, também, subsídios de José Paim Brittes, Edu Falcão e Pedro Leite Villas-Bôas
III – Durante a realização do 2º Congresso Tradicionalista, no ano de 1955 , na cidade de Rio Grande, foram apresentadas duas importantes teses: “O tradicionalismo e as novas gerações” de Thereza de Almeida e “A função aculturadora dos CTG’s” de Carlos Galvão Krebs
IV – Foi no “1º Congresso Tradicionalista” que Ruy Ramos e Sady Sacalante (ambos da “União Gaúcha”) apresentaram proposta para a criação do FENTRA – Federação das Entidades Tradicionalistas
V – As teses “A importância da Reforma Agrária” de Ruy Ramos e “Os valores Morais dos Gaúchos” de Oswaldo Lessa da Rosa foram algumas das teses mais importantes apresentadas no 1º Congresso Tradicionalista

Sobre as afirmativas é CORRETO afirmar que:
a - As afirmativas II, IV e V estão corretas
b - Apenas a afirmativa V esta incorreta
c - Apenas as afirmativas I e IV estão incorretas
d - Todas as afirmativas estão corretas

05. Conforme Cyro Dutra Ferreira, em sua obra “Campeirismo Gaúcho: Orientações Práticas”, os alambradores produzem verdadeiras obra de arte, exemplo: um canto de cerca, uma porteira comum e redes para caso do aramado ter que atravessar uma sanga ou arroio. 

Para tanto, observe a imagem abaixo que representa um “canto de cerca” apresentada na obra supramencionada e identifique, respectivamente as partes indicadas com os números 1(um) e 4 (quatro).


a - Contra-mestre / Morto
b - Mestre / Rabicho
c - Retranca / Morto
d - Mango / Mestre

06. A culinária do Rio Grande do Sul é rica em diversidade, sabores e aromas. Pois, sofreu ao longo do tempo inúmeras adaptações em virtude da sua necessidade ou dos ingredientes disponíveis na região em que eram preparadas. Sobre a CULINÁRIA GAÚCHA, relacione a 2ª (segunda) coluna de acordo com a 1ª (primeira) coluna:

( A ) Sorda                               (  ) Quase o mesmo que Cadela oveira, mas na Fronteira Oeste
( B ) Engasga-gato                  (  ) Ensopado e pirão de farinha de mandioca com espinhaço de ovelha
( C ) Cadela Oveira                 (  ) Prato comum na região do litoral norte do Estado, Palmares do Sul
( D ) Cabo-de-relho                      e Mostardas. É de origem Açoriana. Tem caldo e leva muitos vegetais,
( E ) Cola-gaita                             linguiça (ou peixe, ou até carne)
( F ) Fervido                            (  ) É um sopão com muito vegetal e osso com carne, sobretudo o caracu, 
                                                      sobretudo o caracu, com um tutano grosso e saboroso
                                                (  ) Ensopado com pedaços de charque da manta da barrigueira,
                                                      exclusivamente.
                                               (  ) Refogado que se faz de manhã cedo, na região de Viamão até Palmares
                                                     do Sul e Mostardas, com restos de comida da noite anterior

a - E - D - F - B - A - C
b - C - E - A - B - F - D
c - E - A - B - F - D - C
d - D - E - A - F - B - C

07. A modalidade de jogo reconhecida pela sigla TETARFE inclui os jogos de Tejo, da Tava, da Argola e da Ferradura e foi aprovado na 54ª Convenção Tradicionalista, realizada na cidade de Iraí em Julho de 2001. 
Sobre o jogo do TETARFE (Tejo, Tava, Argola e Ferradura), analise as afirmativas abaixo e marque “V” para as afirmativas verdadeiras e “F” para as afirmativas falsas: 

(  ) O jogo da Ferradura constitui-se no lançamento de ferraduras comuns, numa pista de 15 (quinze) metros de comprimento, onde na extremidade oposta estará cravado uma barra de ferro de ½” com 70 cm de altura. De tal forma que ao final da jogada a ferradura não possa alcançar a extremidade da barra, constituindo assim penalidade ao jogador
(  ) O jogo das argolinhas, consiste em lançar 3 (três) argolinhas de diversos tamanhos em uma barra de ferro a uma distância de 5 (cinco) metros
(  ) O Tejo é um jogo de origem Portuguesa, dos mais antigos que se praticou neste Estado, temos notícias de sua prática no ano de 1850 na cidade de Pelotas, Rio Grande e Viamão. Tanto que agora, durante a construção de alguns prédios na cidade de Rio Grande foram encontrados restos de peças usadas para a prática desse jogo
(  ) Para uma rodada de TETARFE, cada competidor fará as seguintes jogadas: lançará 10 (dez) moedas do jogo do TEJO, lançará 4 (quatro) tiros de TAVA; lançará 3 (três) ARGOLAS de tamanhos diferentes e lançará 3 (três) FERRADURAS. Sempre posicionado na mesma raia
(  ) Conforme o regulamento específico da Tava, serão jogados 04 (quatro) tiros de Tava para cada jogador

A sequência CORRETA das afirmativas é: 
a - V - V - V - F - F
b - F - F - V - F - V
c - V - F - F - V - F 
d - F - V - F - V - V

08. Um conto é uma narrativa que cria um universo de seres, de fantasia ou acontecimentos. Como todos os textos de ficção, o conto apresenta um narrador, personagens, ponto de vista e um enredo. Leia atentamente o trecho de um conto, extraído da obra de João Simões Lopes Netto – “Contos Gauchescos”: 

“... – Está vendo aquele umbu? Lá embaixo, à direita do Coxilhão? ... Nunca vi pêssegos mais bonitos que os que amadurecem naquele abandono; ainda hoje os marmeleiros carregam; ainda hoje, que é uma temeridade! Mais para baixo, como umas três quadras, há uns olhos d’agua, minando as pedras".

