segunda-feira, 30 de maio de 2011

2ª Prenda Juvenil do RS - Janaína Matiello

Gritos, choros, abraços...
Um sentimento de orgulho imenso coroou a noite de sábado.
A Prenda Juvenil que vem de uma cidade com nome singelo, nome que usamos quando nos referimo a algo belo... é nossa!
Da cidade de Encantado, 24ª Região Tradicionalista... Janaína Matiello, 2ª Prenda Juvenil do Rio Grande do Sul!

Prova artística
música 'Na Ponta dos Dedos'

Não pude estar em Passo Fundo acompanhando os dois dias de provas, mas no sábado vi o suficiente pra mais uma vez ter certeza de que nossa Prenda Juvenil Regional nos traria muitas alegrias.
A prova artística foi impecável.
Belíssima apresentação, expressão oral maravilhosa, natural... danças suaves, e canto de arrepiar!
Não há como imaginar alguém que estivesse olhando a prova artística e que não ficasse realmente encantado com a apresentação. É claro que sou suspeita em dizer, mas foi perfeito.

Recebendo a faixa de 2ª Prenda Juvenil do RS

Jana, parabéns mais uma vez.
Tu és merecedora incontestável deste título e é uma alegria enorme fazer parte desta tua história.
A 24ª Região se orgulha demais desta tua conquista, e temos certeza que tuas marcas ficarão pelo Estado e teu carisma será sempre lembrado na história do Rio Grande do Sul.
Que juntamente com teu 'Re-Colega' de gestão Rodrigo, possam estar fazendo a diferença em prol de nossos jovens e de nossa cultura.

Com os pais e a irmã após o resultado

Torcida Feminina da 24ª RT

Deixo um grande abraço a todos, em especial a nossa Prenda Mirim Marina e nossa Prenda Adulta Cilene por tão bem representarem nossa Região na 41ª Ciranda.
A estrada é longa, não se pode desistir jamais.

Uma ótima semana.

domingo, 29 de maio de 2011

41ª Ciranda Cultural de Prendas - Resultado


A 41ª edição da Ciranda Cultural de Prendas, realizada em Passo Fundo, desde a quinta-feira (26), elegeu na noite de sábado as nove prendas que representarão o Rio Grande do Sul em 2011. O concurso selecionou as três primeiras prendas do Estado nas categorias adulto, juvenil (de 13 a 17 anos) e mirim (de 9 a 13 anos). Participaram da disputa 69 prendas das trinta regiões tradicionalistas do Estado.
A Ciranda avalia as candidatas em uma prova escrita, avaliação da comunicação oral, características pessoais e habilidades artísticas. As concorrentes precisam ainda participar da Mostra Folclórica e apresentar o Relatório de Atividades – em que se avaliam os projetos desenvolvidos pela prenda na sua Região.
O concurso é anual e itinerante, sendo realizada sempre na região tradicionalista da atual 1º Prenda Adulta do Estado. A vitória da passo-fundense Joelma Pauline Schmohl Meotti, de 23 anos, faz com que o concurso seja realizado novamente no município em 2012.
- Ser primeira prenda foi meu foco desde 2008. Tenho estudado e treinado arduamente para realizar este sonho, que agora se tornou realidade. Pretendo trabalhar duro para representar o Estado e o MTG – comemora Joelma.

1ª Prenda Adulta do Rio Grande do Sul
Joelma Pauline Schmohl Meotti
7ª Região Tradicionalista
Passo Fundo
CTG Lalau Miranda
 
2ª Prenda Adulta do Rio Grande do Sul
Muriel Machado Lopes
5ª Região Tradicionalista
Cachoeira do Sul
Piquete de Laçadores Delfino Carvalho

3ª Prenda Adulta do Rio Grande do Sul
Maira Simões Rodrigues
1ª Região Tradicionalista
Porto Alegre
CTG Glaucus Saraiva
 
 1ª Prenda Juvenil do Rio Grande do Sul
Natana Gengnagel
25ª Região Tradicionalista
Farroupilha
CTG Aldeia Farroupilha
 
2ª Prenda Juvenil do Rio Grande do Sul
Janaína Matiello
24ª Região Tradicionalista
Encantado
Grupo de Arte Nativa Anita Garibaldi
 
 3ª Prenda Juvenil do Rio Grande do Sul
Indiana Tedesco Saugo
11ª Região Tradicionalista
Paraí
CTG Rodeio da Amizade
 
1ª Prenda Mirim do Rio Grande do Sul
Alexia Trento
11ª Região Tradicionalista
Serafina Correa
CTG Sinuelo da Serra
 
 2ª Prenda Mirim do Rio Grande do Sul
Dayala Marina Ubessi Streit
9ª Região Tradicionalista
Ibirubá
CTG Rancho dos Tropeiros
 
 3ª Prenda Mirim do Rio Grande do Sul
Raíza Rohrig Martins
18ª Região Tradicionalista
São Gabriel
CTG Caiboaté
 
 
 

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Por Odila Paese Savaris - 41ª Ciranda

Vence-se mais uma etapa, a 41ª Ciranda de Prendas. Mas como o nome mesmo anuncia, a ciranda continua. Assim como na vida, não encerramos, apenas cumprimos uma etapa.
Para as prendas que estão participando do evento que acontece nos dias 25 e 26 na cidade de Passo Fundo, afirmamos convictos que é uma grande oportunidade estarem ali. Estão fazendo a diferença e ajudando a construir a história do tradicionalismo gaúcho.
O aprendizado adquirido para poder chegar até esta etapa não é mensurável, mas, acompanhando as suas caminhadas, é perceptível o crescimento, tanto intelectual quanto pessoal.
Esta etapa está se encerrando, passarão os dias e não haverá como apagar os seus feitos, suas construções e suas aquisições de experiência. Elas carregarão nas suas bagagens todo o conhecimento adquirido e saberão tirar proveito em várias situações que a vida possa apresentar.
Para aquelas nove que receberão o título de prenda estadual, a partir desta data, além do cargo, assumirão vários encargos e tarefas que deverão cumprir no decorrer de um ano. Entre eles, talvez o mais importante, é o de representar a mulher gaúcha para o restante da sociedade, divulgando e propagando a nossa cultura onde quer que se encontrem.
As prendas que encerram o seu tempo de prendas estaduais passam a ser os sustentáculos para as demais. Através das experiências vivenciadas, deverão ser as incentivadoras para que as cirandas sejam cada vez mais fortalecidas.
Independentemente de categoria ou região que representam, cabe aos gaúchos dos quatro cantos voltarem os olhos para elas, reverenciá-las com todo o carinho de que são merecedoras.
A estas meninas, aplaudimos de pé! 

Contribuição de Odila Paese Savaris
Vice Presidente de Cultura do MTG

Fonte: Portal MTG

Por Adriane Rebechi Rodrigues - Convite

O tempo passou rápido demais, mas com toda a certeza durou o tempo exato, nada mais e nada menos...
Esse ano como 1ª Prenda do Rio Grande, foi mais que especial e com certeza deixou sua marca nas páginas da historia de minha vida...
É impossivel descrever a emoção que senti, quando em Maio de 2010, na cidade de Santa Maria, realizei meu sonho. Ser uma das representantes da mulher gaúcha, e poder trazer para minha cidade este título é mais que uma honra, é uma benção de Deus!
É momento certo para agradecer a todos que me apoiaram, me ajudaram e me incentivaram a levantar toda vez que eu pensava em cair... aos meus amigos, meu MUITO OBRIGADA. 
Aos meus MARAVILHOSOS PAIS, pois sem eles eu não teria conseguido... 
Meu carinho e gratidão aos tradicionalistas das 30 Regiões Tradicionalistas, prendas e peões de todos os rincões, em especial a 7ª Região Tradicionalista.
Aos meus amigos do CTG UNIÃO CAMPEIRA, a gestão de Prendas e Peões da 7ª RT 2009/2010, meus irmãos de coração que eu amo demais.
Às Prendas Estaduais 2010/2011 e os Peões do Rio Grande 2010/11 e 2011/12, meu muito obrigada pelo companheirismo e amizade. 
À todas as pessoas que de uma forma ou de outra me apoiaram.
OBRIGADA RIO GRANDE DO SUL...
Espero que neste ano eu tenha conseguido desempenhar minhas atribuições como Prenda do RS.
Tenho a dizer que fui eu mesma a todo o instante, simples, amiga, com humildade e gratidão a todos por esta oportunidade, procurei ajudar a todos e visitar todos os lugares. Me desculpem se em algum momento falhei, mas saibam que meu amor e dedicação ao Rio Grande e ao Tradicionalismo foi ao extremo de minhas forças, sou e sempre serei Tradicionalista de alma e coração, consciente de minhas função como tal...

Passo Fundo, Planalto médio do RS, Capital Nacional da Literatura, terra adorada por Teixeirinha, recebe a todos com carinho e hospitalidade.
Gostaria de encontrar todos na 41ª Ciranda Cultural de Prendas, nos dias 27 e 28 de maio de 2011, nas dependências do CTG Lalau Miranda e Universidade de Passo Fundo, em especial na noite do dia 27 (sexta feira), na cerimônia de despedida da Prendas do Rio Grande do Sul 2010/2011, pois este com toda a certeza é o momento que mais gostariamos de ter nossos amigos por perto. 
Adoraria contar com a presença de todos... São muito importantes para mim e com certeza fazem parte da minha historia e da minha caminhada como Prenda.

Saudações Tradicionalistas

Adriane Rebechi Rodrigues
1ª Prenda do Rio Grande do Sul 2010/2011

terça-feira, 24 de maio de 2011

Prendas do RS 2010/2011

Bom dia.
Vamos nos despedir das Prendas que viveram um grande sonho neste último ano.
Prendas que com muito esforço e dedicação conquistaram suas faixas de Prendas do Rio Grande do Sul, no dia 27 de maio de 2010, na 40ª Ciranda Cultural de Prendas, em Santa Maria.
Parabéns pelo trabalho realizado gurias.
Certamente vocês são exemplo pra muitas prendas que sonham em ostentar estas faixas um dia...

3ª Prenda Mirim
Manuela Acosta Ferreira
PL Delfino Carvalho
Cachoeira do Sul - 5ª RT

2ª Prenda Mirim
Amanda Golçalves dos Santos
CTG Lila Alves
Pinheiro Machado - 21ª RT

1ª Prenda Mirim
Amanda Faleiro
CTG Herança Farroupilha
Sapucaia do Sul - 12ª RT

3ª Prenda Juvenil
Namiriane Muller Leal
CTG Caiboaté
São Gabriel - 18ª RT

2ª Prenda Juvenil
Taynara Hella M. Ouriques
CPF Piá do Sul
Santa Maria - 13ª RT

1ª Prenda Juvenil
Marcela Richetti Trevisan
CTG Rodeio da Amizade
Paraí - 11ª RT

3ª Prenda
Cristiane Maria Muller
CTG Sepé Tiaraju
Santa Rosa - 3ª RT

2ª Prenda
Priscila Bresolin Tisott
CTG Campo dos Bugres
Caxias do Sul - 25ª RT

1ª Prenda
Adriane Rebechi Rodrigues
CTG União Campeira
Passo Fundo - 7ª RT

Agora é hora de outras nove Prendas terem seus sonhos realizados!
Novamente, meus desejos de BOA SORTE e SUCESSO a todas.

Grande abraço.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Novamente Maio...

O frio chega anunciando o dia em que dezenas de Prendas em nosso estado vão em busca de seus sonhos. Maio chega de forma emocionante, traz milhares de lembranças e faz com que cada uma de nós Prendas volte no tempo. Em menos de uma semana 71 Prendas estarão em Passo Fundo, 7ª Região Tradicionalista, vivendo o seu conto de fadas, vivendo em um mundo de magia e realizações, com as emoções a flor da pele, as lágrimas em seus rostos, e principalmente acreditando em si mesmas. Sim, porque sinceramente, quem não acredita, nem precisa se dar o trabalho de ir até lá.
No sábado vou estar acompanhando nossas Prendas Regionais Cilene, Janaína e Marina, que certamente representarão muito bem a nossa 24ª Região Tradicionalista. Confio no trabalho realizado por elas, em sua dedicação com o Prendado e com a Ciranda, e em sua capacidade de tão bem levar nossa cultura por onde quer que passem.
Nesta Ciranda, espero ver prendas realmente VIVENDO aqueles momentos, e não apenas estando lá a passeio. Sinto que muitas estão lá por estar, porém, é tão mais emocionante e belo de ver prendas vivendo aquele sonho, acreditando na sua realização e acima de tudo felizes e satisfeitas por estarem cumprindo com seus ideais, buscando um algo a mais para o currículo da sua vida no Tradicionalismo...
Espero ver Prendas comprometidas com o futuro do nosso Estado, Prendas realmente prontas para assumir este cargo tão cobiçado e tão grandioso... de Prendas do Estado do Rio Grande do Sul.
Não guardo mágoas, muito pelo contrário. Me senti realizada em estar lá, e totalmente em paz tendo a prova viva de que é possível, com o amigo Rodrigo de Oliveira Schneider fazendo parte da atual gestão de Peões do RS. Sei que nada foi em vão, que tudo que vivi naqueles dias em Santa Maria durante a 40ª Ciranda Cultural de Prendas valeu a pena. E foi tudo tão maravilhoso porque foi intenso, foi de coração... foi sincero e verdadeiro.

Prendas concorrentes da 40ª Ciranda Cultural de Prendas
em Santa Maria, Maio/2010

Por esses e outros motivos que espero ver prendas emocionadas com suas apresentações... espero ver as gurias sorrindo e chorando ao mesmo tempo, de alegria e orgulho de si mesmas. Espero que cada uma saiba dar o valor que este evento merece, que tenham consciência de realizar um bom trabalho em prol do Tradicionalismo ostentando ou não uma faixa de Prenda do RS. Que saibam fazer com que estes dias se tornem inesquecíveis em suas vidas como se tornou pra mim... E que elas descubram o verdadeiro sentido de estar lá, e  aconteça o que acontecer, jamais deixem de acreditar e viver um sonho.

Uma ótima Ciranda a todos.
E desde já, muita calma e boa sorte a todas concorrentes.

Um bom fim de semana.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Notas Categoria Adulta - Rodeio Regional

Buenas, já que ainda não recebi o resultado final do Rodeio, aproveito o momento pra postar as notas da Categoria Adulta, lembrando que o 1° lugar, DTG GENERAL CANABARRO irá disputar uma vaga na Força A em Pelotas, e até o nono lugar está classificado para disputar na Força B.

Resultado da Categoria Adulta, no XXIII Rodeio Artístico Regional:

ENTIDADE - Correção - Harmonia - Intepretação - Musical - Total
1) DTG General Canabarro 3,000 1,987 3,950 1,000 9,937
2) CTG Porteira dos Pampas 3,000 1,980 3,916 1,000 9,896
3) DTG Guardiões do Rio Grande 3,000 1,980 3,902 1,000 9,882
4) CTG Querencia da Amizade 2,933 1,960 3,950 1,000 9,843
5) CTG Pousada dos Tropeiros 3,000 1,973 3,836 1,000 9,809
6) CPF Terra de um Povo 3,000 1,970 3,824 1,000 9,794
7) DTG Piazito da Tradição 2,933 1,950 3,908 1,000 9,791
8) CTG Sentinela da Tradição 2,933 1,943 3,826 1,000 9,703
9) CTG Querencia do Arroio do Meio 3,000 1,943 3,749 1,000 9,692
10) CTG Esperança da Coxilha 3,000 1,933 3,719 1,000 9,653
11) CTG Paixão Cortês 3,000 1,917 3,681 1,000 9,597
12) CTG Tropilha Farrapa 3,000 1,903 3,683 1,000 9,587
13) DTG Herança Maragata 2,950 1,893 3,736 1,000 9,579
14) CTG Tropeiros da Amizade 2,933 1,890 3,689 1,000 9,513


Em breve volto com novidades.
E dentro de NOVE dias, a tão esperada Ciranda Cultural de Prendas em Passo Fundo. :)
Nos vemos por lá.

Abraços.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Encontro preparatório para Rodeio Regional

Na noite de quarta-feira (11), quase 80 tradicionalistas das entidades da região, estiveram reunidos na sede do GAN Anita Garibaldi em Encantado, participando do encontro preparatório para o XXIII Rodeio Artístico Regional da 24ª RT.

O objetivo do II Encontro Artístico Regional foi explanar sobre os detalhes do rodeio que acontece no próximo final de semana. Com o propósito de sanar as dúvidas dos participantes do rodeio e integrar as entidades tradicionalistas da região o encontro iniciou com o pronunciamento do Diretor Artístico da 24ª RT, Tiago Soldá que deu as boas vindas aos presentes e na seqüencia apresentou a retrospectiva do trabalho que vem sendo realizado e os dados do rodeio.

Estarão participando do XXIII Rodeio Artístico Regional, 45 grupos de danças tradicionais nas categorias pré-mirim, mirim, juvenil, adulto e xiru, além de 473 concorrentes individuais em todas as categorias e modalidades. Serão no total, 24 entidades tradicionalistas participantes, 26 avaliadores do MTG e pelo menos 20 pessoas trabalhando na equipe para o bom andamento das atividades do rodeio. O que impressiona é que serão apenas entidades da 24ª Região Tradicionalista. Tiago também ressaltou o caráter de integração do evento.

Em seguida, o tradicionalista Rogério Bastos, Editor do Portal MTG palestrou por quase uma hora, falando sobre trabalho em equipe, motivação, amizade e postura tradicionalista, estimulando o entendimento e o respeito ao próximo. Outro tema abordado foi a tecnologia em beneficio da tradição. Utilizando cases, interagiu com a platéia que ao fim elogiou a abordagem.

No encerramento do encontro, aconteceu um coquetel oferecido pela entidade anfitriã do evento, GAN Anita Garibaldi.

Coordenador Artístico da 24ª RT, Tiago Soldá

Participação especial de Rogério Bastos

Fonte: Portal MTG

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Orientações das Pilchas Históricas- Para fins de ENART

TRAJE CHIRIPÁ PRIMITIVO – PEÃO
(1730 – 1820)

SE USADO O CHIRIPÁ-SAIA DE ALGODÃO

A – CHIRIPÁ-SAIA DE ALGODÃO
- Deve ser usado com a bota garrão-de-potro e a indumentária feminina é saia e blusa ou saia e bata.
Cores: natural (cru)
Padrão: liso
Modelo: pano retangular, enrolado na cintura, com abertura no lado esquerdo. O comprimento deve ser cobrindo os joelhos

B – CEROULAS
Tecido: algodão
Cor: branco ou bege
Modelo:
- Para usar por fora da bota: com franjas e macramé, no comprimento na altura do início do calcanhar;
- Para usar por dentro da bota: pode ser sem franjas e sem macramé

C – CAMISA
Tecido: algodão grosseiro
Padrão: liso
Cor: branco ou bege
Modelo:
- Deve possuir gola ampla ou de padre, mangas longas, sem cava, com abertura somente até o peito, fechada com cadarços; e punho também ajustado por cadarços. Sem rendas e ilhoses

D – FAIXA
Tecido: lã
Padrão: lisa
Cores: vermelha, preta ou bege-cru
Modelo: 10 a 12 centímetros de largura, sem bordados

E – COLETE OU JALECO
- O uso é obrigatório, podendo ser dispensado apenas se substituído pela jaqueta. As duas peças também podem ser  usadas em conjunto.
Tecido: encorpado (grossinho, ou ainda lãzinha), sem bordados
Cores: uma só cor sóbria
Modelo:
- Deve possuir abertura frontal, gola estreita e uma única carreira de botões na frente, podendo ser abotoado ou não.
Sem mangas e sem fivela de ajuste. Confeccionado de um  único tecido e cor. O comprimento deve ser até a altura da cintura, na metade da fivela da guaiaca do usuário, com acabamento reto na frente e nas costas

F – JAQUETA
- O uso é opcional.
Tecido: encorpado ou ainda de lãzinha
Cor: uma só cor sóbria
Modelo:
- Deve possuir abertura frontal, gola estreita, mangas longas e uma única carreira de botões metálicos na frente, sem correntes. Curta, com comprimento na mesma altura que o colete ou jaleco. Confeccionada de um só tecido e cor

G – CHAPÉU
Material: palha
Modelo: copa alta arredondada e aba curta, com barbicacho de couro ou lãzinha e sem metal

H – LENÇO
Tecido: seda
Cores: branco ou vermelho
Modo de uso: no pescoço ou na cabeça, amarrado na nuca

I – BOTAS
- Bota garrão-de-potro

J – CINTO (GUAIACA)
- De couro cru (grosseiro), liso, com uma ou duas fivelas frontais

K – ESPORAS
- O uso é opcional

L – PALA
- O uso é opcional.
Tecido: lã ou seda
Modelo: deverá ser no tamanho padrão, com abertura na gola.
Modo de uso: no ombro esquerdo, na cintura ou a meia espalda, atado da direita para a esquerda

M – FACA
- O uso da faca é opcional nas apresentações artísticas e vedado nas demais atividades sociais.