O conto fala sobre André e Maria Altina, os quais se apaixonaram durante um terço rezado na casa do Brigadeiro Machado. Este conto tem um final trágico após a notícia do noivado de André e Maria Altina, pois este acabou falecendo ao fugir de Chicão, que não havia se conformado com o ocorrido. O trecho acima refere-se a qual conto gauchesco? 
a - O Negro Bonifácio
b - Penar de Velhos
c - No Manantial
d - O Boi Velho

09. Conforme Lilian Argentina, em sua obra “Rio Grande do Sul: Aspectos do Folclore” os Folguedos Populares são fatos folclóricos dramáticos, coletivos ou em estruturação. Dramático não só no sentido de ser uma representação teatral, mas também por apresentar um elemento especificamente espetacular, constituído pelo cortejo, sua organização, danças e cantorias. Sobre os FOLGUEDOS POPULARES no Rio Grande do Sul, relacione a 2ª (segunda) coluna de acordo com a 1ª (primeira):

( A ) Cavalhadas                        (  ) Na “visitação”, saia uma comitiva a cavalo com o Alferes da
( B ) Bumba-meu-boi                      bandeira, o Tamboreiro e, não raras vezes, acompanhava-os
( C ) Terno de Santos                       cantadores com seus instrumentos musicais (viola, rabeca, violão)
( D ) Terno de Atiradores          (  ) O grupo é constituído por dois mestres ou guias que puxam
( E ) Folia do Divino                       os versos (primeira voz), dois contramestres ou contraguias
                                                        (segunda voz); dois ajudantes de contramestre (terceira voz). Há
                                                        grupos que cantam apenas com duas vozes
                                                  (  ) Todos estes acontecimentos desenrolam-se em meio a evoluções
                                                        equestres como: carreira em forma de oito; “Cruz de malta” 
                                                        (carreira em forma de trevo de quatro folhas); “quebra-garupa
                                                        (carreira em forma de círculo); “Cruzeta” (em forma de cruz)
                                                   (  ) O “Spruch” é o figurante que faz a saudação aos donos da casa,
                                                        augurando-lhes feliz Ano Novo. Os homenageados lhe oferecem 
                                                        comidas e bebidas
                                                   (  ) O grupo é composto de 15 a 20 homens, tendo o Mestre e
                                                        Contramestre, dois ou três palhaços (travestidos) ou espantalhos
                                                   (  ) Este folguedo ocorre, no Rio Grande do Sul, durante o Ciclo
                                                         Natalino e Carnaval. Não há música própria: quando o grupo para
                                                         na frente às residências, executa músicas regionais (vaneira, xote,
                                                         valsas, etc) a pedido dos assistentes
                                                   (  ) Após a missa e benção dos tambores, cada grupo parte para uma
                                                        localidade e espoucam-se foguetes quando se era contemplado 
                                                        com um donativo de grande valor

a - A - C - D - B - D -  E - A
b - C - E - A - D - B - E - E
c - E - A - A - E - D - B - C
d - E - C - A - D - D - B - E

10. Na linguagem folclórica, encontramos os falares populares que procedem da língua trazida pelos Portugueses no século XVI, já razoavelmente unificada (português arcaico), modificada e, talvez transformada, em certo aspecto, na morfologia e na fonética pela atuação dos índios e negros. Foi difundida pelo interior, graças ao movimento das bandeiras. 
No Rio Grande do Sul à expressão: “Sabido que nem sorro velho!” significa: 
a - Se diz do sujeito ou administrador público que não se decide ou que constantemente trava as decisões
b - Refere-se a qualquer indivíduo que se atira de qualquer jeito, em qualquer canto
c - Diz-se do líder que sempre acha um jeitinho para acomodar as coisas, ou cair fora dos compromissos assumidos
d - Expressão usada para identificar políticos que entram em disputas eleitorais sem qualquer chance, somente para satisfazer o “ego”

2ª PARTE: HISTÓRIA DO RIO GRANDE DO SUL

11. A Revolta de 1923, também conhecida por “Revolução Assistida”, teve causas e origens semelhantes àquelas da Revolução Federalista. A questão fundamental era político-ideológica, ou disputa pelo poder. Em 25 de Janeiro de 1898, Júlio de Castilhos transmitiu a presidência do Estado ........................., cujo governo se estendeu até 1907, mercê da reeleição em 1902. 
a - Ao Sr. Fernando Abott
b - Ao Dr. Antônio Augusto Borges de Medeiros
c - Ao Sr. Carlos Barbosa Gonçalves
d - Ao vice-presidente José Gomes Pinheiro Machado

12. A Guerra contra Rosas e Oribe foi uma Guerra do Brasil e Uruguai contra a Argentina que na ocasião era comandada pelo Ditador Juan Manuel Rosas e ocorreu no ano de 1852. Sobre esta Guerra, analise as afirmativas abaixo, baseadas na obra “História e Identidade” de Manoelito Carlos Savaris: 

I – No Uruguai, Manoel Oribe, agindo com a proteção e apoio do ditador argentino Rosas, iniciou um cerco a Montevidéu no dia 16 de Fevereiro de 1843 e dominou toda a campanha Uruguaia, agindo também no lado brasileiro, invadiu e saqueou fazendas
II – D. Juan Manuel de Rosas, governante argentino se manifestou favorável o que chamou de intervenção brasileira no Estado Oriental e, após retirar adido diplomático da Corte na Bahia, onde localizava-se o Quartel do Exército, passou a hostilizar a fronteira com incursões militares
III – Em Outubro de 1851 foi assinado um acordo entre o Império Brasileiro e o Estado Oriental do Uruguai estabelecendo uma aliança entre Brasil, Uruguai e Argentina
IV – O Exército formado no Rio Grande do Sul, contando nas mesmas fileiras caramurus e farroupilhas, deu-se o nome de “Exército Libertador”, comandado por Duque de Caxias
V – Do tratado firmado entre o Império Brasileiro e a República Oriental do Uruguai, resultou, também a definição última das fronteiras entre as três nações (Brasil, Uruguai e Argentina)

Sobre as respectivas afirmativas é CORRETO afirmar que:
a - Apenas as afirmativas I e IV estão corretas
b - As afirmativas III, IV e V estão incorretas
c - Apenas a afirmativa IV está correta
d - Todas as afirmativas estão corretas

13. O Tropeirismo foi um ciclo econômico, social e cultural. Além disso, foi um dos principais responsáveis pela formação da identidade do povo gaúcho desde os primórdios da ocupação europeia pelos jesuítas na região missioneira (1626) e, posteriormente, por paulistas, lagunistas e portugueses que se estabeleceram em Viamão, formando as primeiras estâncias oficiais (1732), mediante adoção de sesmarias. Estas estâncias tinham principalmente duas finalidades: 
a - Manter o território gaúcho sob o domínio Português e fomentar a criação de novos paradores do gado que rumavam as feiras de Sorocaba
b - Instigar o governo gaúcho a dividir as terras que por ora eram ocupadas por indígenas e demarcar a presença dos bandeirantes em solo gaúcho
c - Distribuir as léguas de terras entre os Portugueses com o objetivo de estabelecer novas zonas de colonização e garantir que a Espanha não entrasse mais em solo gaúcho
d - Garantir posse territorial para Portugal e dar suporte e invernadeiros as tropas que vinham do sul