SE USADO O CHIRIPÁ-SAIA DE LÃZINHA

A – CHIRIPÁ-SAIA
- Deve ser usado com a bota forte e a indumentária feminina é saia e casaquinho.
Cores: verde, vermelho e azul. Todas discretas, não chamativas.
Padrão: liso
Modelo: pano retangular, enrolado na cintura, com abertura no lado esquerdo. O comprimento deve ser cobrindo os joelhos

B – CEROULAS
Tecido: algodão
Cor: branco ou bege
Modelo:
- Para usar por fora da bota: com franjas e macramé, no comprimento na altura do início do calcanhar;
- Para usar por dentro da bota: pode ser sem franjas e sem macramé

C – CAMISA
Tecido: algodão grosseiro
Padrão: liso
Cor: branco ou bege
Modelo:
- Deve possuir gola ampla ou de padre, mangas longas, sem cava, com abertura somente até o peito, fechada com cadarços; e punho também ajustado por cadarços. Sem rendas e ilhoses

D – FAIXA
Tecido: lã
Padrão: lisa
Cores: vermelha, preta ou bege-cru
Modelo: 10 a 12 centímetros de largura, sem bordados

E – COLETE OU JALECO
- O uso é obrigatório, podendo ser dispensado apenas se substituído pela jaqueta. As duas peças também podem ser usadas em conjunto.
Tecido: encorpado (grossinho, ou ainda lãzinha)
- O tecido brocado foi usado na época
Cores: uma só cor sóbria
Modelo:
- Deve possuir abertura frontal, gola estreita e uma única carreira de botões na frente, podendo ser abotoado ou não.
Sem mangas e sem fivela de ajuste. Confeccionado de um único tecido, admitindo bordados. O comprimento deve ser até a altura da cintura, na metade da fivela da guaiaca do usuário, com acabamento reto na frente e nas costas

F – JAQUETA
- O uso é opcional.
Tecido: encorpado ou ainda de lãzinha
Cor: uma só cor sóbria
Modelo:
- Deve possuir abertura frontal, gola estreita, mangas longas e uma única carreira de botões metálicos na frente, sem correntes. Curta, com comprimento na mesma altura que o colete ou jaleco. Confeccionada de um só tecido e cor

G – CHAPÉU
Material: feltro
Modelo: copa alta arredondada e aba curta, com barbicacho de couro ou lãzinha e sem metal

H – LENÇO
Tecido: seda
Cores: branco ou vermelho
Modo de uso: no pescoço ou na cabeça, amarrado na nuca

I – BOTAS
- De couro liso comum até o joelho, nas cores preta ou marrom-escuro

J – CINTO (GUAIACA)
- De couro curtido e bolso interno, liso ou bordado, com uma ou duas fivelas frontais ou florões. Os florões nos trajes históricos não admitem marcas ou nomes, por exemplo, de entidades e pessoas

K – ESPORAS
- O uso é opcional

L – PALA
- O uso é opcional. Tecido: lã ou seda
Modelo: deverá ser no tamanho padrão, com abertura na gola.
Modo de uso: no ombro esquerdo, na cintura ou a meia espalda, atado da direita para a esquerda

M – FACA
- O uso da faca é opcional nas apresentações artísticas e vedado nas demais atividades sociais

TRAJE CHIRIPÁ PRIMITIVO - PRENDA

SE USADO COM O CHIRIPÁ-SAIA DE ALGODÃO DO PEÃO

A - SAIA E BLUSA OU BATA
- Saia:
Tecido: lisos e encorpados
Modelo: deve ser rodada de algodão, com a barra no peito do pé. Corte godê ou franzida na cintura.
Cores: claras, sóbrias e neutras
- Blusa:
Tecido: algodão
Cor: branca
Modelo: deve possuir mangas lisas e longas ou com comprimento abaixo do cotovelo. Abotoada com botões e fechada no pescoço, podendo ter gola
- Bata:
Tecido: algodão
Cor: branca
Modelo: deve possuir mangas lisas e longas ou com comprimento abaixo do cotovelo. Aberta no pescoço, sem gola, amarrada na cintura
Observações:
- Pode ser usado um jaleco fechado na frente, sobre a blusa.
Os tecidos utilizados devem seguir a mesma padronagem da saia;
- Na saia e blusa não usar combinações com as cores das bandeiras do RS ou Brasil

B – SAIA DE ALGODÃO
- Peça utilizada por baixo da saia, na cor branca, sem armação, no estilo “anágua”

C – BOMBACHINHA
Tecido: leve, com enfeites de rendas discretas
Cor: branca
Modelo: comprimento abaixo do joelho, sempre mais curto que a saia

D – SAPATOS
- Chinelos ou tamancos, ou ainda os pés nus

E – CABELOS
- Devem e estar semipresos ou em tranças, enfeitados com flores naturais, sem brilhos ou purpurinas

F – MAQUIAGEM
- Vedado o uso de maquiagem

G – JÓIAS
- Vedado o uso de jóias
Observação:
- É proibido o uso de piercings e tatuagens visíveis, brinco no “segundo furo”, cílios e unhas postiças, bem como unhas pintadas em cores não convencionais (verde, azul, amarelo, prata, roxo, preto ou ainda com decorações)

SE USADO COM O CHIRIPÁ-SAIA DE LÃZINHA DO PEÃO

A – SAIA E CASAQUINHO
- Saia:
Tecido: lisos e encorpados
Modelo: deve ser rodada, com barra no peito do pé. Corte godê ou em panos. Admite babados franzidos ou pregueados na barra da saia.
Cores: claras, sóbrias e neutras. A cor usada na confecção da saia deve ser mais escura que a docasaquinho.
- Casaquinho: 
Tecido: lisos e encorpados
Modelo: mangas longas e justas aos ombros, com gola (sem exageros). Confeccionado com abertura na frente, sendo abotoado. Deve ser usada por baixo uma camisa de cor clara e tecido leve.
Cores: claras, sóbrias e neutras
Detalhes: são admitidos bordados delicados no casaquinho e na camisa.
Observação:
- Na saia e casaquinho não usar combinações com as cores das bandeiras do RS ou Brasil
- Não são admitidos enfeites dourados, prateados, pinturas a óleo e demais tintas e purpurinas

B – SAIA DE ALGODÃO
- Peça utilizada por baixo da saia, na cor branca, leve e discreta, com ou sem pouca armação

C – BOMBACHINHA
Tecido: leve, com enfeites de rendas discretas
Cor: branca
Modelo: comprimento abaixo do joelho, sempre mais curto que a saia 

D – SAPATOS
Sapatilha: nas cores preta, bege ou tons de marrom
Botinha: na cor preta ou tons de marrom

E – MEIAS
- Longas o suficiente para não permitir a nudez das penas.
Nas cores branca ou bege

F – CABELOS
- Devem estar semipresos ou em tranças; enfeitados com flores naturais ou artificiais, sem brilhos ou purpurinas. 
Os arranjos florais não podem ser confeccionados de biscuí e meias de seda

I - MAQUIAGEM
- Discreta, sem brilhos

J – JÓIAS
- Podem ser usados brincos, camafeu e anel de jóias ou imitações de pedrarias.
- Não pode relógios, colares, pulseiras, brincos de plásticos coloridos ou similares.
Observação:
- É proibido o uso de piercings e tatuagens visíveis, brinco no “segundo furo”, cílios e unhas postiças, bem como unhas pintadas em cores não convencionais (verde, azul, amarelo, prata, roxo, preto ou ainda com decorações).

TRAJE ESTANCIEIRO – PEÃO
(1730 – 1820) 

A – CALÇÕES
Tecido: encorpado (grossinho) ou lãzinha
Cores: sóbrias, como verde escuro, marrom escuro, vinho escuro e preto
Modelo: comprimento na altura em que cobre o joelho, sem braguilha e com botões laterais no quadril e no joelho

B – CAMISA
Tecido: algodão ou linho
Cor: branca ou bege
Padrão: liso
Modelo: - Deve ser com gola larga; sem cavas; mangas longas, com punho estreito, preso por botões ou amarrado com cadarços
Aberta na frente até a altura do peito e fechada com cadarços ou botões. Admite rendas

C – CEROULAS
Tecido: algodão
Cor: branca ou bege
Modelo: com franjas e macramé, no comprimento na altura do início do calcanhar. Usado pelo lado de fora da bota.

D – COLETE OU JALECO
Tecido: encorpado (grossinho) ou lãzinha
Cores: uma só cor sóbria
Modelo:
- Deve possuir abertura frontal, com uma única carreira de botões na frente, podendo ser abotoado ou não. Sem mangas, gola e fivela de ajuste. Confeccionado de um único tecido. O comprimento deve ser até a altura da cintura, na metade da fivela da guaiaca do usuário, com acabamento reto na frente e nas costas

E – JAQUETA
Tecido: mesmo tecido e cor do calção
Modelo:
- Deve possuir abertura frontal, gola estreita, mangas longas e uma única carreira de botões metálicos na frente, sem correntes. Curta, com comprimento na mesma altura que o colete ou jaleco. Confeccionada de um só tecido e cor

F – CHAPÉU
Material: feltro
Modelo: copa alta arredondada e aba curta, com barbicacho de lãzinha, sem metal

G – LENÇO
Tecido: seda
Cores: branco ou vermelho Modo de uso: na cabeça, amarrado na nuca; e um lenço pequeno, à guisa de gravata, no pescoço.

H – FAIXA
Tecido: lã
Padrão: lisa, sem bordados
Cores: vermelha, preta ou bege-cru
Modelo: 10 a 12 centímetros de largura

I – BOTAS
- Couro liso comum até o joelho, nas cores preta ou marromescuro

J – CINTO (GUAIACA)
- De couro curtido, liso ou bordado, com uma ou duas fivelas frontais ou florões. Os florões nos trajes históricos não admitem marcas ou nomes, por exemplo, de entidades e pessoas

L – ESPORAS
- O uso é opcional

M – PALA
- O uso é opcional.
Tecido: lã ou seda
Modelo: deverá ser no tamanho padrão, com abertura na gola
Modo de uso: no ombro esquerdo

N – FACA
- O uso da faca é opcional nas apresentações artísticas e vedado nas demais atividades sociais

TRAJE ESTANCIEIRO – PRENDA

A – VESTIDO
Tecido: liso
- Não admite tecidos transparentes e brilhosos
Cores: claras, sóbrias e neutras
- Evitar cores contrastantes e cítricas. Não usar o preto nem nos detalhes, vestidos brancos, tampouco combinações com as cores da bandeira do Rio Grande do Sul e do Brasil.
Modelo: sem decote; com corte na forma tubular ou cinturaalta (abaixo dos seios), com comprimento da saia até o tornozelo, com babado pregueado na barra; ou ainda cortado na cintura, com mangas longas e fofas, somente na parte acima do cotovelo, saia em forma de sino e barra no peito do pé.
Detalhes: não requer pinturas a óleo e demais tintas, bem como purpurinas, dourados ou prateados, plissados e bordados exagerados.