14. Os processos imigratórios no Rio Grande do Sul iniciaram-se a partir do ano de 1737 com a fundação do Presídio de Rio Grande, que recebem inicialmente os portugueses e os escravos negros. Mais tarde, começam a chegar no Rio Grande do Sul novas levas de imigrantes iniciando assim, o povoamento do solo gaúcho. Sobre os imigrantes Poloneses, analise as seguintes afirmativas baseados na obra “Rio Grande do Sul: aspectos do Folclore” de Lilian Argentina: 

I – Chegaram no Rio Grande do Sul no ano de 1875, vindos da região da Prússia, as primeiras 26 famílias polonesas, assentaram-se na Colônia Princesa Isabel, atualmente Santa Tereza
II – Entregues à própria sorte, tiveram que lutar contra inúmeros fatores adversos, enfrentando inclusive epidemias de tifo e escarlatina
III – Estabeleceram-se nas cidades de Antônio Prado, Alfredo Chaves, Nova Prata, Guarani das Missões, Don Feliciano, Linha Gramado, Nova Santa Rita e interior de Triunfo
IV – Todos eram católicos fervorosos, mas porém, por serem oriundos de diferentes regiões (um grupo vindo da zona de denominação prussiana e, outro, de dominação russa) possuíam, além de hábitos e costumes, dialetos e sotaques diferentes
V – Permanece vivo o habito de assistir a missa; os homens postados à direita e, as mulheres, à esquerda de quem entra na igreja, ou seja, os homens do lado do evangelho e as mulheres do lado da epístola

Sobre as afirmativas acima é CORRETO afirmar que:
a - Apenas as afirmativas II e IV estão corretas
b - Apenas as afirmativas II e IV estão corretas
c - Todas as afirmativas estão corretas
d - Apenas as afirmativas II, IV e V estão corretas

15. A primeira fase da guerra contra os índios guaranis iniciou em Março de 1754. Gomes Freire, comandante das tropas portuguesas, ao receber os reforços vindos da Colônia do Sacramento, iniciou sua marcha em direção às Missões em junho daquele ano. Sobre a Guerra Guaranítica, baseados na obra “História e Identidade” de Manoelito Carlos Savaris, leia atentamente as alternativas e marque “V” para as VERDADEIRAS e “F” para as FALSAS: 

(  ) Em Setembro Gomes Freire mandou mensageiro ao comandante do exército espanhol, Gen. Andonaegui, instalado no Japejú, para saber como estava o avanço pelo oeste na região da Campanha Gaúcha, a fim, de estabelecer um ataque às Missões sem que os índios os notassem
(  ) Em 16 de Janeiro de 1756 reuniram-se os dois exércitos nas cabeceiras do Rio Uruguai, região do Alto Uruguai, de onde pretendiam alcançar as Missões, passando por Uruguaiana
(  ) Os indígenas, comandados por Sepé Tiarayú, incendiaram a povoação de Santo Antônio e hostilizaram as forças reunidas, sem estabelecer combate direto
(  ) Caia o dia de 13 de Fevereiro de 1756, quando um soldado Espanhol feriu à lança o comandante Sepé, logo a seguir morto à bala pelo comandante das tropas Portuguesas, o Governador de Montevidéu, D. Joaquim Viana
(  ) Três dias após a morte do comandante Guarani (Sepé Tiarayú) travou-se o combate mais destacado e trágico da guerra. As ordens do novo comandante Nicolau Nhenguiru, os guaranis em número de 1800, se puseram imprudentemente diante das tropas portuguesas e espanholas conjugados, sendo massacrados

A sequência CORRETA é: 
a - F - F - V - F - V
b - F - V - V - F - V
c - V - V - F - V - F
d - V - F - F - V - F

3ª PARTE: GEOGRAFIA DO RIO GRANDE DO SUL

16. Ao longo da história do Rio Grande do Sul, as atividades agropecuárias foram definidas pelo tamanho das propriedades rurais que se desenvolveram em seu território. A atividade agropecuária sempre teve papel fundamental na economia de nosso estado e com o passar do tempo, os itens produzidos se diversificaram, assim como nossa economia. Baseados na obra de Siziane Kock , “Rio Grande do Sul – Espaço e Tempo”, analise as seguintes afirmativas referentes à atividade agrícola no Rio Grande do Sul: 

I – Atualmente o Rio Grande do Sul é o maior produtor de arroz com casca do Brasil. Em 2011 a produção de arroz no estado chegou a 8.940.432 toneladas, ou seja, 66% do total nacional daquele ano com destaque aos municípios de Itaqui e Uruguaiana
II – Quanto à produção de soja o Brasil é o segundo maior produtor, superado apenas pelos Estados Unidos. Internamente, o Rio Grande do Sul ocupa o terceiro lugar, atrás do Rio Grande do Norte, Goiás e do Paraná. Aqui no estado destacam-se pela produção Cruz Alta, Palmeira das Missões e Tupanciretã
III – O Rio Grande do Sul foi o quarto maior produtor de milho do Brasil em 2011, onde destacaram-se os municípios de Vacaria, Venâncio Aires, Muitos Capões, Canguçu, São Lourenço, Seberi e Chapada
IV – No ano de 2011, o Rio Grande do Sul, participou com mais de 70% na produção nacional de maça, colocando-se em destaque por ser um dos maiores produtores nacionais. Os municípios de Bom Jesus, Ipê e São Francisco de Paula se destacaram por produzirem a fruta
V – Quanto à produção de cebola, o estado em 2011, produziu 225.017 toneladas, o que correspondeu a 14,8% da produção nacional, deixando o estado em terceiro lugar, atrás de Santa Catarina e Bahia. Aqui no RS os municípios que se destacam pela produção é São José do Norte, Tavares, Rio Grande, Antônio Prado e Nova Pádua

Analisando as afirmativas podemos dizer que: 
a - Apenas as afirmativas II, IV e V estão corretas
b - As afirmativas I, IV e V estão incorretas
c - Apenas as afirmativas I, III e V estão corretas
d - Apenas a afirmativa III está correta

17. Conforme a obra de Igor Moreira, “Espaço Rio-Grandense”, quando destaca o setor de transportes no RS, identifica a cidade de ................ como um importante nó rodo-hidro-ferroviário, ou seja, nela encontram-se o transporte rodoviário, hidroviário e ferroviário. 
a - Porto Alegre
b - Rio Grande
c - Guaiba
d - Estrela

18. O Parque Nacional dos Aparados da Serra, está localizado na região noroeste do estado do Rio Grande do Sul, na divisa, do extremo sul do estado de Santa Catarina. Possui uma área de aproximadamente 63 quilômetros, seu clima é temperado e abriga cânions, cascatas e uma vegetação muito rica em pinheiros e araucárias. Quanto à sua fauna, muitas aves podem ser vistas por lá, destacando: 
a - O gavião-pato, a Curicaca e o Papagaio de peito roxo
b - O papagaio do peito amarelo, as Curruiras e os avestruzes
c - O sabiá da praia, o gavião de garras e espécies de emas
d - A tesourinha, o sabiá laranjeira e os flamingos de banhado