B – PENTE (PENTAL)
- Deve ser baixo ou travessa, prendendo o véu. O pente pode ser enfeitado com flores artificiais

C – VÉU
Tecido: seda ou filó, com caseado ou rendinha (não deve ser rendado)
Cores: claras
Modelo: comprimento na altura do ombro

D – SAIA DE ARMAÇÃO
Cor: branca
Modelo: leve e discreta. Se tiver babados, eles devem se concentrar no rodado da saia, para evitar o excesso de armação. O comprimento deve ser inferior ao do vestido

E – BOMBACHINHA
Tecido: leve, com enfeites de rendas discretas
Cor: branca
Modelo: comprimento abaixo do joelho, sempre mais curto que o vestido

F – MEIAS
- Longas o suficiente para não permitir a nudez das pernas.
Nas cores branca ou bege

G – BOTINHAS
Cor: preta ou marrom-escuro
Modelo: salto baixo 

H – CABELOS
- Presos em coque, com o pente e o véu

I – MAQUIAGEM
 - Discreta, sem brilhos

J – JÓIAS
- Podem ser usados brincos, camafeu e anel de jóias ou imitações de pedrarias. Devem ser discretas.
Observação:
- É proibido o uso de piercings e tatuagens visíveis, brinco no “segundo furo”, cílios e unhas postiças, bem como unhas pintadas em cores não convencionais (verde, azul, amarelo, prata, roxo, preto ou ainda com decorações)

TRAJE CHIRIPÁ FARROUPILHA - PEÃO
(1820 – 1865)

A – CHIRIPÁ FARROUPILHA
- Pano inteiro passado por entre as pernas; atado na cintura, primeiro de trás para frente, e depois, da frente para trás.
Tecidos: liso em lãzinha ou confeccionado em tear com listras somente nas laterais (barrados). Ambos admitem franjas.
Modelo: o comprimento, tomado pelo fundilho, deve ser na altura da metade da canela, não podendo passar da altura do joelho para facilitar o movimento

B – CAMISA
Tecido: algodão ou linho
Padrão: liso
Cor: branca ou bege Modelo: com gola ampla ou de padre e mangas longas, sem cava e punho estreito amarrado com cadarços ou ajustado com botões; fechada na frente por cadarços ou botões, estando aberta até a altura do peito. Sem rendas e ilhoses

C – COLETE OU JALECO
- O uso é obrigatório, podendo ser dispensado apenas se substituído pela jaqueta. As duas peças também podem ser usadas em conjunto.
Tecido: encorpado (grossinho), brocado ou ainda lãzinha
Cores: um só cor sóbria
Modelo:
- Deve possuir abertura frontal, gola estreita e uma única carreira de botões na frente, podendo ser abotoado ou não.
Sem mangas e sem fivela de ajuste. Confeccionado de um único tecido, admitindo bordados. O comprimento deve ser até a altura da cintura, na metade da fivela da guaiaca do usuário, com acabamento reto na frente e nas costas.
- Também é admitido o colete do traje atual. Neste caso, deve possuir abertura frontal, com uma única carreira de botões na frente, podendo ser abotoado ou não. Sem mangas e sem gola. É ajustado com uma fivela nas costas. O comprimento deve ser até a altura da cintura, na metade da
fivela da guaiaca do usuário, com acabamento frontal pontiagudo. A parte de trás do colete (costas) deve ser de tecido leve, da mesma cor da parte da frente. No colete atual não é permitido o uso de tecido brocado e lã

D – JAQUETA
- O uso é opcional
Tecido: encorpado ou ainda de lãzinha
Cor: uma só cor sóbria
Modelo:
- Deve possuir abertura frontal, gola estreita, mangas longas e uma única carreira de botões metálicos, sem correntes.
Curta, com comprimento na mesma altura que o colete ou jaleco. Confeccionada de um só tecido e cor. 

E – CEROULAS
Tecido: algodão
Cor: branca ou bege
Modelo:
- Se usadas por dentro da bota: sem franjas
- Se usadas por fora da bota: com franjas e macramé, cujo comprimento não deverá passar a altura do início docalcanhar, para não pisar na franja

F – LENÇO
- Se usado na cabeça vai obrigatoriamente representar o farrapo:
Tecido: seda
Cores: vermelho
Modo de uso: de tamanho grande, cobrindo os ombros, com um nó republicano no peito e amarrado na nuca (estilo pirata). Sem outro lenço no pescoço.
- Se usado pescoço quando representar o farrapo:
Tecido: seda
Cores: vermelho
Modo de uso: nó republicano de simbolismo político, composto de dois topes e uma rapadura ao centro –
vermelho de 1835.
- Se usado no pescoço quando não representar o farrapo:
Tecido: seda
Cores: branco, bege e xadrezinho miúdo ou vermelho
Modo de uso: amarrado com outro tipo de nó, desde que não o republicano.
Detalhes:
- Lenço preto só nos casos de luto. Jamais em festas e bailes;
- Lenço xadrez de branco e preto também é luto (aliviado).

G – CINTO (GUAIACA) 
- De couro curtido, liso ou bordado, com uma ou duas fivelas frontais ou florões, e com bolsos em número de um a três; ou de couro cru, com ou sem bolsos. Lembrando que os florões nos trajes históricos não admitem marcas ou nomes, por exemplo, de entidades e pessoas

H – FAIXA
Tecido: lã
Padrão: lisa, sem bordados
Cores: vermelha, preta ou bege-cru
Modelo: 10 a 12 centímetros de largura

I – CHAPÉU
Material: feltro
Modelos:
- Usado com o lenço vermelho, na cabeça ou no pescoço com o nó republicano: copa alta arredondada e aba curta, com barbicacho de seda ou lãzinha, sem metal.
- Usado com o lenço no pescoço, nas cores branco, bege, xadrezinho ou ainda vermelho: copa baixa e aba larga, com barbicacho de seda ou lãzinha, sem metal

J – BOTAS
- Modelo tradicional, couro liso, nas cores preta, marromescuro ou marrom-avermelhado. Vedado o uso de   botas brancas. Os estilos de bota podem variar de acordo com a região

L – ESPORAS
- O uso é opcional

M – PALA
- O uso é opcional.
Tecido: lã ou seda
Modelo: deverá ser no tamanho padrão, com abertura na gola.
Modo de uso: no ombro esquerdo, na cintura ou a meiaespalda, atado da direita para a esquerda. 

N – FACA
- O uso da faca é opcional nas apresentações artísticas e vedado nas demais atividades sociais. 

TRAJE CHIRIPÁ FARROUPILHA - PRENDA 

A – SAIA E BLUSA
- Saia:
Tecido: lisos e encorpados
Modelo: deve ser rodada, com barra no peito do pé. Corte godê ou em panos. Admite babados franzidos ou pregueados na barra da saia.
Cores: harmoniosas e lisas, evitando-se contrastes chocantes e cítricos. A cor usada na confecção da saia deve ser mais escura que a blusa.
- Blusa:
Tecido: lisos ou estampados miúdos
Modelo: com mangas longas e justas aos ombros, com babadinhos nos punhos. Vedado o uso de mangas “boca de sino” ou “morcego”. O decote deve ser pequeno, sem expor os ombros e seios.
Cores: harmoniosas, evitando-se contrastes chocantes e cítricos.
Observações:
- Na saia e blusa não usar combinações com as cores da bandeira do Rio Grande do Sul e do Brasil.
- Não são admitidos enfeites dourados, prateados, pinturas a óleo e purpurinas

B – SAIA E CASAQUINHO
- Saia:
Tecido: lisos e encorpados Modelo: deve ser rodada, com barra no peito do pé. Corte godê ou em panos. Admite babados franzidos ou pregueados na barra da saia.
Cores: harmoniosas e lisas, evitando-se cores e contrastes chocantes e cítricos. A cor usada na confecção da saia deve ser mais escura que o casaquinho.
- Casaquinho:
Tecido: lisos e encorpados
Modelo: mangas longas e justas aos ombros, com gola (sem exageros). Vedado o uso de mangas “boca de sino” ou “morcego”. Confeccionado com abertura na frente, sendo abotoado. Deve ser usada por baixo uma camisa de cor clara e tecido leve.
Cores: claras, sóbrias e neutras
Detalhes: são admitidos bordados delicados e pinturas miúdas no casaquinho e na camisa.
Observações:
- Na saia e casaquinho não usar combinações com as cores das bandeiras do RS ou Brasil.
- Não são admitidos enfeites dourados, prateados, pinturas a óleo e purpurinas.

C – VESTIDO
Modelo: inteiro e cortado na cintura, cadeirão ou ainda corte princesa, com a barra da saia no peito do pé. Os cortes podem ser godê, meio-godê, franzido com ou sem babados, e em panos.
Mangas – longas, três quartos ou até o cotovelo, admitindose pequenos babados nos punhos, sendo vedado o uso de “mangas boca de sino” ou “morcego”. Devem ser justas aos ombros.
Decote – pequeno, sem expor ombros e os seios, podendo ter gola ou não.
Enfeites – de rendas, bordados, fitas, passa-fitas, gregas,viés, transelim, crochê, nervuras, plisses, favos. É permitida pintura miúda, com tintas para tecidos. Não usar pérolas e pedrarias, bem como, os dourados ou prateados e pintura à óleo e demais tintas ou purpurinas.
Tecidos - lisos ou com estampadas miúdas e delicadas.
Podem ser usados tecidos mais pesados como brocado,tafetá e gorgorão, bem como microfibra, crepes, oxford. Não serão permitidos os tecidos brilhosos ou fosforescentes, transparentes, slinck, lurex, rendão e similares. Além de enfeites com pinturas a óleo, purpurinas, dourados e prateados.
Cores – devem ser harmoniosas, evitando-se contrastes chocantes e cítricos. Não usar preto nem nos detalhes, vestido branco, tampouco as combinações com as cores da bandeira do RS e Brasil. 