19. Os solos da campanha são os mais propícios para a pecuária. Em terrenos onde aflora um determinado arenito da era Mesozóica – da época chamada Botucatu- há grandes áreas de intensamente desertificadas. Ali solos originalmente arenosos sofreram o uso inadequado, com ação contínua de máquinas agrícolas, adubos químicos em excesso e pisoteio do gado. As áreas mais conhecidas são o deserto de ..................., em Alegrete e o deserto de ................, em São Borja. 
a - Itapororó / Buitá
b - Vasco Alves / Itacurubi
c - São João / Puitã
d - Guaçu Boi / Santo Tomé

20. Graças a uma pluviosidade intensa e bem distribuída por todo o ano, o Rio Grande do Sul tem uma farta rede hidrográfica. É um dos estados brasileiros mais bem servidos de águas interna, já que além de rios, possui um número considerável de lagunas e lagoas costeiras, algumas de grandes extensões. Sobre a Hidrografia do Rio Grande do Sul, baseados na obra de Igor Moreira, “O Espaço Rio-Grandense” analise as afirmativas abaixo: 

I – Os principais afluentes do Jacuí são o rio Pardo e o rio Taquari, que também descem do planalto em direção à depressão central
II – Na época das cheias o rio Uruguai torna-se navegável em grande extensão
III – Entre os numerosos afluentes do Rio Uruguai destacam-se no território rio-grandense os rios Passo Fundo, Ijuí, Ibicuí e Jaguarão
IV – O Rio Jacuí é o rio mais importante da bacia Atlântica. Ele nasce próximo a depressão central e inicialmente corre em direção ao litoral, antes de ser aproveitado por seu potencial hidráulico dessa parte inicial do seu curso onde foram construídas diversas hidrelétrica
V – O Rio Camaquã desagua diretamente na laguna dos Patos, vindo do Planalto Sul-rio-grandense; o Jaguarão desemboca na Lagoa Mangueira. O Canal de São Gonçalo, que recebe as águas do rio Piratini, liga a lagoa Mirim à laguna dos Patos

Sobre as afirmativas acima é CORRETO afirmar que:
a - Apenas as afirmativas III, IV e V estão incorretas
b - Apenas as afirmativas IV e V estão corretas
c - Todas as afirmativas estão incorretas
d - Apenas a afirmativa II está correta

Gabarito:
1 - a, 2 - c, 3 - d, 4 - c, 5 - b, 6 - d, 7 - d, 8 - c, 9 - d, 10 - c, 11 - b, 12 - a, 13 - d, 14 - a, 15 - a, 16 - c, 17 - d, 18 - a, 19 - c, 20 - a

Ps.: quaisquer possíveis erros na digitação ou no gabarito são de responsabilidade do blog. Favor avisar para que possamos corrigir sem prejudicar o estudo de ninguém.

sexta-feira, 3 de junho de 2022

Para Estudar - Questões de Prova - Parte 43

 

PROVA ESCRITA 51ª CIRANDA CULTURAL DE PRENDAS
CATEGORIA MIRIM – FASE ESTADUAL

1ª PARTE: TRADIÇÃO, TRADICIONALISMO E FOLCLORE

01. “O Brinquedo coloca a criança na presença de reproduções: tudo o que existe no cotidiano, na natureza, incorpora o imaginário, expressam personagens sob a forma de bonecos, manequins e super-heróis.”

Conforme a obra “Folclore na escola: Aplicação pedagógica, brinquedos e brincadeiras”, da folclorista Neusa de Bonna Secchi, existem brinquedos industrializados e os folclóricos (tradicionais). Os brinquedos industrializados são feitos em série. Os brinquedos folclóricos têm como característica:
I – seu uso é transmitido através da imitação
II – para sua confecção poderão ser utilizados diversos materiais, principalmente, materiais novos adquiridos em lojas especializadas, ou não
III – são confeccionados à mão, com o auxílio de pequenas ferramentas
IV – tem aceitação coletiva
V – tem tradicionalidade no meio em que aparecem

Sobre as afirmativas acima, é CORRETO afirmar que:
a - As afirmativas II e IV estão incorretas
b - Apenas as afirmativas I, III, IV e V estão corretas
c - As afirmativas II, III e V estão corretas
d - Todas as afirmativas estão corretas

02. Conforme a obra de Glênio Fagundes, “Cevando o mate”, existem diversos recipientes para aquecer a água para o chimarrão: a caldeira, a chaleira grande, a chaleira média e a chaleira preta de ferro, porém, tem-se uma curiosidade sobre a forma de aquecer a água para o chimarrão na ausência destes recipientes que é:
a - Utilizar uma grande quantidade de braseiros, em torno de latas de especiarias vindos geralmente do Paraguai
b - Colocar qualquer recipiente com água, fixado aos loros da encilha para que este fique em contato direto com o lombo do animal e assim aquecer a água com o calor do lombo do cavalo
c - Durante as paradas para o descanso, os peões colocavam os recipientes com água ao sol para que este fosse aquecido o suficiente para a infusão
d - Colocar pedras ou pedaços de ferro quentes na água depositadas em uma guampa

03. “No Brasil, desde pelo menos o século XVII, no mês de junho, realizam-se as chamadas 'Festas Juninas', que possuem esse nome por estarem associadas ao referido mês. No Rio Grande do Sul, no dia, é importante que se tenha o cuidado, quando se organiza a festa, para não descaracterizar a nossa cultura, bem como, seus usos e costumes.”

Referente aos símbolos litúrgicos utilizados nas Festas Juninas aqui no Rio Grande do Sul, analise as imagens abaixo:


A sequência CORRETA que corresponde aos respectivos santos juninos é:
a - (A) São Pedro / (B) São João / (C) Santo Antônio
b - (A) São João / (B) São Pedro / (C) Santo Antônio
c - (A) São Pedro / (B) Santo Antônio / (C) São João
d - (A) Santo Antônio / (B) São Pedro / (C) São João

04. Das inúmeras contribuições destacam-se: casas de modelo de porta e janela; oratório, cama de tábua, arca, baú, candeeiro, escova de piaçaba, roca e tear, bordados de papel recortado. Estas características referem-se as contribuições culturais dos imigrantes:
a - Italianos
b - Alemães
c - Poloneses
d - Portugueses

05. Geralmente realizados com espírito competitivo ou de demonstração de habilidade, esses jogos despertam o interesse de aprimoramento pessoal, melhoram a motricidade e a coordenação motora fina. São exemplos de jogos de habilidades:
a - Bulita (gude), peteca, sapata (amarelinha), corrida do saco, corrida do ovo
b - Bilbôque (biboquê ou bilboquê), botão, ioiô, pião
c - Gata-cega, caçador, pega-pega, víspora
d - Damas, moinho, jogo da velha, forca