C – SAIA DE ARMAÇÃO
Cor: branca
Modelo: leve e discreta. Se tiver babados, eles devem concentrar-se no rodado da saia, para evitar o excesso de armação. O comprimento deve ser inferior ao do vestido

D – BOMBACHINHA
Tecido: leve, com enfeites de rendas discretas
Cor: branca
Modelo: comprimento abaixo do joelho, sempre mais curto que a saia ou vestido

F – MEIAS
- Longas o suficiente para não permitir a nudez das pernas.
Nas cores branca ou bege

G – SAPATOS
- Sapatilha: nas cores preta, marrom e bege
- Botinha: nas cores preta ou marrom-escuro

H – CABELOS
- Devem estar semi-presos ou em tranças; enfeitados com flores naturais ou artificiais, sem brilhos ou purpurinas.
- Se estiver de vestido, a prenda tem a opção de usar o cabelo preso em coque, enfeitado com travessas de pedrarias

I – MAQUIAGEM
- Discreta, sem brilhos 

J – JÓIAS
- Podem ser usados brincos, camafeu e anel de jóias ou imitações de predarias. Devem ser discretas.
Observação:
- É proibido o uso de piercings e tatuagens visíveis, brinco no “segundo furo”, cílios e unhas postiças, bem como unhas pintadas em cores não convencionais (verde, azul, amarelo, prata, roxo, preto ou ainda com decorações).

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Revolução Farroupilha

Com a abdicação de D. Pedro I o país entrou numa fase agitada, cujo ideal federativo parecia estar definitivamente firmado. Diversas causas contribuíram para essa reação, que levaria à Revolução Farroupilha.
Influências externas: as idéias liberais agitavam o mundo desde a segunda metade do século XVIII.

Causas políticas: o Rio Grande do Sul viveu intensamente rixas violentas entre as correntes partidárias.
Causas econômicas: a economia rio-grandense passava por uma crise sobrecarregada de pesados impostos, atingindo especialmente o charque.
Causas administrativas: não se realizava nenhuma obra de utilidade pública; as estradas abandonadas; as pontes caídas; a educação esquecida.
Causas militares: o constante recrutamento de homens para as fileiras do exército, não se oportunizando aos rio-grandenses cursos de aperfeiçoamento, atingia os brios dos gaúchos. Os quartéis estavam caindo. Os danos da guerra jamais tiveram indenização, eram agravados por retiradas de quantias das tropas em favor de outras províncias.

A Maçonaria e o Clero: a Maçonaria espalhava os ideais da Revolução Francesa, dela fazendo parte de grande número dos futuros chefes farroupilhas. O clero participou ativamente do movimento, cinco deles fazendo parte da Assembléia Constituinte Farroupilha e entre tantos, destaca-se: Padre Francisco dos Chagas Martins Ávila e Souza, o Vigário apostólico Feliciano Rodrigues Prastes, etc;
Em 1834, o Dr. Antonio Rodrigues Fernandes Braga substituía José Mariani, com o apoio dos liberais liderados por Bento Gonçalves da Silva, pois então Presidente da província caiu no desagrado dos liberais que conseguiram sua substituição.
Mas surgiram desavenças entre os Liberais e o irmão de Fernandes Braga, colocando o governo, em choque com seus partidários. Fernandes Braga acusa Bento Gonçalves, Bento Manuel de Lima e Silva, de conspiração com o auxílio de Lavalleja (uruguaio). A 20 de abril de 1935, Fernandes Braga acusou ainda, os chefes liberais de separatistas. As sessões da Assembléia tornaram-se agitadas e ameaçadoras. Ainda mais quando o presidente confessou que não tinha provas concretas para as acusações. Nada mais deteria a revolução que visava, inicialmente, a deposição de Fernandes Braga.
Na tarde de 19 de setembro de 1935, estourava a revolução, concentrando os revoltosos ao comando de Vasconcelos Jardim e Onofre Pires, na Azenha, arredores sul da Capital. Subestimado as tropas revoltosas, o governo mandou o Major Visconde de Camanu com pequena tropa, rechaçado pela vanguarda Farroupilha à frente o Capitão Manuel Vieira da Rocha (Cabo Rocha). Braga fugiu precipitamente para o Rio Grande enquanto os farroupilhas tomavam Porto Alegre, comandados por Bento Gonçalves, vindo de Pedras Brancas (Guaíba). É empossado no cargo de Presidente da Província o Dr. Marciano Pereira Ribeiro e para comandante das armas Bento Manuel Ribeiro.
Bento Gonçalves informa ao Ministro da Justiça, os fatos ocorridos na Província. A Corte nomeia o Dr. Araújo Ribeiro como Presidente, recebido festivamente pelos revolucionários. Devido às atitudes dúbias Araújo Ribeiro perdeu o Crédito. A Assembléia Provincial votou pela degeneração da sua posse.
A primeira fase do movimento farroupilha , que contou com o apoio de todas as correntes liberais, desenvolveu-se de 20 de setembro de 1835 a 11 de setembro de 1836, caracterizando-se pela deposição do presidente Braga, pelo governo do vice-presidente Marciano Pereira Ribeiro, por vários combates e pela atuação da esquadrilha liberal. Os revolucionários aguardaram em vão que os liberais das outras províncias se unissem ao movimento, que era brasileiro.
A luta entre Farroupilhas e Imperiais prolongaria-se por mais nove anos, a maior luta civil do Brasil. Síntese dos principais acontecimentos do decênio:

15 de julho de 1836: O Major Marques de Souza e o Marechal João de Deus Menna Barreto ocupam Porto Alegre, desalojando os Farroupilhas para sempre da Capital, recolocando na presidência o Dr. Araújo Ribeiro.

11 de setembro de 1836: O General Farroupilha Antonio de Souza Neto, após vencer, no dia anterior, o legalista Silva Tavares no Seival, proclamou a República Rio-Grandense. Os Farroupilhas ofereceram a Bento Gonçalves a presidência da república.

Enquanto Bento Gonçalves estava preso, elegeram Gomes Jardim. Os farrapos fundaram uma república separatista porque adotaram uma nova bandeira, escudo de armas e hino, concediam cidadania, consideravam os brasileiros como estrangeiros, mantiveram representantes diplomáticos no Pata e em suas cartas diziam que fundaram uma nova nação. Pela primeira vez em território brasileiro, funcionou um estado republicano com presidente, ministros, coletorias, serviço de correio, exército, leis próprias e projeto de constituição, tendo como capitais a Vila de Piratini (10/11/1836 a 14/02/1839), Caçapava (14/02/1839 a 23/03/1840) e Alegrete até o término da guerra civil. O jornal “O Povo”, que circulou de 01/09/1838 a 23/05/1840, era seu órgão oficial. Entre as realizações destacam-se: desenvolvimento à instrução; foram criadas novas estradas, melhoradas as antigas e regularizado o serviço dos correios; um delegado em cada município elaborando as leis e estabelecendo o voto obrigatório e em matéria civil e penal, manteve as mesmas leis do Império; desenvolveu a diplomacia com os países vizinhos.
A proclamação da República Rio-Grandense foi um gesto extremo, uma vez que todas as tentativas de unidade nacional foram inúteis.

04 de outubro de 1836: Prisão de Bento Gonçalves. Após 3 dias de combates, na Ilha do Fanfa, rendia-se Bento Gonçalves a Bento Manuel Ribeiro, que fora ajudado pela esquadra imperial comandada por John Pascol Geefell. Bento Gonçalves foi enviado preso para o Rio de Janeiro e de lá para o Forte do Mar na Bahia donde conseguiu fugir auxiliado pela maçonaria retornando ao Rio Grande do Sul.

06 de novembro de 1836: Constituição do Governo Republicano.

29 de julho de 1839: Visando alargar o cenário da revolução e necessitando de um porto para a exportação de charque e couro, para a compra de armas e munições, pois o porto de Rio Grande estava em mãos dos imperiais e Montevidéu fechado aos farrapos, David Canabarro partiu com uma coluna expedicionária para Laguna, Santa Catarina, auxiliado pela esquadra de José Garibaldi, composta por dois pequenos navios “Seival” e “Rio Pardo”; transportados até o mar, na Barra do Tramandaí. Laguna é ocupada após dura batalha, proclamando-se ali a República Juliana, coligada à Rio-Grandense. Foram desalojados pelos legalistas a 15 de novembro de 1839.

Fevereiro de 1843: Realizou-se as primeiras sessões da Assembléia Constituinte (1838), o projeto de constituição com modelo na norte-americana e traços da Revolução Francesa. Onofre Pires acusa Bento Gonçalves da morte do vice-presidente Antonio Paulino da Fontoura. Travaram os dois um duelo, saindo ferido Onofre Pires, morrendo poucos dias depois. Em conseqüência, Bento Gonçalves renuncia o cargo, o mesmo fazendo Antonio Neto, deixando o comando do exército, assumindo Vasconcelos Jardim e David Canabarro.

Outubro de 1843: Chegam ao Rio Grande do Sul o Marechal de Campo Luís Alves de Lima e Silva, (Duque de Caxias), nomeado presidente e comandante chefe das operações militares, assumindo as funções em 9 de novembro. Gênio militar atraiu o Brigadeiro Bento Manuel desfalcando os farroupilhas de um valor militar; imprimiu mobilidade, novas táticas e reforços após a paz.

28 de fevereiro de 1845: Canabarro lança uma Proclamação dissolvendo o exército republicano e declarando pacificada a província.

1º de março de 1845: Às margens do Rio Santa Maria, perto de ponche verde, Caxias anunciava a paz.

Diversos motivos levaram os farroupilhas a assinarem a paz: o esgotamento dos farroupilhas pelo prolongado período de guerra, faltavam roupas, armas, haviam desentendimentos internos; o poderio dos legalistas aumentavam cada vez mais, bloqueavam estradas e tinham táticas perfeitas; o perigo externo simbolizado pelo ditador argentino Juan Manuel Rosas, sonhando na restauração do vice-reinado do Prata.
Após longos entendimentos entre Caxias e Canabarro, a Corte deu “carta branca” a Caxias para a assinatura da Paz atendendo as condições farroupilhas e em 1º de março de 1845 foi publicada a carta do tratado da “PAZ DE PONCHE VERDE”. As condições de paz foram:

- O indivíduo que foi indicado pelos revolucionários para Presidente da Província, é aprovado pelo governo Imperial e passará logo a presidir a província.
- A dívida nacional é paga pelo Governo Imperial, devendo apresentar-se ao Barão de Caxias, a relação dos credores para ele entregar à pessoa ou pessoas para isso nomeadas pelo Governo da República, a importância que montar a dita dívida.
- Os oficiais da República que pelo nosso comandante em chefe forem indicados passarão a servir o Exército do Brasil nos mesmos postos e, os que quiserem sua demissão, ou não quiserem pertencer ao referido exército não serão jamais obrigados a servir, tanto em Guarda Nacional como em primeira linha.
- São livres e como tais reconhecidos, todos os cativos que serviram na revolução.
- As causas civis, não tendo nulidades escandalosas são válidas, bem como todas as dispensas e licenças eclesiásticas.
- É garantida a segurança individual e de propriedade em toda sua plenitude.
- Tendo o Barão de organizar um corpo de linha receberão todos os oficiais para ele, dos republicanos, sempre que assim voluntariamente o queiram.
- Nossos prisioneiros de Guerra serão logo soltos e aqueles que estão fora da província serão reconduzidos a ela.
- Não serão reconhecidos em sua patente os nossos generais, porém gozarão das imunidades dos demais cidadãos.
- O governo Imperial vai tratar definitivamente da linha divisória com o estado Oriental do Uruguai
- Os soldados da república, com os respectivos comandantes relacionados ficam isentos do recrutamento de primeira linha. Os oficiais e soldados que pertenceram ao Exército Imperial e se apresentarem ao serviço da República, são plenamente garantidos como os demais republicanos.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Ordem de Apresentação - Modalidades Individuais

DECLAMAÇÃO FEMININA

Pré-Mirim
1 - Eduarda Borges Alves, CTG Tropilha Farrapa
2 - Pietra Beatrici Linemann da Silva, CTG Pousada dos Tropeiros
3 - Ana Julia Vian, GAN Anita Garibaldi
4 - Milena Zonatto, GAN Anita Garibaldi
5 - Ana Júlia Royer, DTG Guardiões do Rio Grande
6 - Larissa Klunk Veronase, DTG Guardiões do Rio Grande 
7 - Gabrieli Ramos Fontana, DTG Guardiões do Rio Grande
8 - Tábata Finke, CTG Herança Nativa

Mirim
1 - Ana Paula Pitol, GAN Anita Garibaldi
2 - Paola Radaelli De Conto, GAN Anita Garibaldi
3 - Marina Mayer, DTG Piazito da Tradição
4 - Eduarda Kauffmann, DTG Piazito da Tradição
5 - Jenifer Letícia Royer, DTG Guardiões do Rio Grande
6 - Fabiane Cristina Radaelli, DTG Guardiões do Rio Grande
7 - Bárbara Lia Rodrigues Malaggi, DTG Guardiões do Rio Grande
8 - Vitória Vigolo Lucca, CTG Giuseppe Garibaldi

Juvenil
1 - Franciele Rosa Oliveira, DTG General Canabarro
2 - Yasmina Natani Corso, DTG General Canabarro
3 - Caroline Reolon Scariot, CTG Tropilha Farrapa
4 - Ana Emília da Rosa Kessler, CPF Terra de um Povo
5 - Isabela Capelari Hammes, GAN Anita Garibaldi
6 - Julia Huppes, GAN Anita Garibaldi
7 - Caroline Marostica, GAN Anita Garibaldi
8 - Amanda Pradella, DTG Piazito da Tradição
9 - Ana Flávia Dorneles de Avila, CTG Erva Mate
10 - Pâmela da Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
11 - Tais Eloy Weber, CTG Rincão das Coxilhas
12 - Eduarda Mazzarino, CTG Giuseppe Garibaldi
13 - Laura Mezzalira de Quadros, CTG Giuseppe Garibaldi
14 - Laura Lucca, CTG Giuseppe Garibaldi
15 - Gabriela Fernanda Souza Pinto, CTG Porteira dos Pampas
16 - Luana Braga Guterres, CTG Porteira dos Pampas
17 - Paola de Souza Santos, CTG Porteira dos Pampas
18 - Juliana Muriel Strauss, CTG Querencia da Amizade
19 - Amanda Carolina Morschbacher, CTG Querência da Amizade

Adulta
1 - Cilene Machado Parabôa, CPF Terra de Um Povo
2 - Bruna Tiecher, GAN Anita Garibaldi
3 - Marina Zonatto, GAN Anita Garibaldi
4 - Graziela Matje, GAN Anita Garibaldi
5 - Pâmela da Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
6 - Aline Rabaiolli Giongo, CTG Giuseppe Garibaldi
7 - Laís Farias Ferreira, CTG Giuseppe Garibaldi
8 - Elisabete Frigeri Domingo, CTG Giuseppe Garibaldi
9 - Marina Tremper, CTG Porteira dos Pampas
10 - Amanda Carolina Morschbacher, CTG Querência da Amizade
11 - Diésica Daiane da Silva, CTG Querência da Amizade

Xirú
1 - Silvana Reolon, CTG Tropilha Farrapa
2 - Clarice Batista Borges, CTG Tropilha Farrapa
3 - Claudia Villa GAN Anita Garibaldi
4 - Eva Maria da Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande

DECLAMAÇÃO MASCULINA

Pré-Mirim
1 - Diego Zorzi, CTG Tropilha Farrapa
2 - Gabriel Ferreira da Silva, CTG Porteira dos Pampas

Mirim
1 - Germano V. Bianchi, GAN Anita Garibaldi
2 - Vicenzo Primaz, CTG Tropilha Farrapa
3 - Gabriel Ferreira, CPF Terra de Um Povo
4 - Eduardo Magnus Brenner, CPF Terra de Um Povo
5 - Victor Moisés Patussi, GAN Anita Garibaldi
6 - Lucas Schneiders, DTG Guardiões do Rio Grande
7 - Matheus Calvi Gusi, CTG Giuseppe Garibaldi
8 - Murilo Gabriel da Silva, CTG Querência da Amizade

Juvenil
1 - Vinícius Santiago Dutra da Silva, CPF Terra de Um Povo
2 - Gabriel Cougo Vieira, CTG Erva Mate
3 - Alisson Hilário de Amorin, DTG Guardiões do Rio Grande
4 - Uilhan Micael Giacomelli, CTG Porteira dos Pampas
5 - Gustavo Neuhaus de Oliveira, CTG Querência da Amizade

Adulta
1 - André Luiz Ziem, CTG Querência do Arroio do Meio
2 - Diego Teotonio Goethel, CPF Terra de um Povo
3 - Dênis Rosa de Oliveira, CPF Terra de um Povo
4 - Francisco Valandro, CTG Esperança da Coxilha
5 - Daniel Reis de Souza, CTG Esperança da Coxilha
6 - Alexandro da Silva Zanchet, GAN Anita Garibaldi
7 - Moisés Dias Vieira, DTG Guardiões do Rio Grande
8 - Django Ribeiro, DTG Guardiões do Rio Grande
9 - Thiago Vian, CTG Giuseppe Garibaldi
10 - Franklin Klunck Lisboa, CTG Giuseppe Garibaldi
11 - Gustavo Neuhaus de Oliveira, CTG Querência da Amizade
12 - Maxwell Spellmeier, CTG Querência da Amizade
13 - Maicon Juliano Gerhardt, CTG Quero Quero

Xirú
1 - Glademir Rossetti, DTG Guardiões do Rio Grande
2 - Sandro Goulart Severo, DTG Guardiões do Rio Grande
3 - Mauro Ântonio da Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
4 - Roger Luiz Pavi, CTG Rincão das Coxilhas
5 - Alexsandro Bruxel, CTG Giuseppe Garibaldi

INTÉRPRETE SOLISTA VOCAL FEMININO

Pré-Mirim
1 - Ana Júlia Royer, DTG Guardiões do Rio Grande
2 - Larissa Klunk Veronase, DTG Guardiões do Rio Grande
3 - Isabela Togni Sebben, DTG Guardiões do Rio Grande
4 - Joice V. F. Noronha, GAN Anita Garibaldi

Mirim
1 - Fabiane Cristina Radaelli, DTG Guardiões do Rio Grande
2 - Jenifer Letícia Royer, DTG Guardiões do Rio Grande
3 - Betina Lana Rodrigues Malaggi, DTG Guardiões do Rio Grande
4 - Laura Cornelli, GAN Anita Garibaldi
5 - Caroline A. Gianezini, GAN Anita Garibaldi
6 - Geane Gabrielle Rocha de Bairros, CPF Terra de um Povo
7 - Yasmin Vitória Caron, CTG Sentinela da Tradição

Juvenil
1 - Ágata Cristielly da Luz de Souza, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Elisabete Frigeri Domingo, CTG Giuseppe Garibaldi
3 - Laís Rabaiolli Giongo, CTG Giuseppe Garibaldi 
4 - Gabriela Marchetti, DTG Guardiões do Rio Grande
5 - Pâmela da Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
6 - Bruna Gomes Dalpian, GAN Anita Garibaldi
7 - Laura Stefenon Fachini, GAN Anita Garibaldi
8 - Graziela Matje, GAN Anita Garibaldi
9 - Laura Bruxel, CTG Tropilha Farrapa

Adulta
1 - Luana de Oliveira, CTG Estancia do Siqueira
2 - Pâmela da Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
3 - Andressa Elisandra Huppes, CTG Tropeiros da Amizade
4 - Catia Devitte Graziola, GAN Anita Garibaldi
5 - Laura Bastianel, GAN Anita Garibaldi
6 - Bruna Dalpian, GAN Anita Garibaldi
7 - Luana dos Passos, CTG Sentinela da Tradição
8 - Flávia Picolli Gheno, CTG Sentinela da Tradição
9 - Brenda Picolli Gheno, CTG Sentinela da Tradição

Xirú
1 - Micheli Martins da Luz, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Eva Maria da Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
3 - Sabrina D. Graziola, GAN Anita Garibaldi

INTÉPRETE SOLISTA VOCAL MASCULINO

Pré-Mirim
1 - Gabriel Filter Ames, DTG Guardiões do Rio Grande
2 - Diogo Maciel, DTG Guardiões do Rio Grande
3 - João Inácio Cardoso da Silva, DTG Guardiões do Rio Grande
4 - Luis Gabriel L. Radaelli, GAN Anita Garibaldi

Juvenil
1 - Douglas Soares de Arruda Radelli, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Alexsander da Silva, CTG Tropeiros da Amizade
3 - Paulo Jardel Loreno Radaelli, GAN Anita Garibaldi
4 - Roger Capalonga Giacomolli, GAN Anita Garibaldi