06. O “35” CTG foi a consequência mais importante das atividades tradicionalistas, que se iniciaram no dia 05 de Setembro de 1947, quando o “Grupo dos Oito” Recebeu os restos mortais de Davi Canabarro – herói da Revolução Farroupilha, transladados de Santana do Livramento para Porto Alegre (no ano de 2007 esses mesmos restos mortais retornaram para Santana do Livramento).
Sobre a criação do “35” CTG, analise as seguintes afirmativas abaixo:
I – Em Junho de 1949, aconteceu a primeira reunião com moças da sociedade, especialmente convidadas;
II – O lema: “Em qualquer chão, sempre gaúcho!” foi proposto por Flávio Ramos;
III – A utilização de nomenclatura campeira para os cargos da diretoria foi uma proposta de Luiz Carlos Barbosa Lessa;
IV – No princípio eram admitidos unicamente associados do sexo masculino e apenas as mulheres eram admitidas se fossem casadas com os sócios titulares;
V – O nome “35” Centro de Tradições Gaúchas foi proposto por Luís Carlos Barbosa Lessa e por João Carlos Paixão Côrtes, em homenagem à Revolução Farroupilha, ao 35º ano do século XIX, marcou o início da Revolução Farroupilha.

Sobre as afirmativas acima é CORRETO afirmar que:
a - As afirmativas III, IV e V estão incorretas
b - Apenas as afirmativas IV e V estão corretas
c - Apenas a afirmativa I está incorreta
d - As afirmativas II, III e IV estão corretas

07. Com a retirada da centelha do fogo simbólico e o acendimento da chama crioula no saguão do Colégio Júlio de Castilhos, que ficou ardendo em típico candeeiro até o vinte de setembro, numa clara demonstração de civismo, de amor e culto às tradições e história do Rio Grande, a esquecida data Farroupilha foi referenciada, dando origem a tão festejada Semana Farroupilha.
Podemos dizer que integraram o Grupo dos “8”, o chamado “Piquete da Tradição” os jovens estudantes do Colégio Júlio de Castilhos, dentre os quais podemos citar:
a - Cilso Araújo Campos e Luiz Carlos Barbosa Lessa
b - Antônio João Sá de Siqueira e João Machado Vieira
c - Fernando Vieira Machado e Ciro da Costa Dutra
d - Cyro Dias da Costa e Orlando José Ferreira

08. Lilian Argentina em sua obra: “Rio Grande do Sul – Aspectos do Folclore” destaca que na linguagem folclórica encontramos os falares populares que procedem da língua trazida pelos portugueses do século XVI, já razoavelmente unificada (português arcaico). As diferenças verificam-se no vocabulário e no sotaque.
As frases feitas são expressões populares consagradas pelo seu uso e que ainda estão presentes em nosso vocabulário. Podemos dizer que a frase “Tirar lixiguana” significa:
a - Retirar alguém do perigo
b - Tirar satisfação em um mal entendido
c - Passar frio
d - Realizar uma prova e ser bem sucedido

09. Brincadeira que pode ser executada com duas ou mais crianças, faz-se uma roda. A brincadeira sempre inicia por uma prenda e, depois segue no sentido anti-horário. Geralmente é cantada em ritmo de polca e fica bem pulada e brincada, descontraindo assim a criançada. A ideia da brincadeira é manter os componentes entrelaçados. O primeiro que perde o equilíbrio sai da roda.
As características descritas referem-se a qual brincadeira?
a - Amarelinha da Imaginação
b - Dança da Corticeira
c - Reloginho Cantador
d - Roda Cutia

10. “Quantas estrelas tem no céu, só do norte não contei. O meu coração, é teu. O teu não sei de quem é.” O verso acima refere-se à:
a - Um formulete cantado
b - Uma parlenda
c - Uma quadrinha
d - Uma mnemônicas

11. A respeito do traje atual é necessário entender que foi, pelo menos parcialmente, “construído” a partir do ano de 1948, quando foi fundado o “35” CTG. O traje feminino foi criado a partir daqueles utilizados no período anterior ao “35” CTG.
Sobre o traje atual para a Prenda Mirim, analise as seguintes afirmativas:
I – As mangas podem ser longas, três quartos ou abaixo do cotovelo, admitindo-se pequenos babados nos punhos, sendo vedado o uso de mangas “boca de sino” ou “morcego”. No verão não poderão ser curtas, nem arrematadas com babadinhos;
II – Quanto as cores deverão ser delicadas, suaves e claras, evitando cores cítricas, o marrom, o marinho, o verde escuro, o roxo, bordô, o Pink e o azul forte;
III – Referente aos cabelos, estes poderão estar soltos ou semipresos, enfeitados com flores artificiais (não podendo ser flores naturais), enfeites e passadores de fitas;
IV – Quanto ao modelo do vestido, deverá ser inteiro e cortado na cintura ou com a cintura baixa. Barra da saia pode ser de 10 a 15 cm acima do tornozelo ou até próximo a altura do joelho em dias de verão;
V – Os enfeites poderão ser feitos com pinturas miúdas, com tintas para tecido. Optar sempre por motivos florais delicados e miúdos. Podem ser usados rendas, bordados, fitas, passa-fitas, gregas, viés, trancelim, crochê, nervuras, plissês e favos.

Sobre as afirmativas acima É CORRETO afirmar que:
a - Apenas as afirmativas II e V estão corretas
b - As afirmativas II, IV e V estão incorretas
c - Apenas a afirmativa V está correta
d - Todas as afirmativas estão corretas

12. Imigrantes que construíam a cozinha separada da casa a fim de evitar incêndios. Ligava-se a esta, por um alpendre. Faziam cobertura com “aduelas” ou “scandolas” (tabuinhas) e os beirais enfeitados por lambrequins artisticamente recortados.
Estas características referem-se aos imigrantes:
a - Açorianos
b - Alemães
c - Poloneses
d - Italianos

13. “Originalmente, algumas das danças tradicionais possuem características folclóricas, porém, a partir do momento em que elas foram descritas (parte por parte, passo por passo, movimento por movimento) perderam a espontaneidade da prática pelo povo que assimila o conhecimento pela tradição (passada de uma geração para outra de forma não escrita)”.
Sobre as DANÇAS TRADICIONAIS do Rio Grande do Sul, relacione a 2ª (segunda) coluna de acordo com a 1ª (primeira):
( A ) Chimarrita                (   ) Dança encontrada em todo o país. Registrada no Rio Grande do Sul por
( B ) Caranguejo                     Alcides Cruz em 1903, pode ser entendida como uma brincadeira infantil 
( C ) Meia-Canha                    ou uma cantiga de roda.
( D ) Maçanico                (   )  De execução muito alegre, é executada em filas de pares.
( E ) Pezinho                           É executado no mínimo duas vezes.
                                         (   )  Dança de origem açoriana, foi a primeira a ser pesquisada pelos jovens
                                                integrantes do “35” CTG (1948). De caráter ingênuo e terno, 
                                                pode ser vista como uma brincadeira de crianças.
                                         (   ) De origem açoriana é dançada em conjunto de pares soltos e 
                                                independentes. Pode ser classificada como uma dança romântica.
                                         (   ) Se caracteriza pela execução de quadrinhas recitadas pelos dançarinos 
                                               (da prenda para o peão e vice-versa), par por par, entre uma parte 
                                                e outra da dança.

A sequência CORRETA é:
a - C - B - D - E - A
b - A - C - B - D - E 
c - B - A - E - D - C
d - B - D - E - A - C 

14. “Entende-se por entidade tradicionalista aquela que constitui uma sociedade civil, de fins não econômicos, com um número mínimo de sócios, conforme descrito no regulamento do MTG e tem como finalidade a aplicação de seu âmbito associativo e na sua área de influência os seus princípios e objetivos.”
Podemos dizer que uma das finalidades dos Centros de Tradições, conforme a obra “Manual do Tradicionalismo” de Manoelito Carlos Savaris, mesmo que adotem outras denominações é:
a - Organizar eventos tradicionalistas em todas as áreas, cultural, artística e campeira, desportiva ou outra de seu interesse que tenha como objetivo além de promover a cultura, angariar dinheiro para composição do seu livro caixa
b - Zelar e preservar a cultura do Rio Grande do Sul, representada por suas tradições, história e folclore, tendo como primado maior a “Carta de Princípios” do Movimento Tradicionalista Gaúcho
c - Participar, como apoiadora, dos eventos promovidos pelo MTG, adequados à sua área de atuação, com o objetivo de promover a competitividade e a disputa entre os seus associados
d - Congregar, na associação, a diversidade cultural e facilitar o acesso aos eventos que estimulem o desenvolvimento pessoal

15. “Lendas são narrativas de atos praticados e modificados pela fantasia popular. Os personagens são determinados e as ações localizadas. Os personagens das lendas são humanos, que por seus feitos são divinizados ou receberam interferência divina.”
Leia atentamente o trecho da lenda retirada do livro “Rio Grande do Sul no Imaginário Social”:
“Dentro do mato grosso, mato velho e crescido, sem plantas pequenas dentro, ai, só há uma luz pouca, tirante a verde e a cinzento; e nenhuma árvore faz sombra, porque a ramaria de todas faz peneira por onde passa o sol, que nunca enxerga o chão...”
O trecho acima, refere-se a qual lenda do Folclore Gaúcho?
a - A Casa de M’Bororé
b - Salamanca do Jarau
c - Saci Pererê
d - Sanguanel

16. Conforme a obra “Rio Grande do Sul: Aspectos do Folclore”, de Lilian Argentina, a influência dos imigrantes ....................... é observada na nossa formação étnica e cultural. No Rio Grande do Sul é tão evidente em nossa indumentária tradicional masculina, em muitas de nossas danças tradicionais, em nosso refraneiro (provérbio) popular, em nossa poesia, em nossa música e nos instrumentos que a transmitem, como o violão entre outros.
a - Açorianos
b - Espanhóis
c - Poloneses
d - Italianos

17. As nomenclaturas utilizadas nos Centros de Tradições Gaúchas (CTG’s) foram criadas por Glaucus Saraiva que tem por objetivo relembrar a administração de um estabelecimento pastoril, de uma estância.
Sobre as nomenclaturas adotadas pelas entidades tradicionalistas filiadas ao MTG, analise as seguintes afirmativas:
I – o Presidente da entidade é chamado de Patrão. Quando o cargo for ocupado por mulheres chama-se Patroa;
II – O Sota-Capataz é o secretário ou secretária;
III – Charla é o nome dado ao a um grupo vinculado normalmente às atividades artísticas ou culturais;
IV – Fandango é o nome que se diz ao baile em que somente pessoas associadas à entidade e tipicamente pilchadas podem participar;
V – Cancha é o local onde se pratica atividades esportivas e onde reúnem-se os associados da entidade para desenvolver atividades como o jogo da bocha, a “Bisca”, o “Jogo de Cartas” e o truco.

Sobre as afirmativas acima é CORRETO afirmar que:
a - Apenas a afirmativa I está correta
b - As afirmativas I, III e V estão corretas
c - As afirmativas III, IV e V estão incorretas
d - Todas as afirmativas estão corretas

18. Conforme a obra “Resgatando a Diversão da Piazada” existe um brinquedo folclórico que se caracteriza por um carrinho puxado por um cordão que passa por dentro dele. Algumas crianças faziam com uma lata e enchiam de areia, algumas crianças também o faziam com quatro a cinco latas e enchiam de pedras da rua para fazer mais barulho. A maior diversão era descer a ladeira correndo e fazer mais barulho.
Estas características referem-se a qual brinquedo folclórico?
a - Carrinho de lata
b - Rolete
c - Corrida de Pneus
d - Cavalinho de Lata

19. Conforme a obra de Glênio Fagundes: “Cevando o Mate” a bomba de mate é formada por um canudo metálico, de 20 a 25 centímetros de comprimento por 5 a 8 milímetros de diâmetro. Uma das extremidades é achatada, deixando um pequeno orifício longitudinal para impedir o fluxo excessivo de água. E na outra ponta, possui um ralo, com a finalidade de coar a infusão da erva-mate.