Adulta
1 - Dailor Luis da Silva, CTG Estancia do Siqueira
2 - Luis Paulo Tonini, CTG Giuseppe Garibaldi
3 - Franklin Klunck Lisboa, CTG Giuseppe Garibaldi
4 - André Italo Pretto, CTG Giuseppe Garibaldi
5 - Jonathan Nunes, DTG Guardiões do Rio Grande
6 - Michel Oliveira Banzanini, DTG Guardiões do Rio Grande
7 - Jefferson M. da Trindade da Silva, DTG Piazito da Tradição
8 - Ranieri Moriggi, GAN Anita Garibaldi
9 - Gustavo Matje ,GAN Anita Garibaldi

Xirú
1 - Joel Fontoura, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Luiz Carlos Devitte, CTG Giuseppe Garibaldi
3 - Valdinei Moraes de Souza, CTG Giuseppe Garibaldi
4 - Aventino Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
5 - Adão J. Rodrigues da Silva, DTG Guardiões do Rio Grande
6 - Paulo Edison Campos, DTG Guardiões do Rio Grande
7 - José Luís Ferreira, CPF Terra de um Povo
8 - Marcos Ricardo Sehnen, CPF Terra de um Povo
9 - Décio Roque Portaluppi, CPF Terra de um Povo

GAITA PIANO

Juvenil
1 - Douglas Soares de Arruda Radaelli, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Gabriel Faleiro, DTG Guardiões do Rio Grande
3 - Paulo Jardel Radaelli, GAN Anita Garibaldi
4 - Cristian Badin, DTG Querência Nova

Adulta
1 - Juliano Rabaioli, CTG Giuseppe Garibaldi 
2 - Rafael Devitte, DTG Guardiões do Rio Grande
3 - Eduardo Luís Ames, DTG Guardiões do Rio Grande
4 - Maicon Bavaresco, DTG Guardiões do Rio Grande
5 - Jacson Bastianel, GAN Anita Garibaldi
6 - Diego Luzzi, GAN Anita Garibaldi

Xirú
1 - Adroaldo Luiz Calvi, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Leodi Luiz Pavi, CTG Rincão das Coxilhas
3 - Adão J. Rodrigues da Silva, DTG Guardiões do Rio Grande
4 - Décio Roque Portaluppi, CPF Terra de um Povo
5 - Ernani Emilio Hepp, DTG General Canabarro

GAITA BOTÃO ATÉ 8 BAIXOS

Mirim
1 - João Pedro Rodrigues da Silva, DTG Guardiões do Rio Grande

Juvenil
1 - Amanda Gabriele Rauber, CTG Querencia do Arroio do Meio

Adulta
1 - Maurício Vian,   CTG Giuseppe Garibaldi

Xirú
1 - Leodi Luiz Pavi, CTG Rincão das Coxilhas

GAITA BOTÃO MAIS DE 8 BAIXOS

Juvenil
1 - Paulo Jardel Radaelli, GAN Anita Garibaldi

Adulta
1 - Maurício Vian, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Mauro Alexandre Seibel, DTG Guardiões do Rio Grande
3 - Maicon Bavaresco, DTG Guardiões do Rio Grande
4 - Guilherme Balestro, DTG General Canabarro

GAITA DE BOCA

1 - André Italo Pretto, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Luis Paulo Tonini, CTG Giuseppe Garibaldi
3 - Aventino Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
4 - Etholdo Immich, GAN Anita Garibaldi
5 - Rogério Benhur Rech, DTG General Canabarro

BANDONEON

1 - Carlos Ulrich, CTG Rincão das Coxilhas

ASSOVIO

Pré-Mirim
1 - João Inácio Cardoso da Silva, DTG Guardiões do Rio Grande
2 - Lucas S. Fachini, GAN Anita Garibaldi
3 - Luis A. Tomazzi, GAN Anita Garibaldi
4 - Lucas Htsam, GAN Anita Garibaldi

Mirim
1 - Leonardo Bertozzi, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Henrique da Conceição, CTG Giuseppe Garibaldi
3 - Bruno de Freitas, DTG Guardiões do Rio Grande
4 - Laura Cornelli, DTG General Canabarro

Juvenil
1 - Mauro Antônio Laidens, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Brenda Dacroce, CTG Giuseppe Garibaldi
3 - Luiza Cecília Dal Pizzol, CTG Giuseppe Garibaldi
4 - Maicon Cainã da Motta Martins, DTG Guardiões do Rio Grande
5 - Igor André Santos Mânica, DTG Guardiões do Rio Grande

Adulta
1 - Diego Fonseca do Amaral, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Luisa Nonemacher Blanger, CTG Giuseppe Garibaldi
3 - Franklin Klunck Lisboa, CTG Giuseppe Garibaldi
4 - Rafael Devitte, DTG Guardiões do Rio Grande
5 - Django Ribeiro, DTG Guardiões do Rio Grande
6 - Everton Vilarinho, DTG Guardiões do Rio Grande
7 - Mauricio Dallé, GAN Anita Garibaldi
8 - Ranieri Moriggi, GAN Anita Garibaldi
9 - Marcelo Cantiliano Perez, DTG General Canabarro

Xirú
1 - Alexsandro Bruxel, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Leodi Luiz Pavi, CTG Rincão das Coxilhas
3 - Sandro Goulart Severo, DTG Guardiões do Rio Grande
4 - Mauro Ântonio da Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
5 - Aventino Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
6 - Eduardo Teotonio Dáda, GAN Anita Garibaldi
7 - Rogério Benhur Rech, DTG General Canabarro

CHULA

Pré-Mirim
1 - Kainã Eduardo Cardoso, CTG Porteira dos Pampas
2 - Gabriel Ferreira da Silva, CTG Porteira dos Pampas
3 - Maurício Eduardo Mazzarino, CTG Giuseppe Garibaldi
4 - Gabriel Buffon Turatti, CTG Giuseppe Garibaldi
5 - Felipe da Silva Ceccon, CTG Giuseppe Garibaldi
6 - Gabriel Filter Ames, DTG Guardiões do Rio Grande
7 - Augusto Barzotto, DTG Guardiões do Rio Grande
8 - Luis A. Tomazzi, GAN Anita Garibaldi

Mirim
1 - Marcelo Turatti Fraporti, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Marcelo Henrique Gusi, CTG Giuseppe Garibaldi
3 - Gabriel Gustavo Schroeder Kuppe, CTG Giuseppe Garibaldi
4 - Jones Zimmer, DTG Guardiões do Rio Grande
5 - Lucas Gabriel Keller, CTG Erva Mate
6 - Vinicius Gabriel da Rosa, CTG Erva Mate
7 - Guilherme Mateus H. Furst, CTG Erva Mate
8 - João Jardim Cezar Mariano, GAN Anita Garibaldi

Juvenil
1 - Jacson da Rosa, CTG Porteira dos Pampas
2 - Mauro Antônio Laidens, CTG Giuseppe Garibaldi
3 - Guilherme Dias Piccini, CTG Giuseppe Garibaldi
4 - Douglas Soares de Arruda Radaelli, CTG Giuseppe Garibaldi
5 - Rodrigo Guedin Nava, DTG Guardiões do Rio Grande
6 - João Francisco Rossi Tomazzi, GAN Anita Garibaldi
7 - Eduardo Moreira Viter, GAN Anita Garibaldi
8 - Alex Zanotelli, GAN Anita Garibaldi

Adulta
1 - Jacson da Rosa, CTG Porteira dos Pampas
2 - Aldair Baldissera, CTG Giuseppe Garibaldi
3 - Tiago Joabe da Costa, CTG Giuseppe Garibaldi
4 - Eduardo Nunes, DTG Guardiões do Rio Grande
5 - Rafael Garcia, GAN Anita Garibaldi

Xirú
1 - Alexsandro Bruxel, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Sandro Goulart Severo, DTG Guardiões do Rio Grande
3 - Glademir Rossetti, DTG Guardiões do Rio Grande
4 -  Gilson Luis de Mello Dias, DTG General Canabarro

TROVA DE MARTELO

1 - Aventino Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
2 - Jorge de Ramos, CTG Giuseppe Garibaldi

TROVA MI MAIOR DE GAVETÃO

1 - Aventino Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
2 - Jorge de Ramos, CTG Giuseppe Garibaldi

TROVA GILDO DE FREITAS

1 - Aventino Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
2 - Jorge de Ramos, CTG Giuseppe Garibaldi

PAJADA

1 - Aventino Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
2 - Thiago Vian, CTG Giuseppe Garibaldi

CAUSOS GAUCHESCOS DE GALPÃO

1 - Aventino Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
2 - Mauro Ântonio Da Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
3 - Gerson Aurélio Grabin, CTG Rincão das Coxilhas
4 - Leodi Luiz Pavi, CTG Rincão das Coxilhas
5 - Thiago Vian, CTG Giuseppe Garibaldi

VIOLÃO

Pré-Mirim
1 - Marcelo Turatti Fraporti, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Luiza Nardini Buffet, GAN Anita Garibaldi
3 - Maria Eduarda Diehl, CTG Sentinela da Tradição

Mirim
1 - Bruno Eduardo Bandeira da Silva, DTG Guardiões do Rio Grand
2 - Laura Stefenon Fachini, GAN Anita Garibaldi
3 - Eduardo Moreira Viter, GAN Anita Garibaldi

Juvenil
1 - Luis Paulo Tonini, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Jonathan Nunes, DTG Guardiões do Rio Grande
3 - Michael Oliveira Bonzanini, DTG Guardiões do Rio Grande
4 - Roger Augusto Alves, DTG Guardiões do Rio Grande
5 - Mauricio Dallé, GAN Anita Garibaldi
6 - Mauricio Malaggi, GAN Anita Garibaldi
7 - Guilherme Patussi, GAN Anita Garibaldi
8 - Marcos Vinicius Zanuzo, CTG Sentinela da Tradição

Adulta
1 - Alexsandro Bruxel, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Luiz Carlos Devitte, CTG Giuseppe Garibaldi
3 - Aventino Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
4 - Valdoni da Cruz, DTG General Canabarro

Xirú
1 - Ricardo Luis de Moura Sieben, CTG Giuseppe Garibaldi
2 - Graziela Aparecida Bruxel, CTG Giuseppe Garibaldi
3 - Mateus Wanderer, CTG Rincão das Coxilhas
4 - Vanessa Devitte, DTG Guardiões do Rio Grande
5 - Pâmela Cristina Faleiro, DTG Guardiões do Rio Grande
6 - Richard Nunes da Silva, DTG Guardiões do Rio Grande

DANÇAS GAÚCHAS DE SALÃO

Pré-Mirim
1 - Luis A. Tomazzi, GAN Anita Garibaldi 
      Milena S. Zonatto 
2 - Luis G. L. Radaelli, GAN Anita Garibaldi 
      Joice V. F. Noronha 
3 - Augusto Barzotto, DTG Guardiões do Rio Grande 
      Larissa Klunck Veronese
4 - Gabriel Filter Ames, DTG Guardiões do Rio Grande 
      Ana Julia Royer