Agora observe a imagem abaixo, de uma bomba de chimarrão metálica e identifique o nome das 
partes apontadas com os números “01” e “03”, respectivamente:

a - Patilha / Botão de Rosa
b - Boquilha/ Canudo
c - Bojo / Ponteira
d - Coco/ Bojo

20. Conforme a obra “Folclore na Escola”, da professora e folclorista Neusa de Bonna Secchi as ......................... são um conjunto de palavras de arrumação rítmica em forma de versos que rimam ou não. Ela distingue-se dos demais versos pela atividade que a acompanha, seja o jogo, a brincadeira ou o movimento corporal.
a - Quadrinhas
b - Formuletes
c - Parlendas
d - Lendas

2ª PARTE: HISTÓRIA DO RIO GRANDE DO SUL

21. As notícias a respeito do primitivo habitante do território gaúcho são parciais, muitas vezes contraditórias e, certamente, insuficientes para que se determine a plenitude da cultura, dos seus hábitos e da forma de relacionamento intra-tribo ou com outras tribos da região.
Conforme a obra “Manual do Tradicionalismo Gaúcho”, de Manoelito Carlos Savaris, sobre os índios “GÊS OU JÊ” é correto afirmar que:
a - De todos os índios do Rio Grande do Sul, foram estes os que mais se dedicaram a agricultura e a cestaria (uso de fibras vegetais)
b - As principais tribos eram os: Guarás, Pinarés, Botocudos, Guenoas e Iarós. Vivem hoje especialmente em reservas e recebem o designativo genérico de “Guaicurus”
c - Com relação a sua vestimenta, é notório que os índios andavam geralmente nus e seminus. Dominavam os rudimentos agrícolas, especialmente o plantio de araucárias que produziam a base da sua alimentação (pinhão)
d - Este grupo habitava predominantemente o Planalto Meridional, Encosta da Serra, a margem leste do Rio Uruguai e parte da planície litorânea. Constituíam um dos grupos mais numerosos, além de serem seminômades

22. Em 1809, a Capitania de São Pedro do Rio Grande do Sul foi instalada, abrangendo áreas pretendidas pelos espanhóis, terras ligadas à Capitania do Rio de Janeiro e o Litoral Norte, desde Torres à Rio Grande, passando por Porto Alegre, ligada à Capitania de São Paulo, dividindo-se em 4 municípios:
a - Piratini, Rio Pardo, Caçapava e Porto Alegre
b - Taquari, Santo Antônio das Missões, Porto Lucena e Santo Ângelo
c - Santo Antônio da Patrulha, Porto Alegre, Rio Pardo e Rio Grande
d - Tramandaí, Viamão, Santo Antônio das Missões e Piratini

23. Em 28 de Fevereiro de 1845, os Farroupilhas reunidos nos campos de Ponche Verde, município de ...................., assinaram a paz com os imperiais, pondo termo a mais longa e importante revolução do Brasil (Revolução Farroupilha).
a - Santana do Livramento
b - São Gabriel
c - Caçapava do Sul
d - Dom Pedrito

24. A introdução do negro, no Brasil, foi na condição de escravo para atender ao modelo colonial implantado no país. Mesmo escravizado e submetido aos mais duros trabalhos, o negro manteve várias manifestações culturais da origem.
Sobre as diversas atividades desenvolvidas pelo Negro aqui no Rio Grande do Sul, podemos destacar que:
a - Foram utilizados como linha de frente (Lanceiros Negros) durante a Revolução Farroupilha e desenvolviam atividades econômicas nos centros dos pequenos vilarejos como: engraxates, lavadeiras e domadores de potros
b - Foram empregados especialmente nas charqueadas, mas também eram utilizados nas estâncias, nas tarefas urbanas e na agricultura em áreas litorâneas
c - Quando trabalhadores das Charqueadas, eram libertados uma vez por semana para desenvolver atividades artísticas nas escolas que eram exclusivas para os negros, dentro das próprias estâncias e/ou Charqueadas
d - Em épocas de invernia os Negros eram conduzidos à um local dentro das Charqueadas para que ali desenvolvessem atividades manuais (artesanato) para que fossem vendidos nos grandes centros, buscando aumentar o potencial econômico das Charqueadas de Pelotas, exclusivamente

25. Durante os Sete Povos das Missões, as coisas sagradas - de Deus e da Igreja- eram chamadas de Tupambaé. As lavouras eram cultivadas em regime comunitário. A produção e os artigos artesanais eram levados ao “Tupambaé” – uma espécie de feira pública ou mercado, onde eram repartidos, trocados ou vendidos. As plantações, terras, casas e outros bens particulares eram chamados de “Avambaé” ou “Abambaé”.
Conforme a obra “ABC do Tradicionalismo Gaúcho” de Salvador Lamberty, os visitantes após recebidos em visita ao “Tupambaé”, eram alojados nos:
a - Cabildos
b - Tambos
c - Cotiguaçús
d - Claustros

26. No dia 07 de Fevereiro de 1756 é morto o líder Sepé Tiarayú, junto......................, atualmente área urbana de São Gabriel, por tropas Portuguesas e Espanholas. Três dias mais tarde trava-se .................... Neste episódio o exército Guarani foi massacrado.
a - Ao Rio Pelotas / o Combate de Cevallos
b - Ao Rio Uruguai / a Batalha do “M’bororé”
c - A ponte da Azenha / a Revolução Farroupilha
d - A Sanga da Bica / a Batalha do Caiboaté

27. Conforme a obra de Lilian Argentina, “Rio Grande do Sul: Aspectos do Folclore” a colonização portuguesa efetivou-se a partir de 1737 com a fundação do Presídio do Rio Grande. Os colonos estabeleceram-se na Real Estância do Bojuru, situada aproximadamente, a 80 km do canal de Rio Grande.
Sobre a colonização Portuguesa, ocorrida aqui no Rio Grande do Sul, é CORRETO afirmar que:
a - Eles estiveram entre os primeiros tropeiros e peões. Participaram das Guerras do Paraguai, das Guerras Guaraníticas e da Revolução Farroupilha como comandantes das tropas
b - A pequena propriedade, baseada no trabalho familiar, sem necessidade de emprego e mão-de-obra nacional, foi responsável pela impermeabilidade da sociedade em que originaram
c - Habituados às lides do campo e lavoura, aqui prosseguiram nesta atividade, plantando e colhendo o que consumia na estância, igualmente no Forte Jesus, Maria e José
d - Muitos dos imigrantes eram agricultores, porém grande número tinha ofícios (profissões) definidos (marceneiro, moleiro, ferreiro, alfaiate, pedreiro, etc)

28. Em 13 de janeiro de 1750 é assinado o Tratado de Madrid, entre Portugal e Espanha. 
Este tratado previa:
a - Que os índios que habitavam os Sete Povos das Missões fossem levados para a Colônia do Sacramento para que lá, em sua grande parte, fossem dizimados
b - A troca da Colônia do Sacramento pelos Sete Povos das Missões
c - Um acordo entre Portugal e Espanha que estabelecia uma nova linha demarcatória nos campos do Sul do Brasil, ficando a parte dos Sete Povos das Missões com os colonizadores Espanhóis, a fim de explorarem a criação de gado na Vacaria dos Pinhais
d - A invasão do Forte Jesus-Maria-José, na cidade de Rio Grande, que naquele momento pertencia ao domínio Português, sendo que era interesse Espanhol tê-lo em seu poder