Mirim
1 - Augusto Vargas Pessi, DTG Herança Maragata
      Tabata Pozzebon Barbon
2 - Vinicius Mezacasa, GAN Anita Garibaldi
      Ana Paula Pittol
3 - Miguel G. dos Santos, GAN Anita Garibaldi 
      Laura Cornelli 
4 - Jones Zimmer, DTG Guardiões do Rio Grande
      Jenifer Leticia Royer 
5 - Lucas Schneiders, DTG Guardiões do Rio Grande
      Fabiane Cristina Radaelli 
6 - Maurício Eduardo Mazzarino, CTG Giuseppe Garibaldi
      Bárbara Laidens 
7 - Marcelo Turatti Fraporti, CTG Giuseppe Garibaldi
      Vitória Vigolo Lucca

Juvenil
1 - Robson Luis Klunck, CTG Querência da Amizade 
      Tuani Cezar Daniel
2 - Patrick França Cantiliano Perez, DTG General Canabarro
      Janine Luisa Müller
3 - Edinho Eduardo Barkert, DTG Herança Maragata
      Evelyn Pozzebon Barbon 
4 - João Francisco Rossi Tomazzi, GAN Anita Garibaldi
      Bruna Gomes Dalpian
5 - Roger Capalonga Giacomolli, GAN Anita Garibaldi 
      Luiza Luzzi Di Domenico
6 - Mauro Antônio Laidens, CTG Giuseppe Garibaldi
      Laís Rabaiolli Giongo 
7 - Douglas Soares de Arruda Radaelli, CTG Giuseppe Garibaldi 
      Ana Carolina Marques Ciceri

Adulta
1 - Robson Luis Klunck, CTG Querência da Amizade
      Tuani Cezar Daniel 
2 - Heron Denis Leite, CTG Querência da Amizade 
      Ursula Cristina Finke 
3 - Alexandre do Nascimento, CTG Tropilha Farrapa
      Clarice Sueli Jorix 
4 - Guilherme Mantovani Baumgarten, DTG General Canabarro 
      Analú Barbieri 
5 - Fábio Abriano Lautert, DTG General Canabarro
      Roberta Neuberger
6 - Edinho Eduardo Barkert, DTG Herança Maragata 
      Evelyn Pozzebon Barbon 
7 - Mauricio Dallé, GAN Anita Garibaldi 
      Julia Gheno dos Santos 
8 - Bruno Silveira Cassariego, DTG Piazito da Tradição 
      Cristine Sinara Hertzer 
9 - Micharl Ricardo dos Santos Agnes, DTG Piazito da Tradição 
      Ana Carolina Becker 
10 - Jonathan Nunes, DTG Guardiões do Rio Grande 
        Fabíola Radaelli 
11 - Glademir Rossetti, DTG Guardiões do Rio Grande 
        Ângela Hammes 
12 - Luis Fernando Bruxel, CTG Rincão das Coxilhas 
        Monica Wermeier 
13 - Aldair Baldissera, CTG Giuseppe Garibaldi
        Graziela Aparecida Bruxel

Xirú
1 - Andreas Finke, CTG Querencia da Amizade
      Ana Cristina Finke
2 - Gilson Luis de Mello Dias, DTG General Canabarro 
      Marines Sudário Lemes Dias
3 - Sandro Goulart Severo, DTG Guardiões do Rio Grande
      Daniela Rotta 
4 - Alexsandro Bruxel, CTG Giuseppe Garibaldi 
      Maura Roese

PAR DE CHOTE

Pré-Mirim
1 - Luis A. Tomazzi, GAN Anita Garibaldi 
      Milena S. Zonatto 
2 - Luis G. L. Radaelli, GAN Anita Garibaldi 
      Joice V. F. Noronha 
3 - João Inácio Cardoso da Silva, DTG Guardiões do Rio Grande
      Gabrieli Ramos Fontana
4 - Augusto Barzotto, DTG Guardiões do Rio Grande 
      Larissa Klunck Veronese 
5 - Gabriel Filter Ames, DTG Guardiões do Rio Grande 
      Ana Julia Royer

Mirim
1 - Augusto Vargas Pessi, DTG Herança Maragata 
      Tabata Pozzebon Barbon 
2 - Vinicius Mezacasa, GAN Anita Garibaldi 
       Ana Paula Pittol 
3 - Miguel G. dos Santos, GAN Anita Garibaldi 
      Laura Cornelli 
4 - Vinicius Gabriel da Rosa, CTG Erva Mate 
      Carol Alexsandra dos Santos 
5 - Jones Zimmer, DTG Guardiões do Rio Grande
      Jenifer Leticia Royer 
6 - Felipe Damin, DTG Guardiões do Rio Grande 
      Betina Lana Rodrigues Malaggi 
7 - Lucas Schneiders, DTG Guardiões do Rio Grande
      Fabiane Cristina Radaelli 
8 - Leonardo Bertozzi, CTG Giuseppe Garibaldi 
      Alessandra Veren 
9 - Marcelo Turatti Fraporti, CTG Giuseppe Garibaldi
      Vitória Vigolo Lucca 
10 - Lucas Erik Capitani, CTG Giuseppe Garibaldi 
        Bárbara Laidens

Juvenil
1 - Robson Luis Klunck, CTG Querência da Amizade
      Tuani Cezar Daniel 
2 - Gabriel Luiz Pereira, CTG Querência do Arroio do Meio 
      Ketin Cornelius 
3 - Patrick França Cantiliano Perez, DTG General Canabarro 
      Janine Luisa Müller 
4 - Mateus Mantovani Baumgarten, DTG General Canabarro
      Jéssica Eduarda Müller
5 - Vinícius Santiago Dutra da Silva, CPF Terra de um Povo 
      Ana Emília da Rosa Kessler 
6 - Edinho Eduardo Barkert, DTG Herança Maragata 
      Evelyn Pozzebon Barbon 
7 - Guilherme Patussi, GAN Anita Garibaldi 
      Gabrielle Alvares Solano 
8 - João Francisco Rossi Tomazzi, GAN Anita Garibaldi
      Bruna Gomes Dalpian 
9 - Eduardo M. Viter, GAN Anita Garibaldi 
      Caroline Maróstica 
10 - Gustavo E. Hickmann Simon, CTG Erva Mate 
        Larissa Diana Roessler 
11 - Eliton Araujo dos Santos, CTG Erva Mate 
        Tainá Heck dos Santos 
12 - Álisson Hilário Amorim, DTG Guardiões do Rio Grande 
        Barbara Lia Rodrigues Malaggi 
13 - Igor André Santos Manica, DTG Guardiões do Rio Grande 
        Stéfani Cardoso da Silva 
14 - Maicon Cainã da Motta Martins, DTG Guardiões do Rio Grande 
        Luísa Barzotto 
15 - Maurício Vian, CTG Giuseppe Garibaldi
        Maiara Durante Gonçalves 
16 - Gabriel Calvi Gusi, CTG Giuseppe Garibaldi 
        Ana Carolina Marques Ciceri 
17 - Jacson da Rosa, CTG Porteira dos Pampas 
        Gabriela Fernanda Souza Pinto

Adulta
1 - Heron Denis Leite, CTG Querência da Amizade 
      Ursula Cristina Finke 
2 - Alexandre do Nascimento, CTG Tropilha Farrapa 
      Clarice Sueli Jorix 
3 - Bruno Martini Pavoni, DTG General Canabarro
      Ana Paula Delazeri 
4 - Guilherme Mantovani Baumgarten, DTG General Canabarro 
      Analú Barbieri 
5 - Fábio Abriano Lautert, DTG General Canabarro 
      Roberta Neuberger 
6 - Mauricio Dallé, GAN Anita Garibaldi 
      Julia Gheno dos Santos 
7 - Jacson Bastianel, GAN Anita Garibaldi 
      Laura Bastianel 
8 - Bruno Silveira Cassariego, DTG Piazito da Tradição
      Cristine Sinara Hertzer 
9 - Michael Ricardo dos Santos Agnes, DTG Piazito da Tradição
       Ana Carolina Becker 
10 - Jonathan Nunes, DTG Guardiões do Rio Grande
        Fabíola Radaelli 
11 - Everton Vilarinho, DTG Guardiões do Rio Grande
        Érika Guamerim Hirsch 
12 - Django Ribeiro, DTG Guardiões do Rio Grande 
        Ângela Hammes 
13 - Luis Fernando Bruxel, CTG Rincão das Coxilhas
        Monica Wermeier 
14 - Aldair Baldissera, CTG Giuseppe Garibaldi 
        Graziela Aparecida Bruxel

Xirú
1 - Andreas Finke, CTG Querência da Amizade 
      Ana Cristina Finke 
2 - Gilson Luis de Mello Dias, DTG General Canabarro 
      Marines Sudário Lemes Dias 
3 - Mauro Ântonio Da Rosa, DTG Guardiões do Rio Grande
      Eva Maria da Rosa 
4 - Sandro Goulart Severo, DTG Guardiões do Rio Grande
      Daniela Rotta 
5 - Alexsandro Bruxel, CTG Giuseppe Garibaldi
      Maura Roese

MAIS PRENDADA PRENDA

Mirim
1 - Maria Eduarda Diehl, CTG Sentinela da Tradição 
2 - Jenifer Letícia Royer, DTG Guardiões do Rio Grande 
3 - Suellen da Rosa Schonarth, DTG Piazito da Tradição 
4 - Laura Cornelli, GAN Anita Garibaldi

Juvenil
1 - Tainá Heck dos Santos, CTG Erva Mate 
2 - Marina Tremper, CTG Porteira dos Pampas
3 - Caroline Reolon Scariot, CTG Tropilha Farrapa
4 - Luísa Barzotto, DTG Guardiões do Rio Grande
5 - Amanda Pradella, DTG Piazito da Tradição
6 - Caroline Marostica, GAN Anita Garibaldi

Adulta
1 - Ângela Hammes, DTG Guardiões do Rio Grande

CONJUNTO INSTRUMENTAL

1 - CTG Tropeiros da Amizade
2 - DTG Guardiões do Rio Grande
3 - CTG Giuseppe Garibaldi

CONJUNTO VOCAL

1 - CTG Tropeiros da Amizade 
2 - DTG Guardiões do Rio Grande


Desde já, desejo a todos um ótimo Rodeio Regional, e BOA SORTE aos concorrentes!