29. ..................... foi chamado de “Gênio dos Missioneiros”. Porém, não param por ai os seus esforços, quando, num avanço de um século sobre a civilização europeia conseguiu fabricar o aço a partir da pedra chamada “itacuru”, pedra formiga ou pedra cupim, cheia de nódulos, granitos ou grãos escuros. Ela permitiu dotar as igrejas com belos sinos e muitas ferramentas para o trabalho.
a - O Padre Manoel Gomes Ribeiro
b - O Padre Francisco das Chagas Martins D’avila
c - O Padre Hildebrando Freitas Pedroso
d - O Padre Antônio Sepp

30. A Revolução Farroupilha (1835-1845) foi considerada a maior Guerra Civil do Brasil e se desenvolveu durante dez anos e trouxe diversas consequências para o Rio Grande do Sul.
Sobre a Revolução Farroupilha, marque “V” para as afirmativas Verdadeiras e “F” para as afirmativas falsas:
(  ) No dia 11 de Setembro de 1839, o Coronel Antônio de Souza Netto, após derrotar o caramuru Silva Tavares nos campos de Rosário, proclamou a república Rio-Grandense
(  ) Após a vitória Farroupilha na Batalha do Barro Vermelho e tomada de Caçapava do Sul, próximo a Rio Pardo, no dia 30 de Abril, os farroupilhas prenderam uma banda de música de uma unidade militar republicana e determinaram que criassem um Hino para os vencedores
(  ) Em 10 de Setembro, com o auxílio da Maçonaria , Bento Gonçalves foge da prisão, no Forte do Mar em Salvador, Bahia
(  ) No ano de 1841 o governo Republicano fica sem local específico e perambula em carretas transportando os documentos (desde de Maio de 1840 quando deixou Caçapava do Sul)
(  ) Em Outubro de 1844 os farroupilhas elegem 46 deputados para a aprovação da Constituição Republicana. A 1º de dezembro os farroupilhas instalam a Assembleia Constituinte, em Caçapava do Sul

A sequência CORRETA é:
a - F - F - V - V - F
b - V - V - V - F - V
c - F - V - F - V - F 
d - F - V - V - F - V

3ª PARTE: GEOGRAFIA DO RIO GRANDE DO SUL

31. Formado por rochas basálticas essa área fica a Nordeste do estado, onde encontram-se as partes mais altas, podendo chegar a 1000 metros. O ponto mais alto é o Pico do Monte Negro, no município de São José dos Ausentes, com 1403 metros. Um dos locais mais destacados desta região é o Itaimbezinho localizado no Parque Nacional dos Aparados da Serra, a cerca de 170 quilômetros a nordeste de Porto Alegre.
Estas características referem-se a qual unidade do relevo gaúcho?
a - Depressão Central
b - Planalto Sul-rio-grandense (ou planalto meridional)
c - Planície Costeira
d - Escudo Sul-rio-grandense

32. Quanto à economia do Rio Grande do Sul, apresentados no “Caderno Piá 21” de Outubro de 2018, nosso estado destaca-se na produção vegetal e na produção de carne animal.
Referente às cidades que se destacam pela produção de GALINÁCEOS, podemos destacar os seguintes municípios:
a - Aratiba, Três Passos e Santo Cristo
b - Encruzilhada do Sul, Vacaria, Ipê, Campestre da Serra
c - Canguçu, Pinheiro Machado, Santana do Livramento e Encruzilhada do Sul
d - Marau, Tupandi e Nova Bréscia

33. Conforme o Caderno Piá 21, ao sul localiza-se o Escudo sul-rio-grandense, também conhecido como Serras do Sudeste, formado por rochas do período Pré-Cambriano e, por isso, desgastado pela erosão. Os grandes blocos estruturais do escudo são os localizados nos municípios de:
a - Canguçu, Encruzilhada, Lavras e Don Feliciano
b - São Gabriel, Cachoeira do Sul, Lavras do Sul e Lavras do Sul
c - Morro Redondo, Pinheiro Machado, Turuçu e Camaquã
d - São Jerônimo, São Lourenço do Sul, Arroio do Padre e Monte Bonito

34. Graças a uma pluviosidade intensa e bem distribuída por todo o ano, o Rio Grande do Sul tem uma farta rede hidrográfica. É um dos estados brasileiros mais bem servido de águas internas, já que, além dos rios possui um número considerável de lagoas e lagunas costeiras, algumas de grande extensão.

Conforme a obra “Manual do Tradicionalismo Gaúcho” de Manoelito Carlos Savaris, analise o mapa abaixo que apresenta as Bacias Hidrográficas do RS e identifique as Bacias enumeradas “01” e “03” respectivamente.


a - Bacia Hidrográfica do Uruguai / Bacia Hidrográfica do Guaíba
b - Bacia Hidrográfica Atlântica / Bacia Hidrográfica do Uruguai
c - Bacia Hidrográfica do Jacuí / Bacia Hidrográfica do Alto Uruguai
d - Bacia Hidrográfica do Guaíba / Bacia Hidrográfica Atlântica

35. No Rio Grande do Sul o ar atmosférico varia muito no decorrer do ano. Isso acontece devido à posição geográfica do estado, que o torna ora dominado por massas de ar tropicais, ora por massas polares.
Sobre o clima do Rio Grande do Sul, baseado na obra “Manual do Tradicionalismo Gaúcho”, de Manoelito Carlos Savaris é correto afirmar que:
a - O Rio Grande do Sul apresenta características peculiares e diferentes do clima do resto do Brasil. As temperaturas no estado, em diversas regiões, estão entre as mais altas do estado, chegando a 39º C nas cidades de Vacaria e São José do Herval
b - Na região do Pampa a temperatura média é inferior a 12º C, sendo as chuvas bem distribuídas principalmente nos meses de inverno
c - Devido às diferenças altimétricas, o clima do estado divide-se ainda, segundo a classificação climática de Koppen, nos tipos Cfa e Cfb. O clima subtropical úmido com verões amenos ocorre na região da Campanha e na Depressão Central 
d - Na região do Planalto as chuvas são bem distribuídas com regularidade e abundância. Ocasionalmente neva a nordeste do estado com altitude superior a 900 metros

Gabarito:
1 - b, 2 - d, 3 - b, 4 - d, 5 - b, 6 - a, 7 - b, 8 - c, 9 - a, 10 - c, 11 - a, 12 - d, 13 - d, 14 - b, 15 - a, 16 - b, 17 - c, 18 - b, 19 - a, 20 - c, 21 - a, 22 - c, 23 - d, 24 - b, 25 - b, 26 - d, 27 - c, 28 - b, 29 - d, 30 - a, 31 - b, 32 - d, 33 - a, 34 - a, 35 - d

Ps.: quaisquer possíveis erros na digitação ou no gabarito são de responsabilidade do blog. Favor avisar para que possamos corrigir sem prejudicar o estudo de ninguém.